Tesouro Direto É Mais Seguro Que a Poupança

Tesouro Direto É Mais Seguro Que a PoupançaVocê sabia disso?

Que o Tesouro Direto é mais rentável que a poupança, todo mundo já sabe.

Mas saber que o Tesouro Direto é mais seguro que a caderneta de poupança talvez seja uma novidade para você.

Difícil de acreditar?

Então leia este artigo até o final para entender como seu dinheiro está muito mais protegido quando está investido em títulos públicos.

Fechado?

Então vamos lá!

Garantia da Caderneta de Poupança

Garantia da Caderneta de PoupançaO dinheiro aplicado numa caderneta de poupança é garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos) até R$ 250 mil (por CPF e por instituição financeira).

Além da caderneta de poupança, o FGC garante os créditos em conta corrente, CDB, LCI, LCA, entre outros.

Esta garantia, até hoje, só foi utilizada para cobrir perdas em pequenos bancos.

Pense comigo: você acha mais fácil o FGC garantir os créditos depositados num banco pequeno (com passivo relativamente baixo) ou num grande banco?

Se um grande banco privado quebrar, o FGC teria condições de “honrar” sua promessa?

E, nesse caso, o pagamento seria realmente integral, como no caso de bancos menores?

São dúvidas que só saberemos a resposta se isto vier a acontecer. E espero sinceramente que não venha.

Se você tiver prestado atenção às garantias que mencionei acima, deve estar se perguntando:

“Os títulos públicos não são garantidos pelo FGC?”

E a resposta é: não.

“Então por que o Tesouro Direto é mais seguro que a poupança? Qual a garantia dos créditos em títulos públicos?”

Fico feliz que você tenha feito esta pergunta 🙂

Garantia do Tesouro Direto

Garantia do Tesouro DiretoAo investir no Tesouro Direto, você opta pelo tipo de investimento de menor risco da economia, pois os títulos públicos são 100% garantidos pelo Tesouro Nacional.

Em outras palavras, não existe um limite para essa garantia. Todo o seu dinheiro (mesmo se for acima de R$ 250 mil) está garantido.

Deixe a política de lado e analise friamente essa questão: você confia mais na solvência de um país que tem a sétima maior economia do mundo ou numa instituição financeira privada que atua neste país?

Tem mais:

O Brasil tem total autonomia sobre sua moeda, ao contrário dos países em crise da comunidade europeia (Grécia, Espanha e Portugal, só para citar alguns), que utilizam o Euro, moeda oficial da Zona Euro, constituída por 19 países (abril/2015).

Dessa forma, ele tem liberdade para imprimir mais dinheiro quando achar necessário.

(Não estou dizendo que isto é correto, pois, entre vários outros problemas, aumentaria a inflação, mas apenas que é possível)

O Tesouro Direto é realmente mais rentável, mesmo com a isenção do IR da poupança?

Sim.

E já mostrei isso em números num artigo recente.

Mas faço questão de explicar novamente, dada a importância deste fato.

Para você ter uma ideia, a caderneta de poupança rende aproximadamente 0,5% ao mês ou 6,17% ao ano.

Apenas nos últimos 12 meses (Abril/2014 a Março/2015), o Tesouro Selic rendeu 11,21% ao ano.

Não sei se você sabe, mas o Tesouro Selic é o título público mais conservador do mercado.

Ainda assim, 11,21% ao ano não é muito melhor que 6,17% ao ano?

E mesmo sofrendo incidência do imposto de renda, ainda assim a rentabilidade líquida é muito superior à caderneta de poupança.

Ainda em dúvida?

Então vamos às contas:

A menor alíquota do imposto de renda é 15% (para investimentos superiores a 720 dias).

E a maior é 22,5% (para investimentos até 180 dias).

Se descontarmos 15% sobre rentabilidade do Tesouro Selic, ainda assim teríamos uma rentabilidade líquida de 9,52% ao ano.

Mesmo que o desconto fosse sobre a maior alíquota (22,5%), ainda assim a rentabilidade líquida seria de 8,69% ao ano.

Mais: estamos no momento excelente do mercado, onde vários títulos estão com taxas superiores a 13% ao ano.

E, ao contrário do que muitos pensam, é muito simples investir no Tesouro Direto, seus custos são baixíssimos e é possível começar com apenas R$ 30!

Você ainda vai permanecer na poupança?

Conclusão – Recapitulando…

Conclusão - Recapitulando...Neste artigo, eu mostrei a você que o Tesouro Direto é mais seguro e mais rentável que a caderneta de poupança.

Ele é mais seguro porque o investimento em títulos públicos é 100% garantido pelo Tesouro Nacional.

Expliquei também porque o Tesouro Nacional é infinitamente mais sólido que o FGC.

Além disso, mostrei mais uma vez que o investimento em títulos públicos é mais rentável que a caderneta de poupança, mesmo com a isenção do imposto de renda.

Fiz as contas e mostrei que, mesmo pagando IR sobre a rentabilidade dos títulos públicos, o resultado líquido ainda assim é bastante superior.

Por fim, desde Março/2015, a liquidez do Tesouro Direto passou a ser diária.

Em outras palavras, você pode vender antecipadamente seus títulos em qualquer dia, e não apenas nas quartas-feiras, como era antes.

Eu provei que este investimento é mais seguro e mais rentável que a poupança.

Digo mais: o Tesouro Direto é, na minha opinião, a melhor aplicação financeira para pequenos investidores.

Você ainda vai continuar de fora deste ótimo investimento?

DICA: Se você quer aprender a investir no Tesouro Direto para alcançar seus maiores objetivos financeiros e ainda aproveitar uma aposentadoria tranquila, recomendo que conheça o treinamento Tesouro Direto Descomplicado, criado por mim e que tem transformado a vida de centenas de alunos.

Além disso, você pode assistir a três aulas gratuitas se cadastrar seu email neste link.

Como sempre, tenho uma pergunta para você…

O que você achou deste artigo? Ficou com alguma dúvida ou discorda de algo? 🙂

Quero muito saber sua opinião sobre o assunto.

Basta deixar um comentário logo abaixo.

Até a próxima!

Imagens de shutterstock.com.

Assine (é grátis)

Cadastre seu email e receba gratuitamente as atualizações do Quero Ficar Rico!


Conquistou a independência financeira e quer ajudar outras pessoas a alcançarem o mesmo objetivo. Continue lendo aqui!

[Grátis]
[Grátis]