Como investir na bolsa em 6 passos

A Bovespa tem investido pesado para alcançar a incrível marca de 5 milhões de investidores em 2015. Para tanto, ela contratou Pelé como garoto-propaganda (assista ao ótimo comercial com ele) para divulgar a campanha “Quer ser $ócio?“, dentre outras iniciativas.

O site da campanha é extremamente bem elaborado e cheio de ferramentas que podem lhe auxiliar a tomar a decisão de investir em ações. Através dessas ferramentas, é possível descobrir seu perfil de investidor (iniciante, conservador, sem dinheiro, ocupado…) e também conhecer os riscos de investir nesse mercado.

Entretanto, o objetivo desse artigo é mostrar os 6 passos para investir na bolsa de valores, ressaltando os pontos mais importantes e recomendando leituras para se aprofundar em cada um desses passos.

Passo 1: Defina um objetivo

Esse primeiro passo vale não apenas para investimentos em ações mas também para iniciar qualquer atividade na sua vida. Definir objetivos é importante para saber o que você quer alcançar. Existe um ditado que diz: “se você não sabe para onde ir, qualquer lugar serve”. Por isso, é necessário saber onde você quer chegar, para saber se está indo pelo caminho certo.

Uma boa dica é dar nomes para o seu investimento, tais como “meu apartamento”, “meu carro novo”, “a viagem que sempre planejei”, “minha aposentadoria”, “os estudos do meu filho”; escolha algo significativo para você. Deixar esses objetivos bem separados é importante para não prejudicar o alcance deles.

Sugestão de leitura:

Passo 2: Formas de investir

Independente do seu grau de conhecimento e possibilidade de dedicação ao mercado, certamente haverá uma forma de investir que se adeque a você. Já discutimos várias formas aqui no blog, mas vou apresentar sucintamente as principais formas de se investir.

  • Compra direta de ações: Você escolhe as ações que deseja comprar e transmite a ordem para a corretora. Comprar ações significa ter “pedaços” de uma empresa e se tornar sócio dela.
  • Fundos de índices (ETFs): São fundos que buscam obter o retorno de índices, que representam os desempenhos de determinados setores de mercado, com cotas que você compra na Bolsa.
  • Clubes de investimento: Clubes são grupos de pessoas que se unem para investir. Ganhos e perdas são divididos proporcionalmente entre os membros de acordo com o quanto investiram.
  • Fundos de investimento em ações: O investidor de um fundo de investimento compra cotas de um fundo de ações, administrado por uma Corretora ou um Banco.

Leituras recomendadas:

Passo 3: Encontre a melhor corretora para você

Antes de qualquer coisa, é importante saber o que você deve esperar das corretoras. A corretora, entre outras coisas:

  • Ajuda você a escolher as ações, de acordo com o seu objetivo financeiro;
  • Dá o suporte necessário para entender o funcionamento da Bolsa;
  • Define com você o seu perfil de investidor;
  • Fornece serviços facilitadores como o home broker (investimento via Internet), relatórios de recomendação de ações, informativos, etc.;
  • Assessoria constante de especialistas que estão sempre atentos ao mercado;
  • Avisa sobre novos produtos no mercado, garantindo a diversificação da seus investimentos;
  • Informa sobre o recebimento de dividendos e outros bônus que as empresas pagam aos acionistas.

Leitura recomendada:

Passo 4: Abra sua conta

Após a difícil etapa de escolher a corretora que melhor atende às suas necessidades, contratar a corretora escolhida é tarefa muito mais simples. Para tanto, você deve fazer um cadastro (semelhante à abertura de uma conta em um banco) e entregar alguns documentos:

  • Preencher a Ficha Cadastral
  • Assinar o Termo de Adesão e Contrato de intermediação
  • Enviar cópia do CPF, RG e Comprovante de Residência

Passo 5: Conheça as taxas

Esse é outro ponto bastante trabalhado aqui no Quero Ficar Rico, pois pode determinar o fracasso do seu investimento, caso opte por corretoras que cobrem taxas abusivas.

As duas principais são: taxa de corretagem e taxa de custódia. A primeira é o valor cobrado pelas corretoras pelo acesso ao mercado. Dependendo da corretora, pode ser uma porcentagem da operação realizada ou um valor fixo.

Já a segunda é o valor mensal cobrado pela guarda das ações pela Bolsa e pelos serviços oferecidos pela Corretora. Ele varia entre corretoras, dependendo das ferramentas disponíveis.

Leitura recomendada:

Passo 6: Escolha suas ações

Se você chegou nessa etapa, parabéns! Definir objetivos, estudar as formas de investir e escolher a melhor corretora para você não são tarefas fáceis. Ainda assim há uma última tarefa, que é escolher as ações que comporão sua carteira. Existem algumas dicas que podem lhe ajudar a tomar essa decisão, tais como:

  • Sempre converse com sua corretora: As corretoras contam com especialistas que acompanham e analisam as empresas e o momento de mercado.
  • Una seu lado consumidor ao investidor: Isso significa dar preferência para as ações das empresas das quais você consome produtos ou serviços.
  • Aprenda o máximo sobre as empresas: Antes de investir em uma empresa, é importante conhecer suas estratégias, perspectivas de crescimento e comportamento do setor no qual ela atua.
  • Ainda indeciso? Comece com ETFs: Os ETFs – fundos de ações baseados em índices – tem seus desempenhos ligados a grupos de ações, escolhidas segundo características comuns ou setores de mercado.

Leituras recomendadas:

O que está esperando para começar a investir em ações?

Além de todas essas informações, onde boa parte delas foram retiradas do site da própria Bovespa, há ainda uma infinidade de livros, fóruns e blogs que tratam do assunto.

Se você ainda tem alguma dúvida para tirar antes de começar ou se já investe, mas quer saber mais alguma coisa, não hesite em deixar um comentário e compartilhar conosco seu questionamento!

Assine (é grátis)

Cadastre seu email e receba gratuitamente as atualizações do Quero Ficar Rico!


Conquistou a independência financeira e quer ajudar outras pessoas a alcançarem o mesmo objetivo. Continue lendo aqui!

  • Kátia Lemos

    Rafael,

    No que diz respeito as ETFs, tenho uma dúvida. As ações são vendidas em lotes de 100 ou fracionadas, correto? Quanto as ETFs como isso funciona? São em lotes, frações? Obrigada

    • Tanto as ações quanto os ETFs podem ser vendidos em lotes de 100 ou fracionados. Mas o mais comum é a compra em lotes, até porque a liquidez é bem maior.

      Abraço!

  • Rosana

    OI, Rafael

    Gostei muito do seu artigo!
    Decidi começar a investir diretamante em ações, já que os fundos de investimento da Geração Futuro só me deram prejuízo até hoje.
    Por ter um perfil mais conservador, estou procurando ações que paguem dividendos e de empresas que considero bem sólidas. Estou pensando em Banco do Brasil, Eletropaulo, AES Tietê para começar. O que você acha?
    As EFT’s pagam dividendos também?
    Abri uma conta na Link para investir no Tesouro Direto mas vou diversificar mais.
    Vou transferir também o FII que tenho na Petra pois a taxa de custódia de 10,00 é muito alta e o custo por operação é alto também… E na LInk é de 6,90 mensais.
    Gostaria de saber o que significa lote de 100 ou fracionados.
    Na Link, o de 100 custa 9,80 e o fracionado 4,40 mas eu não entendi o que quer dizer…
    Muito obrigada!
    Abraços e sucesso,

    • Andre

      Rosana,

      Também estou tomando um pau na Geração Futuro, embora não chegue a ser um prejuízo. rsrsrs

      Entrei no fundo em 2008, quando ele havia sido eleito um dos melhores pelas revistas especializadas. Aliás, matérias desse tipo estão até hoje lá no site deles. Mas, sinceramente, acho que até aquele período eles deram foi sorte porque na época em que entrei o Ibovespa estava em cerca de 62mil pontos e a cota do Geração Futuro era R$2,00. Hoje o índice já bateu mais de 70.000 e a cota quase não passa de R$1,80.

      Mas como eu sou brasileiro e não desisto nunca, sem contar os aportes poderem ser pequenos, continuo investindo mensalmente no fundo até um dia minhas aplicações me permitirem operar em ações diretamente. Hoje considero a quantia pequena para as taxas de corretagem e custódia praticadas no mercado.

      • Rosana

        André,
        Eu comecei a investir na Geração em 2008 também. O que me chamou atenção foram os prêmios, parecia ser um excelente fundo. Mas os prêmios vão até 2009, se não me engano. E depois disso?
        Eu acho que a taxa de administração é absurdamente alta pelo desempenho ridículo que os fundos costumam apresentar. Pensei que tendo alguém para gerenciar as ações seria melhor, já que não entendo muito do assunto mas pelo que estou vendo… Além disso, no caso dos fundos há os 15% de IR.
        Acho que se a Geração Futuro continuar dessa forma, logo logo começará a ter problemas pois muitas pessoas sairão dos fundos, assim como eu fiz. Ainda tenho um DI lá mas estou pensando em tirar e colocar no cdb ou no Tesouro Direto pois, com tantos resultados negativos, vai que a corretora acabe quebrando. Posso estar exagerando mas como sempre somos os últimos a saber…
        Abraços,

  • Boa tarde Rafael.

    Quero parabenizá-lo por seu trabalho é muito instrutivo.
    Tenho uma dúvida: O que você diz sobre o investidor principiante que deseja usar seu próprio Banco como corretora para investir em ações?

    Grato.

    Roberto.

    • Para a esmagadora maioria dos bancos, eu não recomendaria. Os custos são muito elevados. Basta comparar a taxa de corretagem com a das principais corretoras.

      Abraço!

  • Mais um excelente post !
    Meu objetivo é chegar ao primeiro milhão em dez anos investido todo mes.

  • Mais um excelente post !
    Meu objetivo é chegar ao primeiro milhão em dez anos investido todo mes.

    abços

    ITM

  • Renato

    Rafael,
    ainda tenho uma dúvida. Desde de 2010 eu invisto por duas corretoras. Não costumo passar dos R$20k de vendas por mês em cada corretora, mas eventualmente isso acontece. Como faço para gerar e pagar a DARF neste caso?
    Excelente Post,

  • Gostei do seu texto Rafael.
    Só que a intenção da Bovespa que é de alcançar 5 milhões de investidores em renda variável, acho que não chega lá não.
    Olha só: Apesar do governo falar como se o Brasil fosse mais poderoso e rico que todos os países do 1o mundo juntos, somos sempre os campeões no que é ruim e perdedores no que é bom.
    As pessoas desconfiam muito das empresas e do seu envolvimento com políticos, que na opinião de todos com quem conversamos, são corruptos.
    As pessoas estudam 12 anos da vida delas e algumas vezes mais 4 ou 5 anos de faculdade e mal sabem ler e escrever, quanto mais analisar ações.
    O brasileiro admira muito mais quem ganha dinheiro no Big Brother, Loteria, jogando futebol, ou coisas assim.
    Ninguém fica elogiando ou conversando sobre aquele cara muito inteligente que aprendeu a investir ou empreendeu e ficou rico.
    Tá difícil, ainda tá longe da Bovespa conseguir o que quer. O problema cultural é grande ainda, e olha que eu nem falei a metade dos problemas.
    Como vantagem, temos o fato que o mercado de capitais ainda tem muito o que crescer. O problema é como levar esse monte de gente pra lá….

    • Rosana

      Oi, Jairo

      Infelizmente eu concordo com você.
      Sempre ouvimos algo como “O Brasil é o país do futuro” ou “O Brasil é um país em desenvolvimento” mas há quanto tempo estamos estagnados nessa situação?
      Um país que quer ser do futuro investe em educação e saúde em primeiro lugar pois sem isso não se chega a lugar nenhum. E o que vemos no Brasil é exatamente o oposto… Se assim não fosse, a classe rica teria seus filhos frequentando escolas públicas até o ensino médio e não existiriam tantos planos de saúde, já que a saúde pública é um fracasso.

      ” somos sempre os campeões no que é ruim e perdedores no que é bom”
      Você disse tudo.

      Abraços,

    • Concordo contigo, mas vejo isso como uma oportunidade, principalmente para quem valoriza os grandes investidores e empreendedores, e aprende com eles.

      Quanto ao objetivo da Bovespa, não sei se ela conseguirá atingi-lo, mas uma coisa é certa: quem estiver dentro agora, será bastante beneficiado.

      Abraço!

      • Como você acha que o investidor poderia ser beneficiado Rafael??

        • 10 vezes mais investidores comprando. Será muito mais gente querendo comprar, o que pressionará os preços para cima.

          Abraço!

  • Kátia Lemos

    Entendo que o objetivo aqui não é a discussão do Brasil….hehehhe……mais aproveitando a deixa…….Eu vivo fora do Brasil há 8 anos e tenho vivenciado no meu dia a dia a tão falada crise. Apesar de estarem pessimistas com o nosso país, com todos problemas que estão diretamente ligados a sua grande proporção, posso dizer que aqui fora existem muitos olhos voltados para o Brasil, não somente de investidores…..o Brasil nestes últimos 2 anos tem sido visto como sinônimo de crescimento, como mercado alvo. Então meus caros não sejam tão duros com nosso país, tem grandes problemas? Sim, mais não pensem que cá fora é diferente pois é mera ilusão!

  • Bom, a intenção não era criticar o sistema mas sim fortalecer meu argumento que afirma a limitação do crescimento da base de investidores na Bovespa, embora muitos saibam do que eu estava falando. Então acho adequado complementar o que comecei.
    O fato é que, para pessoas inteligentes, honestas, com conhecimentos sólidos, atitude adequada e bom senso, além de muito amor pela vitória podem chegar lá. Temos muitos casos de pessoas que alcançaram o sucesso e riqueza com trabalho e paixão pelo que fazem.
    Os seis passos básicos aqui são um bom começo e como sempre podem servir como um microguia para que as pessoas realmente interessadas consigam bons resultados. Pelo menos é o que acho, senão eu não estava lendo o artigo.
    rsrsrs
    Abçs.

    • Ótimo depoimento, Jairo.

      Abraço e valeu pela participação!

  • maviael

    prezado Rafael assim como vc faço mba em finanças e o mercado de ações me deixa entusiasmado. Porém para analisar, decidir, julgar as melhores formas de investimento precisa de tempo dedicação muita leitura e disciplina caso contrario o sonho do primeiro milhão vira pesadelo. Acho que a grande dificuldade em se investir é justamente essa, tempo, num ritmo frenetico em que vivemos de cobranças por resultado na empresa como gerenciar trabalho, carreira e investimentos? Gostaria muito de dar o primeiro passo e vosso artigo já me deu algumas dicas!!! Valeu!!!

    • Fico muito feliz que o Quero Ficar Rico tenha te ajudado a dar o primeiro passo. Participe sempre que tiver dúvidas ou dicas, pois todos por aqui estão dispostos a ajudar.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Silvinia

    Caro Rafael, tenho fascinação por entender o mercado financeiro e a aplicação na bolsa e nos fundos de investimento, no entanto somente a leitura é para mim insuficiente para uma compreensão segura do processo, uma vez que minha formação é outra. Bom, aos 13 anos de idade eu já poupava pensando no futuro e aos 18 já fazia pequenos emprestimos com juros razoaveis, que resultaram na aquisição da minha casa própria. Hoje estou com mais de trinta anos e invisto em imoveis. gostaria de aumentar meu patrimonio lançando-me nesta maneira de investimento. Gostaria de saber que com esse pequeno resumo da minha vida eu tenho vocação para esta área e também saber se tem um curso de formação online para eu poder estudar melhor e qual o custo disso
    Silvinia – Tocantins

  • EconomizeBlogBr

    Ótimo posto para novatos. Parabéns!

    http://economize.blog.br/

  • Reginaldo

    Rafael,

    quero vender o meu carro para construir minha casa propria pois ja tenho o terreno para realizar o meu sonho, so que atualmente o minimo que me ofereceram no carro foi de R$ 7.500,00 pois tambem se trata de um veiculo de 1996, qual seria sua opiniao a respeito disso devo vende-lo e investir em açoes ou deixar esse dinheiro rendendo na poupança?

  • Cassioepaty

    tenho R$50,00 em mãos, conseguir juntar com todo esforço e disciplina que aprendir aqui…quero que esse “Rico dinheirinho” me faça feliz com a tão sonhada casa própria… com os outros mensalmente economizados é claro! Sei que poupança nem se economizar durante anos e anos e anos……então pensei nesse tal investimento aí de títulos públicos, será que posso? Sei também que um investimento a longo prazo se quiser ganhar dinheiro… mas não tenho pressa, acho que 5 anos é um tempo razoável pra esperar, rsrsrsrs esse é o tempo que pretendo esperar pra não correr para o financiamento da casa própria, ahhhhhhhh R$25.000,00 é onde quero chegar com minhas economias.

  • camilo lopes

    realmente! muito bom o post, simples, direto e objetivo.

  • mara lucia dos santos

    Da pra ivestir com 200,00reais

  • Johnes

    Bom Dia!

    Vou começar a investir parte do meu salario, mas ainda não sei bem como fazer.

    Quero começar investindo inicialmente 300 reais por mês, num planejamento de 20 anos,

    qual seria o melhor tipo de investimento para mim, qual seria a melhor corretora,

    como fazer isso sem ter que ir a grandes centros, podendo acompanhar pela internet?

    Obrigado!

    Johnes

  • Zeitona

    Comecei a investir na bolsa essa semana, capital inicial de 5000, divididos em 6 empresas, e pretendo fazer um deposito de 600 todo mês! Minha dúvida é como fazer o balanceamento todo mês, divido igualmente para cada empresa , ou vou revezando cada empresa por mês? Meu objetivo é aproveitar desse dinheiro a longo prazo 10~20 ano!