5 premissas para montar sua própria carteira de ações

Invisto em ações desde 2005 através de fundos de investimento em ações e desde o ano passado venho progressivamente resgatando minhas posições nesses fundos para investir diretamente via home broker.

Tomei essa decisão por vários aspectos, dentre os quais posso citar: estudei bastante e me senti preparado para começar, estava muito insatisfeito com a taxa de administração cobrada pela fundo do qual era cotista e encontrei uma forma de começar mantendo os mesmos riscos do fundo.

Como montei minha primeira carteira

Como eu gostava muito do fundo que investia, justamente por estar alinhado com meus princípios (investimento em empresas de grande potencial, através de fundamentos sólidos), resolvi que montaria minha carteira muito parecida com a do fundo, de preferência utilizando proporções bem próximas da realidade.

Aí você poderia perguntar: “Até conheço boa parte empresas das empresas que meu fundo investe, mas como saber as proporções, se o gestor não divulga?“. Não divulga para você, mas é obrigado a fornecer todas essas informações para a Comissão de Valores Mobiliários. E a CVM gentilmente nos fornece todos esses dados, através do link Fundos de Investimento em seu site.

Nesse link é possível conhecer a composição da carteira de qualquer fundo de investimento, e não apenas de fundos de ações. Recentemente tirei uma dúvida de um leitor sobre a composição de um fundo de renda fixa do Banco do Brasil, por exemplo. E fiz essa consulta pelo site da CVM.

Como faço meus “aportes” mensais

Montada minha carteira inicial, encontrei outra dificuldade. Como faria meus aportes mensais? No fundo é bem fácil, pois basta fazer a aplicação e pronto. O gestor que “se vire” para aplicar meu dinheiro. Mas agora quem comanda sou eu.

O grande problema é saber se devo comprar outra ação ou reaplicar nas que já possuo. Além disso, em qual devo reaplicar? Como saber qual está mais barata ou menos cara? Tive que ler alguns livros até definir uma estratégia para avaliar minhas empresas e atualmente estou satisfeito com ela.

Recomendo dois ótimos livros para essa fase: “Avaliando Empresas, Investindo em Ações“, de Carlos Debastiani e Felipe Russo, e “Quanto Custa Ficar Rico?“, de Paulo Portinho.

Método para avaliação de ações e carteiras de ações

Visitando o sempre interessante Blog do Portinho, editado por Paulo Portinho, li uma série de artigos falando sobre o Método INI. O método ensina investidores iniciantes a selecionar empresas para montagem de carteira de ações.

Ainda não comecei a utilizá-lo, mas confesso que fiquei bem empolgado com tudo que li até agora. Dentre essas leituras, conheci as cinco premissas que o método utiliza para alcançar seus objetivos e tomei a liberdade de divulgá-los logo a seguir, justamente por concordar com eles e utilizá-los desde que comecei a investir.

1. Investir com regularidade, independente das perspectivas do mercado

Quando você começar a investir, poderá ficar inseguro quanto ao momento certo para entrar ou sair de uma empresa. O tempo e a experiência ajudarão a afastar estes receios. As evidências indicam que o mercado de ações, no longo prazo, tem sido a aplicação de melhor retorno.

2. Reinvestir todos os lucros

Reaplique no mercado todos os lucros de seus investimentos. Isto permitirá a você maximizar seus ganhos através da capitalização composta, ganhando mais do que se mantivesse apenas o capital original empregado.

O brasileiro costuma chamar essa capitalização composta de “juros-sobre-juros” e, normalmente, isso é fruto de uma experiência de dívida. No caso da poupança, os tais “juros-sobre-juros” estarão trabalhando a seu favor e não contra, como no caso das dívidas.

3. Investir em empresas com passado e potencial para crescimento

Adquira ações de empresas cujas vendas e lucros estejam evoluindo em velocidade maior que o Produto Interno Bruto (PIB) e cujos históricos sugiram que elas estarão mais valorizadas nos cinco anos seguintes.

4. Diversificar para reduzir o risco

Algumas de suas escolhas serão muito bem sucedidas e outras trarão resultados decepcionantes. Como é impossível prever o futuro com exatidão, não se deve esperar que todos os resultados sejam satisfatórios. Através da diversificação, você precisará apenas de um crescimento médio que alcance a sua meta; um eventual erro não provocará um grande desequilíbrio.

5. Investir em empresas com bons princípios de governança corporativa

Dessa forma você estará lidando com empresas socialmente responsáveis, empresas que respeitam o meio ambiente, a legislação e, principalmente, os direitos e a relação com os acionistas minoritários.

Considerações finais

Não tenho pretensão de estimular ninguém a fazer o mesmo que fiz. O intuito deste artigo é mostrar que existem alternativas para minimizar o risco do investimento em ações e o principal deles é estudar bastante antes de começar.

Ressalto também que investir diretamente em ações demanda mais capital que investir em fundos. Enquanto é possível investir em fundos com apenas R$ 100 por mês, em ações é necessário bem mais, para compensar o valor da corretagem. Estejam atentos a isso.

Por fim, nunca é demais lembrar que toda e qualquer decisão tomada após a leitura deste blog é de única e exclusiva responsabilidade do leitor.

Assine (é grátis)

Cadastre seu email e receba gratuitamente as atualizações do Quero Ficar Rico!


Conquistou a independência financeira e quer ajudar outras pessoas a alcançarem o mesmo objetivo. Continue lendo aqui!

  • Tiago Carvalho

    Rafael, agradeço imensamente esse post e principalmente a informação referente as empresas que determinado fundo investe. Já tinha visto a parte do setor, mas não sabia que era possível saber as empresas.
    Parabens pelo blog, sempre dou uma lida e acho importantíssimo em minhas decisões.
    Muitíssimo obrigado

    • Legal, né? Quando conheci, também achei fantástico!

      Abraço e valeu pelos elogios!

  • fabio

    Muito bom Rafael! Também sou associado do INI.
    Se me permite complementar as premissas do método INI com alguns “to-do”, “linko” (?) o artigo de O Pequeno Investidor: http://opequenoinvestidor.com.br/2011/01/o-melhor-investimento-de-2011/

    • Valeu, Fábio!

      Boas sugestões de leitura são sempre bem-vindas.

      Abraço!

  • Oi Rafael,

    Assim como você estudei bastante antes de começar a investir de forma ativa. Sigo as mesmas premissas desde que comecei. Invisto também no ETF Smal11, neste comecei ano passado. Minha estratégia é buy and hold papéis de empresas com base sólida fundamentalista e vantagem competitiva sustentável. Como análisar uma empresa pequena é mais difícil, optei pelo ETF.
    Agora como bem lembrado por você, para investir diretamente via home broker, tem que ser valores que compensem os custos, para mim, pelo menos 800 reais por mês.
    Como sempre, excelente post.

    Abraço!

    • Valeu, Jônatas!

      ETFs são alternativas bem interessantes para investir em ações. A taxa de administração é baixíssima, ao contrário da imensa maioria dos fundos.

      Abraço!

  • Daniel Cardoso

    Ola Rafael,conheci teu blog faz 1 mes,e acho que ja li todo o conteudo.Muito bom!Comecei a montar minha carteira no ano passado,ou seja estou engatinhando e penando muito ainda.Tenho um valor que me sobra mensalmente e nao preciso deste dinheiro no momento.Ai surge minha duvida.Como pretendo investir no longo prazo,compro as açoes e vou fazendo complementaçoes na medida que der ou vou vendendo e comprando de acordo com as oportunidades.
    Um grande abraço!

    • Valeu, Daniel!

      Olha só, depende do teu perfil. Geralmente investidores de longo prazo não fazem muitas mudanças em suas carteiras. Por isso que acho estranho ficar vendendo e comprando.

      Monte seu portfólio e aplique mensalmente na mais barata. Essa, por exemplo, seria uma alternativa.

      Abraço!

  • Sidney Abreu

    Tambem sempre apiquei em fundos e fiquei surpreso quando no inico deste ano vi que a corretora do Bradesco (assim como outras) divulgam a carteira de acoes mensalmente. Baseada nesta,enquano o ibovespa rendeu perto de 1% em 2010 a carteira do Bradesco (que foi a de melhor performance pelo Infomoney) rendeu 28%. Agora to seguindo a recomendacao deles vamos ver como vou me sair. Abracos

  • Investidor Independente

    Parabéns pelo site. O conteúdo é muito legal. Tb criei um blog onde pretendo contar o meu longo caminho até minha independência financeira. Aguardo sua visita. Abraços

    wwwinvestidorindependente.blogspot.com

  • Investidor Independente

    Parabéns pelo site. O conteúdo é muito legal. Tb criei um blog onde pretendo contar o meu longo caminho até minha independência financeira. Aguardo sua visita. Abraços

    http://www.investidorindependente.blogspot.com

  • António Soares

    Bom dia. Obrigado pela formação em materias relacinadas com gestão que todos dias nos proporcionas. Tenho uma micro empresas que está a funcionar a pouco tempo. Gostava de saber se é melhor investir num negócio(empresa) ou em ações?

  • Boas dicas de investimento. Realmente um bom método para ficar rico com inteligência.

  • Rafael , eu tenho a dificuldade de operar sozinho e no entando decidi que neste ano vou operar com o auxilio de um corretor , para pegar os macetes, li alguns livros e fiz um curso de analise tecnica, (o livro do Portinho é muito, foi o ultimo que li), pretendo operar sozinho no segundo simestre , mais tardar , ano que vem, pois operar com corretor encarece os custos.
    nao deixe de passar dicas e resultados de sua carteira neste ano e muito sucesso em 2011.
    Eduardo.

    • Olá Eduardo!

      Sempre teremos novidades aqui no Quero Ficar Rico. Continue acompanhando.

      Abraço e boa sorte na sua jornada!

  • Arruda

    Ótima dica sobre o site da CMV para pesquisar a composição os Fundos.

    Parabéns pelo Post.

  • Leandro Leal

    RAfael quero começar a investir mas tenho pouco conhecimento o que devo fazer?

  • Paulo Chá

    Boa tarde Rafael, parabenizo muito o seu site, leio o seu blog quase todos os dias e estou tomando grande gosto por finanças especialmente pegando matérias aqui na faculdade,

    Uma dúvida Rafael, eu fui consultar na CVM a composição da carteira do Skopos BRK FIC FIA mas não consegui/entendi a composição do fundo ilustrado,

    Abraços,

    • Olá, Paulo!

      Obrigado pelos elogios ao blog. Quano a sua pergunta, esse fundo investe em cotas de outro fundo. Todo fundo que tiver FIC FIA significa que ele investe em cotas de outro fundo de investimento.

      Explicado isto, é possível verificar que o Skopos BRK investe em cotas do SKOPOS MASTER FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES.

      Faça uma nova pesquisa por esse fundo acima e você descobrirá a composição da carteira.

      Abraço!

  • Tiago Carvalho

    Rafael, me surgiu uma d

    • Tiago, por algum motivo sua pergunta ficou cortada. Assim que puder, repita-a por favor.

      Abraço!

      • Tiago Carvalho

        A dúvida é a seguinte:
        Já que você utiliza a análise fundamentalista, como você analisa se ainda vai manter determinada empresa na carteira, e em que periodicidade?

        • Eu utilizo o método INI (Instituto Nacional dos Investidores) para calcular o preço justo de determinado ativo e enquanto o valor de mercado estiver abaixo desse preço, vale a pena mantê-la na carteira.

          Existem diversas formas de avaliar o preço justo de um ativo. Alguns bem simples, outros nem tanto. Dá uma olhada no site do INI: http://www.ini.org.br/ini/site/home/

          Abraço!

  • Vitor Paiva

    Muito bom seu blog!
    Acho dificil vc dizer as ações q vc tem, mas Vc poderia dizer o fundo q vc tinha para dar uma analisada nas ações?

    • Dois fundos que sempre busco oportunidades de compra são da Geração Futuro: GF Seleção e GF Dividendos.

      Abraço!

  • João Paulo

    Olá Rafael,

    Desculpe perguntar agora! Mas só vi este post hoje. Gostaria de saber qual seria mais ou menos o valor mínimo do aporte mensal? Obrigado!

    • Não existe um valor pré-definido, mas não deixe que a corretagem represente mais que 0,5% do valor a ser investido.

      Abraço!

  • Roberval

    Rafael e César, parabéns pelo blog e pelas dicas valiosíssimas. Essa da abertura da composição dos ativos dos fundos de investimentos foi excelente. Sou daqui de Recife e só agora tô conhecendo o site de vocês. Parabéns!

    • Fico feliz que tenha gostado do artigo. Aproveite para conhecer (e compartilhar com amigos) outros textos do blog e seja bem-vindo!

      Abraço e valeu pela participação!

  • PEDRO RIBEIRO

    Rafael Sebra! Muito bom o seu Artigo sobre investimento. Ressalto que até então não havia pensado dessa forma, pois invisto apenas em fundo BB premiado, esperando um dia ficar RICO com essa propaganda de prêmio. A partir desse seu relato, procurarei outras formas de investimento.

    • Fico feliz em tê-lo ajudado.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Roberto

    O seu colega tambem consultor financeiro Marcos Silvestre sugere a seguinte estrategia para montar uma carteira:

    pesquisar as 20 açoes mais negociadas nos ultimos 12 meses para 5 anos consecutivos e montar uma carteira das 5 açoes presentes em todas as 5 listas.
    Daí a 1 ano fazer nova pesquisa incluindo o ultimo ano e excluindo o ano mais velho. Venda as açoes que ficarem de fora do ranking e substitua pelas novas que terao entrado no ranking.
    A cada ano va reciclando. Ele chama de estrategia 5 estrelas.
    Teoricamente, o que vc acha ?

    • Parece interessante, mas é possível avaliar a eficácia com um estudo dos anos anteriores. Você conhece algum estudo do Marcos Silvestre onde ele mostra as ações escolhidas dos últimos 10 anos e o desempenho dessa estratégica versus o Ibovespa? Isso sim seria um bom indicador!

      Se você não souber essa resposta, me passe um link com a estratégia 5 estrelas ou o site do Marcos, que eu tento entrar em contato com ele.

      Abração e valeu pela participação!

  • Roberto

    Nao sei a resposta.
    O site dele é : http://www.oplanodavirada.com.br
    A estrategia ta no livro dele “12 MESES PARA ENRIQUECER” , mas nao tem detalhamento.
    Ele tambem é colunista da BandNews FM
    http://bandnewsfm.band.com.br/colunista.asp?ID=31

  • Gabriela

    Olá Rafael,

    Tenho 23 anos… procurando pela internet como investir meu dinheiro (pouco e suado) rs…
    Penso muito no futuro e com certeza não quero apenas depender de um salário mensal…
    Adorei seus artigos.. principalmente esse.. vou estudar bastante!!!
    Obrigada pelas Dicas..
    Abraços Gaby Assunção

  • Anderson – Brasília/DF

    Bom dia Rafael,

    O link da CVM postado por você nã fornece mais os nomes das companhias “a pedido do administrador do fundo”. Sacanagem, né?!

    Abraços…

    • A carteira do mês corrente pode ser omitida. Mas a partir de 3 meses, deve ser obrigatoriamente exibida. Se o fundo que você se interessou já possui a carteira de outubro, experimente vizualizar a carteira de julho, por exemplo.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Atbueno29

    Rafael, me dê uma orientação, por favor. Tenho 15000,00 e quero muito começar a investir e comprar um carro. Eu devo dar esse valor de entrada no carro e parcelar o mínimo possível e esperar para investir ou devo investir esse valor agora e parcelar o carro sem entrada?
    Abraços

    • Qualquer decisão financeira deve ser tomada após a comparação de taxas. Se a taxa de juros do seu investimento for maior que a taxa de juros do financiamento (o que é muito difícil de acontecer), é melhor financiar completamente. Caso contrário, é melhor dar a maior entrada possível.

      Abraço!

  • stefano

    Rafael, tenho uma dúvida. Qual o capital inicial indicado para investir em ações? E qual o aporte mensal indicado para investir em ações? Como sou um pequeno investidor pode ser que o fundo de investimento seja mais atrativo para mim no momento, que não possuo um alto capital inicial e nem posso disponibilizar altos valores para aportes mensais. Aguardo resposta, obrigado.