Tudo que você precisa saber antes de comprar um imóvel

376 Flares Facebook 262 Twitter 80 Google+ 14 376 Flares ×

Tudo que você precisa saber antes de comprar um imóvelCertamente muitos leitores já passaram pela experiência de comprar o primeiro imóvel. É comum que existam diversas dúvidas e, por conta disso, muita insegurança.

Passei recentemente pela minha primeira experiência de compra de um imóvel, onde senti tudo isso na pele. Dúvidas, desconfiança, longas negociações, simulações financeiras… Enfim, tudo aquilo que envolve uma transação de altos valores financeiros.

O importante é que procurei me preparar bastante e quero, através deste artigo, compartilhar os principais fatores que devem ser levados em conta antes de comprar um imóvel.

Por onde começar

Certamente a primeira decisão a ser tomada é o tipo de imóvel que você quer comprar.

Geralmente, em grandes cidades, optamos por imóveis que sejam perto do trabalho, da escola dos filhos ou de ambos.

Outros não se incomodam com essa distância, contanto que o imóvel seja exatamente da forma e tamanho que eles desejam.

Há ainda aqueles que preferem uma casa, ao invés de um apartamento.

O fato é que não existe uma resposta correta. Tudo depende de diversos fatores relacionados às necessidades e anseios de cada um.

Além de decidir qual o imóvel a ser comprado, é fundamental saber quando precisará do imóvel e como vai pagar por ele.

Trata-se de um objetivo financeiro que deve ser muito bem planejado.

Como encontrar bons imóveis

Pesquise bastante. Às vezes, a ansiedade e o “papo de corretor” nos leva a tomar uma decisão precipitada.

Por isso, é necessário pesquisar bastante, conhecer as diversas opções no mercado (acredite, são muitas!) e visitar pessoalmente boa parte deles.

Existem diversos sites de busca de imóveis e há também a figura do corretor imobiliário. A maioria das grandes corretoras oferece um canal de atendimento pelo próprio site, onde posteriormente você poderá trocar e-mails com o corretor indicado.

É possível conhecer uma infinidade de opções sem sair de casa. Os corretores enviam todo o material publicitário, planta, unidades disponíveis, tabelas de preços e formas de pagamento. Tudo por e-mail.

Há também os feirões de imóveis, sendo o mais famoso deles o Feirão da Caixa.

Mesmo sem sair de casa, é possível conhecer diversos imóveis e fazer um filtro previamente, já eliminando alguns sem a necessidade de perder tempo fazendo visitas.

Melhor localização

Para escolher a melhor localização do imóvel, avalie quais atributos você mais valoriza e quais têm menos importância.

Existem pessoas que valorizam imóveis em bairros afastados para usufruir da tranquilidade, silêncio, ar puro, não se importando em gastar mais tempo no trânsito ou deslocamento até o trabalho.

Existem outras que se incomodam muito com o trânsito e por isso preferem imóveis em regiões mais centrais, mesmo que isso gere alguns transtornos.

Por isso você precisa fazer uma reflexão. O que é mais importante?

Minha experiência

Até esse ponto, fiz tudo por conta própria. Defini o tipo de imóvel que eu queria comprar, quando pretendia me mudar, como pagar, pesquisei bastante e escolhi a melhor localização, de acordo com o que valorizo.

A partir daqui apareceram minhas primeiras limitações, pois apesar de conhecer boas técnicas de negociação, nunca passei pela experiência de comprar um imóvel ou qualquer bem de alto valor.

Foi quando resolvi conversar com outras pessoas e procurar por materiais de qualidade na internet. Saiba que, nesse momento, o corretor não é necessariamente seu amigo. Apesar dele querer ajudar, quer muito mais receber sua comissão.

Por sinal, para saber como encontrar bons corretores, recomendo que assista aos vídeos da TV CRECI, no YouTube. Tem muita coisa bacana por lá.

Dentre todos os materiais que encontrei na Internet, o que mais gostei foi o eBook Livro Negro dos Imóveis.

Prefiro livros digitais em detrimento a livros impressos pela possibilidade de entrar em contato com o autor para tirar dúvidas, baixar imediatamente, ser atualizado e – principalmente – poder pedir meu dinheiro de volta se não gostar do conteúdo.

O que encontrei no material

O eBook apresenta uma série de ferramentas indispensáveis para qualquer pessoa que pretende comprar um imóvel.

Desde sites de busca de imóveis e de pesquisa de idoneidade das incorporadoras e construtoras, até informações sobre práticas abusivas e simuladores de financiamentos.

Além das ferramentas, há também muitas técnicas e informações fundamentais para quem pretende comprar um imóvel, como por exemplo:

  • Como encontrar bons imóveis;
  • Vantagens e desvantagens de imóveis na planta;
  • Como negociar a compra;
  • Principais golpes e fraudes imobiliárias;
  • Direito do consumidor;
  • Formas de pagamento;
  • Taxas e tributos envolvidos na aquisição;
  • Como vistoriar o imóvel na entrega das chaves.

Por que eu recomendo esse material?

Valorizo bastante a simplicidade, objetividade e praticabilidade durante qualquer leitura.

Gosto de conteúdo escrito com uma linguagem simples, sem termos técnicos e palavras de efeito. Aprecio também de textos objetivos, que não são redundantes e vão direto ao ponto.

Por fim, valorizo conteúdos onde é possível colocar muitas coisas em prática imediatamente após a conclusão da leitura, ou até mesmo durante a leitura.

E encontrei esses três fatores no eBook Livro Negro dos Imóveis.

Por essa razão, para quem está interessado em adquirir um imóvel em breve ou pretende começar a se planejar para fazer essa aquisição, recomendo que visite o site do Livro Negro dos Imóveis e saiba mais sobre o material.

Conclusão

Dentre todos os tópicos abordados no eBook, o principal para mim foram algumas técnicas de negociação.

A ansiedade atrapalha bastante nessas horas e é difícil manter a razão, principalmente por conta das pressões exercidas pelos corretores, tais como “a tabela será atualizada na próxima semana”, “essas condições de pagamento eu só posso segurar até sábado” ou “existem outras duas pessoas interessadas no imóvel, temos que fechar logo”.

É necessário ter sangue frio e negociar sem pressa. Parece um jogo de pôquer, onde você não sabe se o corretor está falando a verdade ou blefando. Mas, na maioria das vezes, é blefe, ou o popular “papo de corretor”.

Outro ponto interessante está relacionado aos imóveis reservados. Muitas vezes os melhores já estão “reservados”, só restando os piores. Essa reserva, em alguns casos, pode até ser verdade, mas em muitos casos é uma técnica para tentar vender logo as opções menos interessantes.

Enfim, há uma série de coisas que precisamos ter em mente antes de negociar, pois a ânsia de garantir a compra nos faz acreditar em qualquer conversa, sem verificar várias informações pertinentes.

Ao concluir a leitura do livro, fiz um checklist para verificar dúvida por dúvida durante a negociação. Isso depois de analisar por mais de uma semana o contrato e demais documentos. Dá muito trabalho, mas vale a pena.

A aquisição de um imóvel é uma operação que envolve centenas de milhares de reais, muitas vezes a poupança de uma vida inteira.

Qualquer investimento para adquirir conhecimento nessa área é financeiramente irrelevante perto dos benefícios que podem ser alcançados.

Até a próxima!

Imagem de shutterstock.com

Assine (é grátis)

Cadastre seu email e receba gratuitamente as atualizações do Quero Ficar Rico!


Atingiu a liberdade financeira e quer ajudar outras pessoas a alcançarem o mesmo objetivo. Continue lendo aqui!

  • Allain

    É verdade.. não podemos nos deixar levar pela emoção da mulher que quer comprar uma casa própria para o casal a todo custo, sem levar em consideração todas essas circunstâncias relacionadas no artigo.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Concordo, Allain.

      Abraço e valeu pela participação!

    • vania.lacerda

      Ou, não podemos nos deixar levar pela emoção do marido… (caso bem mais comum).

      • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

        Para não ter confusão, não podemos nos deixar levar pela emoção do cônjuge :)

        O importante é negociar sem pressa e analisar todos os pontos positivos e – principalmente – os negativos antes de fechar a negociação.

        Abraço!

        • http://www.facebook.com/people/Pobretão-De-Vida-Ruim/100003513889338 Pobretão De Vida Ruim

          Quem mais quer imóvel é mulher quando casa é preciso muito cuidado no casamento, elas não aceitam viver de aluguel.

          Como pode as pessoas levarem 35 anos pagando prestações altíssimas pra ter um imóvel que vai ficar podre em 10?

  • Antonio

    Excelente artigo Rafael, mas naquilo mencionado que o corretor não é seu amigo e quer somente receber a comissão, não é um caso generalizado.Cuidado ao mencionar isso porque a profissão de corretor já esta muito marginalizada e não precisamos de mais argumentos.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Você está certo, Antonio. Essa generalização não é correta. Fiz uma pequena alteração no texto para mudar o sentido da frase, mas deixando um alerta para a principal motivação do corretor.

      Abraço e valeu pela participação!

    • Leandro

      é melhor negociar sabendo que ele nao é seu amigo, pois, qualquer ponto de vista não analisado por voce e depois de assinado o contrato, ele vai te dar um tapinha nas costa e te dizer “agora é entre voce e a contrutora, nao posso fazer mais nada” e outra pode ter a certeza de que o corretor tem milhares de argumentos pra te induzir a compra, pois ele esta la pra isso, é um funcionario que recebe quando vende

      • Madson Carvalho

        Foi exatamente o que o corretor disse para mim quando fui procurá-lo sobre a compra de um apartamento na planta da construtora Lenda. Triste, mas é a realidade. (Sad but true).

  • Cassiotieppo

    A questão é: Vale a pena financiar para ter um imóvel?

    • Benjamin Amaral

      Depende. Financiar o seu primeiro imóvel é loucura!! Mas financiar o segundo baseado no aluguel no primeiro, o segundo baseado no terceiro e assim por diante vale sim e muito!! Parabéns pelo blog, Rafael!! Sou um Dentista formado a 3 anos e tenho um início parecido com o seu: li o livro Pai Rico Pai Pobre assim que me formei e meus horizontes se espandiram. Indescritível a sensação!! Partilhamos da mesma paixão! Abraços!!

      • Renata Alchorne

        Olá Benjamim, bom dia!
        Como você arrecadaria dinheiro, então, para comprar o primeiro imóvel à vista?

        • Benjamin

          Bom dia, Renata.

          Hoje em dia os rendimentos da Renda Fixa, CDB, Poupança estão péssimos. Justamente pelo “desespero” do povo brasileiro em financiar e fazer empréstimos para qualquer aquisição. No país com a maior taxa de juros e impostos chega a ser vergonhoso saber que a maioria dos carros tem o valor 200% maior do que no país de origem.
          Acredito que todos que “poupam” estão empregados, correto? Vamos ao cálculo: Se você consegue guardar 1.000,00 por mês, aplicando em um fundo de investimentos ou em uma carteira de ações (no panorama atual é melhor fugir de qualquer coisa atrelada a SELIC, CDI) acredito que consiga em 6 anos dinheiro suficiente para comprar um imóvel de 80 mil reais com inflação e IR descontados (valor líquido). Essa é uma dentre as muitas possibilidades. Se não tem conhecimento de aplicações, corra atrás de aprender com os livros indicados neste site. Se o problema é a fonte de renda e não consegue poupar isso por mês, também compre um dos livros indicados pelo Rafael!! :)

          Um abraço!

      • Rayanafrs

        Não concordo, nem todas as pessoas tem dinheiro p/ comprar o primeiro imóvel á vista.

        • Benjamin

          Eis uma visão que não consigo compreender, Rayanafrs.

          Financiar: Pagar todo mês uma prestação de 1.000,00 por um período X.
          À vista: Aplicar todo mês um prestação de 1.000,00 por um período (X/2) e até lá viver ou na casa dos pais (quando é possível), ou viver de aluguel.

          Precisamos entender o que são ATIVOS e PASSIVOS!

          Financiar um ATIVO é gerar uma fonte de renda que poderá por conta própria pagar o próprio financiamento em tempo mais hábil do que se fosse pelo ato de poupar.

          Financiar um PASSIVO é gerar uma despesa que só vai sobrecarregar seu orçamento mensal.

          Para entender, nada melhor do que o próprio livro que citei acima: Pai Rico, Pai Pobre.

          Lembrando que adquirir um imóvel para própria residência é PASSIVO, assim como financiar um carro (exceto quando este é extremamente necessário para a profissão), televisão, etc.

          Citando o livro “O milionário mora ao lado”, o rico não é aquele que ostenta o consumismo desenfreado, mas aquele que sabe bem como gastar o seu dinheiro. Se você está comprando algo que NÃO PRECISA para impressionar seus AMIGOS e quem NÃO GOSTA DE VOCÊ, você está muito longe de se tornar um milionário. Ou próximo de deixar de ser!!

          Abraços!

      • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

        Benjamin,

        Não acho que seja uma loucura financiar o primeiro imóvel, sobretudo quando a intenção é morar nele. Já se o objetivo é investir, o melhor a fazer é o que você comentou: compra o primeiro à vista e o segundo com o fluxo de alugueis do primeiro.

        Abraço!

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Depende, Cassio.

      Se o objetivo for investir, só valeria a pena comprar financiado se a expectativa de valorização for bem maior que a taxa de juros paga no financiamento.

      No caso de comprar para morar, talvez valha a pena investir, pois o financiamento proporciona a aquisição de algo no presente, mesmo não tendo todo o montante para a aquisição. Ele antecipa a realização de um sonho. Cada caso é um caso.

      Abraço!

  • Shirley Gomes

    Obrigada pela dica! =)

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Por nada, Shirley.

      Abraço!

  • Audifax

    Rafael,
    gostei do começo do artigo, desde seu título e “corri” para lê-lo. O que nem sempre dá pra fazer. Porém, fiquei esperando mais dicas, já que o título era “Tudo que você precisa saber sobre a compra de imóveis”, e resumindo, o que conclui no final da leitura do artigo é que, pra saber, é preciso ler o eBook divulgado, indicado, grifado, sugerido, recomendado, etc…

    É claro que abordar todos os aspectos que o eBook aborda com o nível de detalhamento do eBook, seria o próprio eBook, mas, você poderia ter dado algumas dicas do próprio eBook que te ajudaram no processo.

    Quando você começou a falar do eBook, esqueceu de concluir o seu artigo e passou a só falar do eBook e aí deixou de ser um artigo pra ser propaganda.

    Abraço.

    • Bastos Adm

      Concordo! Quando falou sobre “tudo que você precisa saber” pensei que seria um artigo esclarecedor e não a propaganda de um e-book.

    • Bastos Adm

      Concordo! Quando falou sobre “tudo que você precisa saber” pensei que seria um artigo esclarecedor e não a propaganda de um e-book.

    • Benjamin Amaral

      Realmente!! Senti o mesmo… o texto perdeu se perdeu no abstrato! E o link do Feirão da Caixa não coincide.

      • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

        Benjamin, qual o link do Feirão da Caixa?

        Encontrei esse (http://www.feirao.caixa.gov.br), que foi o que coloquei no artigo. Se você encontrar o correto, me avisa que corrijo :)

        Abraço!

      • Mayara Consultora

        Concordo Benjamin, pois trabalhamos com várias classes e níveis de clientes, e o Feirão da Caixa é mais para imóveis populares.

    • http://twitter.com/mesticomogi Rafael

      O título do “artigo” deveria ser :Tudo que você precisa saber sobre a compra de imóveis está no eBook Livro Negro dos Imóveis.

      • Mayara Consultora

        Nesse caso não precisaria mais de corretores de imóveis?? É isso???

        Assim como, se houver um eBook Livro negro de medicina, não é necessário consultar o médico?
        Desculpa, mas é o meu trabalho e procuro fazer o melhor sempre para atender, dar consultoria a meu cliente, em relação a tudo, localização, sobre o imóvel, valorização…etc…

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Obrigado pela crítica, Audifax.

      Na verdade, o propósito do artigo é discutir os primeiros passos a serem dados antes de comprar um imóvel, como procurar por bons imóveis (sites de busca de imóveis e conversa com corretor) e incentivar uma reflexão sobre o que é importante para decidir a localização. O título é apenas uma manchete para incentivar a leitura.

      Existem uma infinidade de outras coisas a serem feitas, e encontrei quase tudo nesse eBook, que realmente está me ajudando bastante (já li duas vezes, por sinal).

      Como é impossível discutir tudo num único artigo, recomendei o eBook para quem quiser se aprofundar. Ninguém tem a obrigação de adquirir. Trata-se apenas de uma sugestão :)

      Em relação à “propaganda”, já falei sobre esse assunto diversas vezes aqui no blog. Todo conteúdo é gratuito e sempre será. Promover produtos que eu acredito que agregue valor e receber uma comissão por isso é uma forma de remunerar meu trabalho sem cobrar absolutamente nada por todo o conteúdo do Quero Ficar Rico.

      A grande vantagem, para quem me acompanha a um bom tempo e confia no meu trabalho, é que só recomendo produtos que realmente acredito que vai agregar muito mais valor do que o preço cobrado por ele. Pois foi isso que eu percebi após ler o eBook e decidi recomendar para os leitores.

      Entendo seu posicionamento, agradeço pela crítica e lamento que o texto não tenha atendido a sua expectativa inicial. Muitos outros virão para compensar :)

      Abraço e valeu pela participação!

      • Audifax

        Valeu! Tenho certeza muitos excelentes virão!

        Exagerei na questão da propaganda, mas no final da leitura foi a primeira reação que tive e acho que a mais sincera possível.

        Gosto muito do seu blog, leio e recomendo.

        Talvez se você tivesse dado algum exemplo prático do conteúdo do eBook que te ajudou, citando-o, minha reação poderia ter sido outra.

        Suas recomendações são muito válidas e se ainda consegue ter algum retorno financeiro melhor, sustenta este excelente Blog. Só achei, e, ao reler o texto, continuo achando que você se perdeu na recomendação, depois que começou a falar dele não concluiu as informações sobre sua experiência e as dicas. O detalhamento esperado no “TUDO” da manchete pode ter alcançado o objetivo de despertar o interesse dos leitores, mas na minha opinião, ao final frustrou minhas expectativas.

        Saudações!

        • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

          Valeu, garoto!

          Entendi perfeitamente teu ponto de vista. Em relação às dicas, o principal para mim foram algumas técnicas de negociação.

          A ansiedade atrapalha bastante nessas horas e é difícil manter a razão, principalmente por conta das pressões exercidas pelos corretores, tais como “a tabela será atualizada na próxima semana”, “essas condições de pagamento eu só posso segurar até sábado”, “existem outras duas pessoas interessadas no imóvel, temos que fechar logo”…

          É necessário ter sangue frio e negociar sem pressa. Parece um jogo de poquer, onde você não sabe se o corretor está falando a verdade ou blefando. Mas, na maioria das vezes, é blefe, ou o popular “papo de corretor”.

          Outro ponto interessante está relacionado aos imóveis reservados. Muitas vezes os melhores já estão “reservados”, só restando os piores. Essa reserva, em alguns casos, pode até ser verdade, mas na maioria das vezes é uma técnica para tentar vender logo as opções menos interessantes.

          Enfim, há uma série de coisas que precisamos ter em mente antes de negociar, pois a ânsia de garantir a compra nos faz acreditar em qualquer conversa, sem verificar várias informações pertinentes.

          Ao concluir a leitura do livro, fiz um puta checklist para verificar um por um durante a negociação. Isso depois de analisar por mais de uma semana o contrato e demais documentos. Dá muito trabalho, mas vale a pena.

          Abraço!

          PS: Vou tentar encaixar essa resposta no texto, para deixá-lo mais completo e tentar dar uma conclusão para ele :)

          • Audifax

            Massa! Valeu! Seu empenho e agilidade na discussão são prova de sua busca pela excelência! Abraço!
            Ah! Pra continuar sendo sincero… a reação após a leitura desta resposta e do artigo foi um belo sorriso! Que bom poder contribuir!

    • Diego

      Poxa, valeu Audifax, você me fez economizar tempo, pois você comentou exatamente o que eu pensei. Acompanho o trabalho do Rafael há bastante tempo e esse site pra mim é um dos melhores, o problema é que criamos expectativa e quando começa a ler e percebe que é somente uma propaganda é meio decepcionante. Rafael, não tenho nada contra fazer propaganda de parceiros, mas sugiro que no próximo você deixe mais claro no título.
      Mas é só uma crítica construtiva, parabéns e continue com seu trabalho nesse site que tem ajudado tanta gente!

  • Pereira

    Prezado Rafael,
    te peço desculpas, mas foi de muito mal gosto teu comentário com relação aos corretorres de imóveis só se preocuparem com a comissão.
    Na nova geração de trabalho é justamente esta a figura mais importante no processo de compra de um imóvel, pois como foi comprovado na prática as pessoas normalmente não tem conhecimento á respeito deste assunto, neste momento aparece a figura do consultor imobiliário preparado para te apresentar todas as possibiliades dentro do mercado, desde o melhor e mais adequado produto que o cliente necessita, até as possibilidades de crédito e forma de escrituração.

    Não podemos passar a todas as pessoas a figura de picareta quando falamos de corretores de imóveis, pois vamos encontrar maus profissionais e profissionais com uma qualificação acima da média, advogados, administradores, engenheiros, etc…

    Maus profissionais temos em qualquer área, acredito que no teu caso não foi o melhor esperado.

    O conhecimento do corretor de imóveis é que alavanca toda a estrutura de incorporação neste país, pois como foi constatado na prática a grande maioria da população não tem esta prática.

    Por vezes, foi citado em tuas matérias o aquecimento que tivemos em nossa economia, em grande parte alavancada pelo mercado imobiliário.

    Agradeço o espaço!!!!!

    José Carlos Oliveira Pereira – Corretor de Imóveis – Creci/rs nº 35884.
    Superintende de Vendas.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Pereira,

      Você está certo. Essa generalização não é correta. Fiz uma pequena alteração no texto para mudar o sentido da frase, mas deixando um alerta para a principal motivação do corretor.

      Abraço e valeu pela participação!

      • Erikapsf

        De fato, nenhuma generalização é correta. Contudo, o mercado (pelo menos da minha cidade) precisa de corretores que tirem suas dúvidas e não apenas queiram vender (ou ganhar a comissão,que seja). Há 5 meses comprei um apartamento e a corretora deixou um pouco a desejar. Eu perguntava várias coisas e ela não sabia me responder ou respondia de forma vazia. Nos últimos dias estou procurando um apartamento para minha mãe, que entrou em contato com uns 20 corretores. É incrível como a maioria deles não sabe informar várias coisas. Quando a gente encontra um corretor que explique tudo é uma felicidade! Mas o maior problema é o preço dos imóveis que está um absuuuurdo!!
        Rafael, sempre acompanho seu blog! Já que você está nesse assunto, que tal falar alguma coisa sobre INCC.. ;) Tentei tirar dúvidas com vários corretores, ler textos na internet, mas pra mim é tudo tão confuso e quando coloco nas minhas planilhas os cálculos não batem!
        Adoro sua linguagem e você é a última esperança de entender isso!! hehehe

  • natalia ferreira costa

    Olá Rafael,
    gostaria de saber que documentaçao deve ser exigida no ato do contrato e o que mais deve ser verificado para realizar uma compra segura

    • Mayara Consultora

      Boa tarde Natália, é nesse momento que entra o corretor de imóveis, para orientá-la , desde a pré compra até o pós compra.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      São muitas coisas, Natália. Mas posso dar alguns exemplos do que você deveria verificar:

      * Solicite uma lista de imóveis já construídos pela mesma empresa;
      * Pergunte ao corretor se ele concorda em enviar toda a documentação do imóvel para que você possa avaliar antes de assinar qualquer contrato;
      * Pergunte se a obra tem memorial de incorporação. Solicite o número do registro e o cartório onde foi registrado;
      * Solicite a entrega da cópia da planta do imóvel e da cópia do projeto de incorporação aprovado na prefeitura;
      * Solicite o cartão de visitas do corretor, para saber se está cadastrado no CRECI.

      Como citei acima, esses são apenas alguns exemplos.

      Abraço!

  • Alexandre.

    Olá Rafael,

    Poderias comentar mais profundamente sobre os temas que leste no livro?

    Vantagens e desvantagens de imóveis na planta;
    Como negociar a compra;
    Principais golpes e fraudes imobiliárias;
    Direito do consumidor;
    Formas de pagamento;
    Taxas e tributos envolvidos na aquisição;
    Como vistoriar o imóvel na entrega das chaves.

    Obrigado,
    Alexandre.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Impossível fazer isso em apenas um comentário. Na verdade, cada tópico tem assunto para se transformar em artigo.

      Além disso, esses foram os tópicos que achei mais interessantes. Mas há outros no material.

      Se você tiver dúvida em algum especificamente, posso tentar te ajudar.

      Abraço!

  • Vinicius Martins

    Caramba cara. Estou lendo o livro o segredo da mente milionária e acho que a lei da atração realmente funciona. Tenho pensado muito em adquirir conhecimento relacionado a imóveis, uma vez que atualmente a minha vida encontra-se totalmente voltada para aquisição de um imóvel, previsto para daqui a uns dois anos de acordo com os objetivos financeiros que tracei. Hoje ao abrir minha caixa de e-mail, com o que me deparo? Exatamente. Vou fazer a aquisição deste livro. Existe mais alguma fonte que poderia recomendar ou considera este livro o suficiente ?

    Obrigado pelas informações!!!!

    • Granellacelia

      Boar tarde Vinicius, quero me colocar à disposição caso necessite de consultoria imobiliária.
      Célia Granela – Creci 54888

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Existem alguns recomendados por outros autores, como “GUIA PRATICO DO CORRETOR DE IMÓVEIS” e “IMOVEIS – SEU GUIA PARA FAZER DA COMPRA E VENDA”.

      Nunca tive a oportunidade de ler nenhum deles, mas estão na lista :)

      Abraço!

  • Mayara Consultora

    Sou advogada e corretora de imóveis, sempre sigo seus posts, do jeito que voce escreve esta matéria, parece generalizar e não é bem assim.
    Eu me importo muito em que meu cliente faça um excelente negócio.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Por isso que eu não generalizei, Mayara. Disse apenas que os corretores não são necessariamente amigos dos clientes (podem ser ou não), pois a principal motivação é a comissão.

      Certamente muitos trabalham de forma séria, mas todos nós sabemos que tantos outros não são assim. Como em qualquer profissão, por sinal. Há bons e maus profissionais em qualquer área.

      Para complementar, ainda recomendei uma série de vídeos da TV CRECI, onde é possível saber o que esperar de bons profissionais da área.

      Abraço!

  • Ju

    Caro Rafael, achei infeliz a crítica de alguns de seus leitores quanto ao título do texto. Eles querem tudo mastigado e de graça! Só pode ser! Eu entendi sua proposta, claro que se trata de uma divulgação, mas não vejo nada de errado em recomendar a leitura de um ebook que você aprovou!
    Mas imagino que você já deve estar acostumado a ler opiniões das mais diversas…
    Abraço
    Ju

    • Audifax

      Eu discordo de sua opinião Ju. Não é questão de querer tudo mastigado e de graça. O fato de dar uma sincera opinião reflete o interesse em contribuir na melhoria do Blog. Além do mais, o blog é de graça e não vejo mal nenhum em querer uma informação completa e que justifica um título como este. Só o fato de ser leitor assíduo do blog, clicar nos anúncios, contribuir com comentários, são retornos diretos para manutenção do blog. Não considerei em nenhum momento errado o fato da recomendação, só achei que ele se perdeu no artigo.

      Sinceramente.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Ju,

      Já estou acostumado a receber críticas e felizmente aprendi a lidar muito bem com elas :)

      Quando elas são construtivas, como no caso da crítica do Audifax, é possível fazer uma reflexão e melhorar em artigos posteriores.

      A questão é que, para alguns, o texto pode ser frustante, pela expectativa criada no início, enquanto para outros pode ser o impulso que faltava para buscar mais conhecimento sobre o assunto, seja através da compra do eBook sugerido, de outros livros ou mesmo de conteúdo gratuito espalhado pela Internet.

      Não dá para agradar todos (e nem procuro por isso), além do que as críticas construtivas são sempre bem vindas.

      Abraço e valeu pela participação!

      • Luizguimaraes51

        Rafael os meios justificam o fim,mas,temos que ter cautela em certo comentarios é sabido que existem em todas profissões os ditos sabidões,que se dão bem sempre,sempre não,os tempos estão mudando e rapido para nossa sorte,meu caso corretor de imoveis há mais de 35 anos,estou vendo uma revolução ética,moral na maioria das profissões,inclusive Corretores de Imoveis,agora quanto as dicas,eis algumas,bem praticas:1ºLocalização do Imovel2ºTamanho,3ºAcabamento,4ºIdoneidade de quem constroi,5ºprazos de entrega,6ºtipos de financiamentos e um que ninguem fala.mas,eu falo aos meus clientes,pensou em comprar imovel,faça Poupança,aliás poupar sempre fez bem,com dinheiro na mão o poder de negociação aumenta em muito,estou montando uma pequena palestra sobre como adquirir o primeiro imovel,acho bastante valido.Mesmo assim acho valida a sua iniciativa,prometo ler este ja famoso livro negro dos imoveis,por que só dos imoveise o restante da economia?
        abraços

  • Mayara

    Boa tarde Rafael.
    Quero salientar 2 coisas, a primeira é que “maus profissionais” se encontram em todo lugar, haja vista o famoso ” mensalão” ;
    Segundo quero aproveitar este espaço para manisfestar uma indignação e insatisfação em relação a “certos clientes” .
    A vida de corretor de imóvel não é fácil (como muitas), vou falar por mim, trabalho de segunda a segunda, praticamente sem descanso, que quando acontece só pode ser às terças feiras, e principalmente aos sábados, domingos e feriados quando supostamente quem tem interesse em comprar um imóvel, sai em busca.
    Saio de casa, deixo meus 2 filhos sozinho, muitas vezes sem o que comer (peço que preparem algo) pois não dá tempo de fazer, enfrento sol, chuva, já peguei muito ônibus, metro, carro que quebra, não temos nenhuma ajuda de custo, nem salário… e sempre na expectativa e atender um cliente comprador e acontece de voce atender a pessoa, fazer um trabalho brilhante na apresentação do produto, localização, valorização, etc… e a pessoa simplesmente diz : Só queria mesmo era ver o decorado; ou queria saber se o futuro prédio vai atrapalhar a visão do dele, ou bloquear o sol, etc…
    São pequenas coisas que não sei se as pessoas sabem disso, mas que voltamos pra casa com uma sensação terrível de frustração… o que me consola é que amanhã é um novo dia! E que sou mais que vencedora.
    Abs.

  • http://twitter.com/Eder_Thiago Eder Leodoro

    Eu concordo com tudo o que o Rafael disse. Comissão, comissão e comissão. Raros são aqueles que querem A-J-U-D-A-R.

  • Nick_mil

    Minha mãe sempre quis morar na casa própria. Quando encontrou um corretor bacana, caiu no papo dele e caiu na besteira de comprar um imóvel (apto 3 qtos) na planta. Fizeram uma simulação de quanto sairia as parcelas.Ela achou que daria pra pagar. O que aconteceu é que não deram informações importantes como: quanto seriam os “Intercalados”( “intercalados” são parcelas com valores acima dos calculados na simulação e acontecem de 4 em 4 meses, por exemplo).Depois disso não informaram direito quanto sairia a “entrega das chaves” que é quando o imovel fica pronto para morar e a gente tem que pagar uma verdadeira bolada ( no caso da minha mãe, ela tera que pagar 16 mil). É claro que isso só acontece com quem compra direto com a construtora ou com a imobiliária. No caso, se vc colocar pela Caixa, os valores são praticamente fixos, na verdade, decrescem com o tempo. Mas para financiar pela Caixa, vc tem que entrar com uma porcentagem do valor total do Imóvel (eu acho que é 20 %) e parcelar o restante. Você também tem a opção de entrar no Programa Minha casa Minha Vida 2 que é para pessoas que ganham até 1500 reais e renda mensal. Assim, a Caia abate até 17 mil do valor do Imóvel.

    A todos que desejam comprar um imóvel, perguntem dos Intercalados e da entrega da chave. Para aqueles que irão financiar pela Caixa, é mais tranquilo. Abraço a todos.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Infelizmente há casos em que isso acontece. Mas parte da culpa também está no comprador, que deve buscar cada vez mais informações, sobretudo quando se trata de uma aquisição de alto valor.

      Por mais sérios que possam ser os corretores, não podemos confiar apenas neles. Temos que nos informar e tirar todas as dúvidas antes de fechar o negócio.

      Abraço!

    • Sergio Silvano

      Muito boa noite,
      As parcelas intercaladas (intermediárias) são justamente para facilitar o fluxo de pagamento do cliente que não tem esses 20% (ou 25, 30, 40%) que devem ser pagos durante o período de obras, ou de ato.
      No caso dos lançamentos, que são minha especialidade, apresento a tabela e uma sugestão de pagamento, que pode ser alterada, respeitando que se pague esse percentual até o término da obra.
      As tabelas mudam mesmo, não são os corretores que estipulam o preço.
      Muitas vezes temos realmente alguém interessado também naquela unidade, ou não, mas em São Paulo existem muitos corretores com muitos clientes que enquanto escrevo podem estar negociando aquele imóvel que você se interessou.
      Maiores informações: sergiosilvanoimoveis@gmail.com

  • http://twitter.com/Rod_SV /✠/ Rodrigo Reis /✠/

    Ótima matéria, parabéns! Vai me ajudar bastante na continuidade da busca do meu novo imóvel.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Valeu, Rodrigo.

      Abraço e sucesso nessa busca!

  • Josue

    Parabéns pelo artigo Rafael!! Estou em busca do meu primeiro apartamento e já estava fazendo algumas das dicas abordadas. Agora vou incluir outras que você citou e com mais frieza nos ânimos tomar a melhor decisão para uma negociação tão importante.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Valeu, Josué.

      Abraço e sucesso!

  • Lucio_Mauro

    Rafael, não tenho dúvidas que hoje mais que 80% dos corretores agem de forma errada. E se vc me permite, gostaria de acrescentar que o “papo de corretor” é realmente algo diabólico, e deixo aqui exemplos aos demais leitores, baseados na minha experiência, para que não caiam na mesma conversinha fiada :
    1) “Esta oportunidade é única. Imóvel assim não existirá mais…” hahaha… é sempre assim!!!
    2) “Olha, estou com 2 pessoas interessadas neste apto também” NOTEM : sempre há dúzias de pessoas interessadas nos tais aptos. Por que? Para rolar uma pressão básica… Não caiam nessa!!!
    3) “O preço está ótimo, não dá mais para tirar nada. O andar de baixo vendeu até mais caro”. NOTEM : Sempre dá para tirar. De antemão acredito que o primeiro preço do imóvel é sempre, pelo menos (isso mesmo, no mínimo) 20% mais caro que o preço real, ainda se pagando a taxa de corretagem que deveria ser ao redor de 5%, mas que a imensa maioria dos corretores tenta elevar de uma forma bem desonesta, sem transparência.
    4) “Assine esta proposta logo para garantir o apto, e vc pensa nos próximos dias”. Ao fazer isso o corretor não te ajuda, ele apenas garante o imóvel para ele mesmo…. o que quero dizer? se vc assina, ele corretor ganha mais tempo de correr atrás de outros que possam comprar no caso de vc desistir. Fora o fato que ele te prende a ele na “ética” descabida desta profissão, impedindo que vc encontre um outro corretor que seja honesto e possa te ajudar de verdade. A assinatura ainda dá uma queimada no seu filme, no sentido que se vc procurar outro porque achou o preço abusivo, sempre haverá este rastro que naquela época vc esteve disposto a pagar X então por que eu, novo correto, irei vender para vc por X/2? No maximo dou um descontinho meia boca e ta tudo certo, vc trouxa fica feliz e eu novo corretor saio de bonzão com uma gorda e desonesta comissão no bolso.
    5) Conheçam, questionem, nunca assinem e saiam para pensar… Se é verdade que há 2 pessoas interessadas, paciencia… Na maioria das vezes é mentira, ou apenas maia-verdade.
    6) Conversem com moradores ou outros compradores. Eles não são seus competidores como querem fazer parecer alguns corretores!!!
    7) Não alimentem a bolha imobiliaria já existente!

  • Lucio_Mauro

    Rafael, não tenho dúvidas que hoje mais que 80% dos corretores agem de forma errada. E se vc me permite, gostaria de acrescentar que o “papo de corretor” é realmente algo diabólico, e deixo aqui exemplos aos demais leitores, baseados na minha experiência, para que não caiam na mesma conversinha fiada :
    1) “Esta oportunidade é única. Imóvel assim não existirá mais…” hahaha… é sempre assim!!!
    2) “Olha, estou com 2 pessoas interessadas neste apto também” NOTEM : sempre há dúzias de pessoas interessadas nos tais aptos. Por que? Para rolar uma pressão básica… Não caiam nessa!!!
    3) “O preço está ótimo, não dá mais para tirar nada. O andar de baixo vendeu até mais caro”. NOTEM : Sempre dá para tirar. De antemão acredito que o primeiro preço do imóvel é sempre, pelo menos (isso mesmo, no mínimo) 20% mais caro que o preço real, ainda se pagando a taxa de corretagem que deveria ser ao redor de 5%, mas que a imensa maioria dos corretores tenta elevar de uma forma bem desonesta, sem transparência.
    4) “Assine esta proposta logo para garantir o apto, e vc pensa nos próximos dias”. Ao fazer isso o corretor não te ajuda, ele apenas garante o imóvel para ele mesmo…. o que quero dizer? se vc assina, ele corretor ganha mais tempo de correr atrás de outros que possam comprar no caso de vc desistir. Fora o fato que ele te prende a ele na “ética” descabida desta profissão, impedindo que vc encontre um outro corretor que seja honesto e possa te ajudar de verdade. A assinatura ainda dá uma queimada no seu filme, no sentido que se vc procurar outro porque achou o preço abusivo, sempre haverá este rastro que naquela época vc esteve disposto a pagar X então por que eu, novo correto, irei vender para vc por X/2? No maximo dou um descontinho meia boca e ta tudo certo, vc trouxa fica feliz e eu novo corretor saio de bonzão com uma gorda e desonesta comissão no bolso.
    5) Conheçam, questionem, nunca assinem e saiam para pensar… Se é verdade que há 2 pessoas interessadas, paciencia… Na maioria das vezes é mentira, ou apenas maia-verdade.
    6) Conversem com moradores ou outros compradores. Eles não são seus competidores como querem fazer parecer alguns corretores!!!
    7) Não alimentem a bolha imobiliaria já existente!

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Lucio Mauro,

      Independente do percentual de bons ou maus corretores, mas todas suas colocações são pertinentes. Ótimas dicas!

      Abraço e valeu pela participação!

    • Edu

      Lucio Mauro, passei por esta experiencia,e assino em genero e grau! Fantástico comentário!!

  • Marco Aurélio Santos

    Gostei do artigo. Eu ainda sou novo, tenho apenas 21 anos, mas pretendo comprar um imóvel logo, estou pensando em fazer um consórcio ao invés de um financiamento, pois não tenho necessidade de me mudar logo, posso esperar o tempo que for preciso, e também posso ir guardando dinheiro para dar um bom lance. Fica ai uma boa dica para o primeiro imóvel também. Valeu!

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Conheço pouco sobre consórcio de imóveis, mas já vi muita gente falando bem dessa alternativa.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Caio Pereira

    E aí, Rafael, tudo certo?
    Já vi antes você mencionar aqui que a compra de imóveis poderia não ser a opção mais interessante no momento (financeiramente falando).
    O que fez vc pensar diferente nesse caso?
    (por favor, sinta-se a vontade para não responder caso seja algum motivo mais pessoal)

    Grande abraço!!

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Na verdade, continuo exatamente com esse pensamento.

      Por isso decidi comprar um terreno e construir minha própria casa. Há muitas desvantagens e o risco é bem maior, mas estou tentando manter tudo sob controle, pagando um pouco mais caro por várias coisas para diminuir esse risco.

      Do ponto de vista financeiro, o custo do terreno + construção não deve ultrapassar R$ 3 mil por m², valor que considero justo (nem caro nem barato).

      O problema é que um bom imóvel nas principais cidades não saem por menos de R$ 5 mil / m². E olhe que estou sendo generoso, pois na maioria o m² está bem acima disso (vide São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro…).

      Abraço!

  • Silvanacampos Nefro

    Desculpe mas seu artigo acima me pareceu mais uma propaganda do e book. Não há nem nome ou referências do autor

  • Cezanildo

    Cezanildo
    estou financiando um imovel que a anos venho sonhando; é verdade de tanta conversa dos vendedores agente fica zunzo. essa materia vai me ajudar bastante tem que analisar bem pra o sonho se tonar real e jamais em pesadelo.
    otima materia .
    GRANDE ABRAÇO!!!

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Boa sorte, Cezanildo.

      Abraço!

  • Domingos

    Excelente post… ótimas dicas valeu.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Valeu, Domingos.

      Abraço!

  • vania.lacerda

    Ao longo dos meus 50 anos de vida, já comprei e vendi vários imóveis. Talvez tenha tido sorte, mas o fato é que sempre fui atendida por bons profissionais. Um bom corretor nos poupa tempo: seleciona imóveis de acordo com nossas necessidades e nossas possibilidades de pagamento. Um bom corretor nos poupa problemas: análise jurídica dos documentos, providências de registro, tudo isso uma boa imobiliária faz pra gente. Um bom corretor nos poupa dinheiro: ajuda a negociar o preço junto ao vendedor, quando a gente está comprando. Se você está vendendo, se segure, porque ele tentará reduzir o preço do “seu” imóvel…
    O corretor está pensando na comissão? Óbvio que sim. Qualquer um de nós, em nosso trabalho, estamos pensando no dinheiro que vamos receber por ele, o que não significa que a gente vá fazer desonestidades por conta disso. A comissão costuma ser de 6%, é a praxe do mercado. Esse valor remunera o corretor, cobre os custos e o lucro da imobiliária.
    O que não dá pra fazer é delegar a nossa decisão para o corretor. Se o imóvel está com preço bom ou não, o comprador é que deve averiguar. Se as condições de pgto cabem no nosso bolso ou não, nós é que temos que saber. Afinal, não fazemos isso quando compramos uma geladeira ou qualquer outro bem? Ou vamos na primeira loja e acreditamos cegamente no vendedor?
    Um adendo: nunca comprei um imóvel na planta. Acho mau negócio, e arriscado.

    • joao

      Vânia, creio que você já seja bem sucedida, diferente das diversas manifestações que aqui vimos. Querem morar bem e pagar pouco? Não teram nunca a possibilidade de viver em grandes centros. Vai em manhattan e veja o valor do m². Corretores mal intencionados, temos em todas as áreas. Quer ter a certeza de um bom atendimento? Certifique-se de que ele tem creci, se não tiver é outro aventureiro, e se tiver é que realmente tira o sustento desta profissão, vocês clientes que criam essas bobeiras na cabeca e acabam prostituindo esta profissão que no brasil ainda nao tem o reconhecimento merecido, vá ao estados unidos e tente comprar um imovel sem corretor, você nao consegue, sabe porque? Pois la sim eles tem valor.
      quantos comentarios ridiculos eu vi aqui. Lamentável.

  • Josymuzy

    Adorei as dicas! Eram o que eu estava procurando, em busca da casa própria. Obrigada!!!
    OBS: Mulheres também são sensatas e sabem analisar as melhores opções, não vão só pela emoção…

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Por nada, Josy.

      Abraço!

  • Tentando Investir Bem

    Rafael, dica de ouro que vc pode me dar : COMO ESTIMAR O PREÇO JUSTO DE UM IMÓVEL? A pergunta recai em dois fatos. Um que foi de forma magnifica abordada no comentário de lucio mauro, a segunda pelo meu achismo da existencia de uma bolha imobiliaria

  • Elder

    Valeu Rafael.
    Estava precisando muito de uma orientação nesse mercado. Estava que nem cego em tiroteio, mas ainda não comprei. Agora vou ler o eBook primeiro.
    Obrigado pela orientação
    Abçs

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Tranquilo, Elder.

      Abraço e sucesso!

  • Adriano

    Rafael, eu fui ao Feirão da Caixa e é uma farsa! Essa história de super descontos no feirão é enganação!

    Os preços são exatamente iguais aos praticados pelas imobiliárias e construtoras no dia-a-dia. No feirão da caixa SP encontrei anúncios de casas no Capão Redondo (com todo respeito aos amigos que moram lá) por R$ 250 mil!

    O feirão da caixa é uma farsa! Marketing! Por favor, mencione isso no artigo, só quem foi até lá e já pesquisou em dezenas de outros lugares sabe o quanto é um feirão de mentira.

    Isso precisa ser divulgado para que as pessoas saibam a verdade sobre o Feirão da Caixa: FARSA E PURO MARKETING.

  • Edgard

    Aff, que artigo podre, é propaganda de um e-book.

  • Andrea Novais Thomsen Business

    Excelente artigo, Rafael!

  • Mário Lira

    Boa Noite, Rafael!

    Parabéns pela sua materia publicada, muito útil. Rafael, gostaria de saber se em caso de uma pessoa comprar um imóvel na planta e finaciado. É correto a cobrança de 1% mais INSS? Pois eu adquirir um apartamento em 2008 e paguei todo mês nas parcelas que finaciei e o acumulado até as chaves.

    Gostaria de alguma informação jurídica se eu posso receber ou não os juros + danos materiais e morais?

    Cordialmente,

    Mário Lira.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Mário,

      Infelizmente a corretora pode cobrar essa taxa, sem ser considerada abusiva. Além disso, observe que o saldo devedor (a ser financiado após a entrega das chaves) também será corrigido por essa taxa, o que deve elevá-lo bastante.

      Por fim, lembre de separar o montante para pagar o ITBI na entrega das chaves, pois esse imposto tem que ser pago integralmente.

      Abraço!

  • Lucasdecarvalhosilva2

    Rafael muito bom esse artigo, como todos os do seu blog. Tenho uma dúvida, to juntando uma grana para comprar um imóvel, na realidade já estou comprando pois ja estou pagando à construtora, a grana será para amortizar uma parte da dívida quando for financiar com a instituição financeira e a minha dúvida é se vale a pena eu amortizar esse valor ou deixar esse dinheiro em aplicações financerias, e com os rendimentos me ajudaria a pagar as prestações, ficando ainda com a grana disponível caso necessitasse?

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Lucas,

      Vale a pena amortizar, pois a taxa cobrada pela corretora (geralmente é 1% + INCC) é maior que qualquer aplicação financeira de renda fixa.

      Por fim, lembre de separar o montante para pagar o ITBI na entrega das chaves, pois esse imposto tem que ser pago integralmente.

      Abraço!

  • Kassyo-silva

    Existem diversas formas de se ganhar dinheiro na internet, mas nem todas são honestas ou confiáveis. Conheça a Fr promotora, uma empresa séria que atua há mais de 13 anos no setor de serviços e possui um ótimo sistema de renda extra.
    http://www.frpromotora.com/kassyo734519
    Att: Kássyo Silva
    kassyo-silva@hotmail.com

  • P_Pinheiro

    Estou adquirindo um imóvel, porém, a corretora quer que eu pague um sinal, de 20 mil pra garantir o negócio e nao ficar apenas de boca, mas ela nem me passou ainda os documentos para que possa analisar,alguem poode me dar uma dica se isso e mesmo de praxe ou se devo pagar depois de analisar a palelada? Obrigada.

    • Alexandre

      P_Pinheiro,
      Recentemente adquiri um imóvel e antes de dar o sinal pedi para ver a documentação do apartamento (matrícula, quitações de IPTU, quitações de condomínio) e com os dados da proprietária pesquisei a respeito dela para ter alguma informação prévia e tentar minimizar possíveis problemas. Depois dessa etapa é que firmamos o contrato (segundo o corretor “harras”). Com isso redigimos um contrato de compromisso de compra e venda, ambas as partes o assinaram e o registramos em cartório. Feito isso paguei um valor, determinado em comum acordo com a vendedora, e que segundo o contrato se eu desistisse da compra eu perderia esse valor. No caso da vendedora desistir da venda, segundo o contrato, ela me devolveria o dobro desse valor que paguei.
      Acredito eu que a corretora não possa condicionar a análise da documentação ao teu pagamento até porque não é lógico tu te comprometer com a compra, ainda mais de um imóvel, sem antes analisar sua documentação. Fique atento, escolha bem seu/sua corretor(a) pois ao longo do período de pesquisa que realizei encontrei corretores que tentaram me enganar claramente.

    • leandroavila

      Você deve solicitar toda a documentação do imóvel e do proprietário antes de efetuar qualquer pagamento. E o corretor que trabalha corretamente sabe que você tem direito de avaliar a documentação. Adquirir o Livro Negro dos Imóveis com certeza vai te ajudar muito pois esta é a fase onde o seu despreparo mais gera riscos a você mesmo.