Qual o investimento mais rentável?

208 Flares Facebook 152 Twitter 45 Google+ 9 208 Flares ×

Qual o investimento mais rentável?Se fizéssemos essa pergunta a vários especialistas em investimentos, certamente teríamos respostas bem diferentes e dificilmente chegaríamos num consenso. Ainda assim, esse é um dos questionamentos que mais recebo por e-mail ou nos comentários.

Qual o melhor investimento?“, “Como dobrar meu patrimônio em um ano?” ou “Onde investir para obter a maior rentabilidade possível?” são apenas algumas das várias formas em que a pergunta do título é formulada.

Indo na contramão da maioria das respostas relacionadas a investimentos, o propósito deste artigo é fugir do famoso “depende” e responder com muita convicção qual o investimento mais rentável que conheço.

Disciplina é o investimento mais rentável

Para essa pergunta, não tenho a menor dúvida quanto à resposta: disciplina. Existem vários fatores muito importantes para obter sucesso nos investimentos, como planejamento e equilíbrio. Mas, na minha opinião, a disciplina é o mais importante de todos, pois ela é quem vai guiar seus investimentos, considerando que foram planejados com equilíbrio.

Já ouvi diversos relatos em que pessoas fazem todo um planejamento, mas nunca conseguem cumpri-lo, por qualquer que seja o motivo. Das duas, uma: ou o planejamento foi mal elaborado ou não houve disciplina para segui-lo.

100% de rentabilidade!

Conheço uma pessoa que havia se programado para investir R$ 1.000,00, todos os meses, durante o ano de 2010. Ao conversarmos dia desses, questionei sobre seus investimentos. Recebi a seguinte resposta: “Consegui investir mil reais no primeiro mês, conforme planejado, mas tive problemas nos meses seguintes, onde nunca conseguia aplicar o valor completo. Teve meses até que não consegui investir nada, pois coincidiu com outros compromissos”. No final das contas, essa pessoa terminou o ano com aproximadamente R$ 6.000,00.

O que isso significa? Significa que se houvesse disciplina e ela tivesse aplicado mensalmente R$ 1.000,00 na caderneta de poupança, teria acumulado mais de R$ 12 mil, obtendo uma rentabilidade de 100% em um ano (perda de R$ 6 mil por falta de disciplina ou falha no planejamento). Por mais óbvio que isso seja, a grande maioria das pessoas não consegue seguir o que elas mesmas planejam.

Então a rentabilidade não é importante?

Claro que devemos nos preocupar com a rentabilidade, liquidez, risco ou prazo dos investimentos que fazemos, mas de nada adianta se vacilarmos com o principal: disciplina para investir. Quem segue uma estratégia com consistência e disciplina, certamente alcançará o sucesso, independente de onde o dinheiro esteja aplicado.

Conclusão

Se você não sabe muita coisa sobre investimentos, aplique seu dinheiro na poupança mensalmente. Procure estudar outras opções melhores, como fundos de renda fixa, títulos públicos ou até ações, mas não deixe de poupar com regularidade por causa disso.

Já ouvi diversas vezes as frases: “tenho tão pouco dinheiro que nem vale a pena investi-lo” ou “tal investimento rende tão pouco que não faz diferença aplicar meu dinheiro“. Isso significa que essas pessoas desconhecem o poder dos juros compostos e não valorizam a construção de um patrimônio.

De que adianta a eterna busca pelo investimento “perfeito” se você mesmo deteriora seus rendimentos? Qual a intenção em montar uma carteira tendo como meta uma rentabilidade de 20% ao ano se a falta de disciplina faz com que você ganhe menos que a poupança?

Pense nisso e dê mais valor à disciplina em seus investimentos.

Assine (é grátis)

Cadastre seu email e receba gratuitamente as atualizações do Quero Ficar Rico!


Atingiu a liberdade financeira e quer ajudar outras pessoas a alcançarem o mesmo objetivo. Continue lendo aqui!

  • Rafael

    Esse artigo veio na hora certa pra mim. Eu quero comprar um terreno a vista, preciso juntar + 15 mil, pensei que fosse fácil mas não é. Todo mês surge alguma coisa inesperada, licenciamento do carro, matrícula da faculdade, festa de aniversário de amigos e familiares (na minha opnião essa última é a pior de todas), etc… Esse mês eu troquei de carro… peguei um 0 km basicão… dai vou ter que colocar alarme, vidro elétrico, trava, som e rabicho, fiz as contas e nessa brincadeira viu gastar R$ 1.500,00… ou seja, o planejado (15 mil) vai ficando cada vez mais distante… É por isso que muita gente acaba fazendo consórcio e sai por ai dizendo que é uma “poupança forçada”… Vlw Rafael

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Na verdade, essas “coisas inesperadas” não são tão inesperadas assim. Vejamos: licenciamento do carro tem todo ano e com data certa; matrícula da faculdade tem todo semestre enquanto não se formar; festa de aniversário de amigos e familiares também tem todos os anos e com data certa.

      O que está faltando é um melhor planejamento para seus gastos, afinal todos os pontos que você citou poderiam ser planejados e certamente você já veria desde então que não conseguiria poupar o que inicialmente queria.

      Gastos realmente inesperados são com problemas de saúde, acidente ou problema imprevisto com automóvel, quebra de algum eletrodoméstico o outro problema na residência, entre outros. Ainda assim, existe o fundo de emergência para cuidar desses imprevistos.

      Para mais detalhes, recomendo a leitura do artigo “A importância de um fundo de emergência“.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Paulo Koyama

    Olá Rafael,

    Eu também compartilho a mesma opinião em relação à disciplina, afinal, que êxito uma pessoa terá em qualquer aspecto da vida se não for capaz de cumprir um compromisso com ela mesma?

    Outro ponto interessante citado é sobre as pessoas que não consideram determinados tipos de investimento apenas pelo fato da rentabilidade ser baixa. Eu mesmo conheço pessoas que deixam dinheiro que não vão utilizar no mês parado na conta corrente, alegando que a poupança rende tão pouco que nem vale o trabalho de aplicar o dinheiro e retirar quando for usar.

    Então vem uma questão que eu sempre faço: Quem não consegue ganhar pouco consegue ganhar muito?

    Um abraço e até a próxima

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Ótimo depoimento, Paulo. Quem não consegue ter compromisso consigo mesmo, dificilmente conseguirá assumir compromissos com a vida. Esse processo de auto-sabotagem é muito danoso e deve ser corrigido o quanto antes.

      Também já ouvi muito sobre “aplicar na poupança rende tão pouco que não compensa pelo trabalho que dá”. Trabalho?! Dar dois cliques no mouse é trabalhoso? Sinceramente não entendo isso, sobretudo quando se escuta de pessoas que passam o dia navegando na internet e nas redes sociais.

      Abração e valeu pela participação!

  • Rafael

    Eu ando pesquisando bastante ultimamente, e fiz exatamente o que você falou, enquanto pesquiso deixo na poupança.

    Não ganho nada, devo até perder na verdade, por causa da inflação. Mas pelo menos perco menos.

    Pelo que eu li, pretendo investir no banco sofisa e no ficsa (algo assim) aquele cdbdireto.
    Fico na dúvida se são melhores que tesouro direto pelo baninfinvest? São?

    Pretendo investir em ações também. Mas infelizmente eu não faço a menor ideia de como investir em ações.

    Ando lendo no uol economia, e cada vez fico mais perdido.

    Mesmo não entendendo NADA eu pensei que seria ótimo investir na brfoods. Mas lá no uol economia não dizia o mesmo, recomendaram para quem não tem as ações não fazerem nada ainda, que era melhor as coisas estabilizarem.

    Resultado? Em UM DIA houve valorização de 10%, quem perdeu a oportunidade perdeu, já era. Do que adianta comprar agora então? Esses 10%ninguém vê tão cedo de novo. Nem comecei a investir ainda mas sei que não sou um investir agressivo, nem moderado devo ser. Mas quando a oportunidade se apresenta tem que aproveitar, vejo que o conselho não foi nem questão de prudência, foi de não acreditar no óbvio mesmo.

    É complicado, as vezes por mais que a gente lê, lê e lê continua perdido.

    A proposito já adicionei seu site no favoritos recentemente, pretendo continuar pesquisando.

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Essa “perda” inicial por estar na poupança não é problema. Certamente você perderia muito mais se ficasse fazendo experiências em investimentos que mal conhece, pois é geralmente isso que ocorre quando não sabemos o que estamos fazendo.

      Deixar em investimentos menos rentáveis, mas que conhecemos, é uma boa prática enquanto estamos nesse período de aprendizagem. Continue estudando bastante e à medida que conhecer mais, faça pequenas experiências para se adaptar ao investimento e só então entre mais pesado.

      Quanto aos CDBs de bancos menores, deixei minha opinião no artigo “Sofisa Direto: vale a pena investir?“.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Rafael

    Eu ando pesquisando bastante ultimamente, e fiz exatamente o que você falou, enquanto pesquiso deixo na poupança.

    Não ganho nada, devo até perder na verdade, por causa da inflação. Mas pelo menos perco menos.

    Pelo que eu li, pretendo investir no banco sofisa e no ficsa (algo assim) aquele cdbdireto.
    Fico na dúvida se são melhores que tesouro direto pelo baninfinvest? São?

    Pretendo investir em ações também. Mas infelizmente eu não faço a menor ideia de como investir em ações.

    Ando lendo no uol economia, e cada vez fico mais perdido.

    Mesmo não entendendo NADA eu pensei que seria ótimo investir na brfoods. Mas lá no uol economia não dizia o mesmo, recomendaram para quem não tem as ações não fazerem nada ainda, que era melhor as coisas estabilizarem.

    Resultado? Em UM DIA houve valorização de 10%, quem perdeu a oportunidade perdeu, já era. Do que adianta comprar agora então? Esses 10% ninguém vê tão cedo de novo.

    Nem comecei a investir ainda mas sei que não sou um investir agressivo, nem moderado devo ser. Mas quando a oportunidade se apresenta tem que aproveitar, vejo que o conselho não foi nem questão de prudência, foi de não acreditar no óbvio mesmo.

    É complicado, as vezes por mais que a gente lê, lê, lê e continua perdido.

    A proposito já adicionei seu site no favoritos recentemente, pretendo continuar pesquisando.

  • Priscila

    Eu prometi aplicar R$1.000 todo mês para trocar de carro, às vezes aplico até mais. Mas é necessário muita disciplina e abrir mão de “excesso de excessos”: ir um pouco menos no restaurante, comprar um pouco menos de roupa, parcelar as coisas no cartão de crédito com um limite máximo todo mês que sei que vou conseuir pagar a fatura inteira.
    Se tenho um imprevisto não muito grande ele cabe no meu orçamento, senão, eu retiro da aplicação e reponho assim que posso. E sempre reponho!!
    Tenho uma planilha de orçamento pessoal que peguei em um site de um consultor financeiro, onde lanço tudo, gastos fixos, renda e assim me organizo muito bem. Economizo uns 40% do meu salário líquido com muita disciplina de quem quer alcançar um objetivo, sem abrir mão dos prazeres diários.

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Ótimo depoimento, Priscila. São poucos que conseguem manter o orçamento sob controle. O que pouca gente entende é que poupar não significa deixar de comprar. Significa que você adiou um gasto para fazê-lo gastando menos.

      Quando abrimos mão no presente, recebemos juros em troca e compramos em melhores condições lá na frente.

      Abraço e valeu pela participação!

    • Amanda

      Oi Priscila..
      Pode me enviar o link desta planilha de orçamento pessoal.

      Grata!

  • Rafael

    Rafael, eu li sobre, inclusive achei seu blog por causa do post do sofisa.

    Entendo os riscos, entretanto eu acho que este é um que eu consigo assumir tranquilamente. Já que eu não terei para investir quantia superior a 70 mil reais ou nem próximo disso. Sinceramente eu acho o risco próximo de zero, posso estar enganado.

    Mesmo que eu tivesse um valor próximo disso, eu não investiria tudo lá. Pretendo diversificar o investimento.

    A curto prazo (6 meses) um LCI para pegar o lucro semestral e colocar nas ações. A longo prazo (2 ou 3 anos) o CDB que não tem liquidez em troca de maior renda, por fim, como já disse, ações.

    O que fico na dúvida é o quanto melhor esses dois CDBs são melhores (se são) em relação ao tesouro direto com a taxa da selic aumentando e inflação disparando. Infelizmente não sei calcular extamente esses cutos.

    Outra coisa que li, não sei se aqui ou outro blog, é investir no banco mesmo a taxas menores que estas, porém me deixando isento das tarifas bancárias, dessa forma essa ecônomia mais o investimento valeriam mais a pena que investir nos bancos menores. A tarifa eu pago de qualquer jeito mesmo.

    Mas para isso eu acredito que precisa de muito capital. Comecei a juntar a pouco tempo, no momento tenho apenas 2500, 1000 investido mês passado e 1500 esse mês, pretendo investir entre 500 a 1000 reais mensais. Meu pai vai me dar uma força também nessa fase inicial para eu conseguir diversificar os investimetos, então o quanto terei quando começar é uma incognita ainda.

    Outra dúvida, caso eu invista no CDB, é possível depositar essa quantia mensal sem afetar o IR após 2 anos? Por ex.: Se eu invisto no dia 14/07/2011 e no dia 14/07/2013 eu aplico 1000 reais, no dia 15/07/2013 eu poderia teoricamente retirar minha aplicação pagando 15% de IR, mas por causa da movimentação que eu fiz no dia anterior eu preciso esperar mais 2 anos? Como funciona isso?

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Você está indo muito bem. Não existe uma estratégia ideal. A melhor é aquela que você mesmo monta e segue com consistência.

      Em relação aos aportes mensais em CDBs, cada aplicação tem sua própria contagem. Não é porque o primeiro aporte foi feito a dois anos atrás que os demais também terão a mesma redução de alíquota.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Adonay

    O melhor investimento no momento é a bolsa de valores, hehehehe… PETR4 e BVMF3 a baixo do VPA, hehehe…

    Nem precisa publicar, foi apenas uma brincadeira mesmo…

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Realmente são boas opções!

      Abração!

  • MONICA

    Li um artigo seu que fala sobre o poder dos juros compostos ou juros sobre juros a nosso favor. E tentei fazer isto com os dividendos de umas ações que tenho e solicitei à corretora que reinvestisse os juros e dividendos automaticamente na compra de novas ações, já que já está comprovado que ações são um excelente investimento a longo prazo. Porém, a corretora me disse que ações na Bolsa não dão direito a este procedimento, somente as ações escriturais tem este direito.
    Isto é verdade? Rafael, eu gostaria que vc fizesse algum comentário a respeito dessas ações escriturais. Como funcionam??

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Nada impede que os dividendos pagos por determinada ação sejam utilizados para adquirir mais ações da mesma empresa, afinal os dividendos são creditados na sua conta da corretora e podem ser utilizados como você quiser.

      Entretanto isso não pode ser feito de uma forma automática. Você precisa reinvestir os dividendos sempre que eles foram creditados em sua conta.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Diego

    Rafael,
    Acho que li em outro post seu que tendo dívida é melhor se livrar logo delas antes de começar a poupar, é isso? Hoje em dia pago prestações de 3 imóveis, o que moro (termino de pagar esse ano) e mais 2 que estão na planta e comprei para investir (alugar depois de pronto). Minha dúvida é se devo poupar o que me sobra e aplicar em CDB ou adiantar o pagamento dos imóveis enquanto estão indexados pelo INCC (se bem que deu um pulo gigante ultimamente)?

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Se o benefício financeiro em antecipar uma prestação for maior que o rendimento desse montante numa aplicação em CDB, vale a pena. Caso contrário, não vale. Você precisa fazer as contas e o que gera mais valor para você.

      Abraço e valeu pela participação!

  • http://h Geral Investimentos

    Texto ótimo, muito bem escrito!

    http://encontrodeinvestidoras.blogspot.com/

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Obrigado.

      Abraço!

  • Áurea

    “…tivesse aplicado mensalmente R$ 1.000,00 na caderneta de poupança, teria acumulado mais de R$ 12 mil, obtendo uma rentabilidade de 100% em um ano! ”

    Favor corrigir o mais breve possível, a fim de não confundir mais (ao invés de esclarecer…).

    Att.,
    Áurea

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Não há erro nessa afirmação. A pessoa em questão se programou para investir R$ 1.000,00 por mês, mas após 12 meses, só conseguiu acumular aproximadamente R$ 6 mil, por falta de disciplina.

      Se essa pessoa tivesse seguido à risca o que planejou, teria acumulado mais de R$ 12 mil, mesmo se fosse na poupança.

      Trocando em miúdos, ela teria o dobro do que tem agora, pois R$ 12 mil equivale a 100% de rentabilidade sobre R$ 6 mil.

      Qual o erro?

      Abraço!

  • Áurea

    Você mesmo responde em seu post sobre rentabilidade!

    Que 12 mil é 100% de 6 mil é fato, mas rentabilidade está ligada aos juros (a taxa de).

    Você diz acima que:

    “R$ 12 mil equivale a 100% de rentabilidade sobre R$ 6 mil”

    Desta forma, seu eu “guardar” R$ 12.000,00 no COLCHÃO ao invés de R$ 6.000,00, NÃO posso dizer que obtive 100% de rentabilidade, pois o COLCHÃO não me “paga” juros.

    Você teria que calcular (e mostrar), simular, a situação explanada por essa pessoa (seria mais didático).

    Na realidade, SE essa pessoa tivesse seguido o plano, teria sim, como você mesmo disse, mais de R$ 12.000,00, ou seja, MAIS de100% de rentabilidade (auferiria mais juros), e não 100% de rentabilidade, como você mesmo disse:

    “…uma rentabilidade de 100% em um ano”.

    Acredito que na pressa ao escrever o texto faltaram 2 palavrinhas na frase…

    Abraço.

    • Daniel

      O tempo que vc gastou para responter o post, poderia ter gastado relendo-o, para conseguir compreender a lógica utilizada parar elaborar o texto e assim absorver a essência do artigo.
      Creio que esta crítica foi desencessária.
      O fundamento do raciocínio utilizado pelo autor se dá apenas no tocante à disciplina, não adentrando na questão da matemática financeira.

      Todos os dias constatamos que há pessoas prontas para dispararem críticas a todo momento, mas elogios e apoio…..

      Parabéns pelo artigo!!!

      • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

        Obrigado, Daniel.

        Abraço!

      • Áurea

        Daniel,

        a “crítica” a qual você se refere foi construtiva. Em momento algum falei mal do artigo ou desrespeitei o autor (longe disso!).

        A “essência” do artigo (que entendi muito bem, pois não sou analfabeta funcional, ao contrário de muitos, infelizmente) está clara e é bastante pertinente pois, do contrário, nem perderia meu tempo em participar da discussão…

        Apenas fiz uma constatação e a informei ao autor.

        Mostrar a outrem um mínimo que seja de “deslize”, “equívoco”, dentre outros, não é desmérito nem grosseria. Tal prática é bastante comum nos países desenvolvidos, cujas pessoas em geral não levam para o lado pessoal. Pena que no Brasil muitas pessoas ainda se melindram…
        Mas como somos um país em desenvolvimento, ainda chegaremos lá.

        Acredite, também gosto do Blog e o recomendo aos demais amigos que não são da área financeira.

  • Galdencio

    Muito importante o enfoque dado por este artigo. gostei muito e recomendo a leitura. Eram os erros cometido por mim.

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Obrigado, Galdencio. Fique à vontade para divulgá-lo entre amigos e parentes.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Alexandre Iafullo

    Olá Rafael. Este artigo me chamou a atenção pois são situações corriqueiras. Comecei a poupar quando recebi um depósito na poupança. Foi o pontapé inicial para o crescimento do saldo. Todo mês eu depositava todo centavo que sobrava depois de pagar as contas. A disciplina contou muito nesta fase. Foram quase 3 anos só guardando e gastando SÓ o necessário. Consegui mais de três vezes o saldo inicial. Nem pensei em comprar um carro: é uma “torneirinha” de dinheiro… só vaza. Acaba com qualquer sobrinha que poderia ser mais aproveitada num investimento. Como você já falou em outro artigo. Eu ando de táxi sempre que preciso(aqui no Rio é muito fácil e cômodo). O dinheiro poupado foi muito importante para realizar meu sonho. Foi a entrada do meu apartamento! Continuo guardando e pensando no futuro. Obrigado pelas preciosas dicas.

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Ótimo depoimento, Alexandre. Tudo é uma questão de definir objetivos, montar um plano e ter disciplina para cumpri-lo.

      Abraço e valeu pela participação!

  • ANDERSON

    Rafael, não quero fugir do artigo mas lendo os comentários e olhando o movimento e venda de carros “zero basicão” por ai tenho que desabafar, acho um absurdo o governo empurrar guela abaixo para a população essa venda absurda de carros zero com a intenção de arrecadar (IPVA + ICMS + IPI etc) sou da opinião que deveria ser PROIBIDO o financiamento de carro zero e vc só compraria um se comprovasse renda compatível e uma poupança, e isso tanto para carro zero quanto a veículos usados e motocicletas, eu fico imaginando, se um desgraçado (desculpa a expressão) desses que não tem grana para abastecer bater no meu carro e eu não tiver seguro QUEM VAI PAGAR A CONTA? o governo??? cara se não tem grana para comprar à vista, manter e pagar pelo seus atos VAI ANDAR DE APÉ E ESTUDAR PÔOOO

    • http://twitter.com/SeabraRafael Rafael Seabra

      Concordo contigo quanto à omissão do governo em relação a esse problema. A quantidade de pessoas que não conseguem pagar as prestações e tem seus carros tomados pelos bancos tem crescido diariamente.

      Se o governo, bancos e montadoras não se preocupam com isso, nós é que temos que fazer nossa parte e evitar esses financiamentos predatórios. Caso contrário muita gente continuará passando por sérios problemas financeiros.

      Abraço e valeu pela participação!

  • http://www.sofisadireto.com.br Banco Sofisa Direto

    Ótimo post. Parabens Rafael !!

    Discplina é fundamental e não há mínimo para começar a investir. Muitas grandes fortunas começaram com investimentos bem pequenos.

    Quem não guarda ou investe por achar que tem pouco dinheiro, nunca terá o mínimo que julga necessário para começar.

    Esse conceito está diretamente ligado ao nascimento do SofisaDireto, sendo um dos nossos lemas mais importantes: “Mesma rentabilidade para qualquer valor investido, de R$ 1 a R$ 1 milhão”. Fizemos questão de registrar isso na parede do nosso escritório, confira: http://bit.ly/nOyeOB

    Banco Sofisa Direto
    http://www.sofisadireto.com.br

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Obrigado, pessoal. Muito legal a mensagem.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Robert

    Eu fiz exatamento o que vc citou no artigo. Eu fiz uma planilha dos meus gastos anuais, separei um valor de reserva para gastos eventuais e um valor pra investir na poupança todo mês, pronto! Ja tem um ano que venho guardando dinheiro e predento continuar assim até chegar um certo valor que eu ache viavel para buscar investimentos melhores.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Excelente depoimento, Robert. Ótima estratégia para organizar as finanças e ter tranquilidade financeira.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Abner

    olá Rafael.
    antes de mais nada gosto muito do seu site, está de parabéns. Possui informações muito uteis, embora eu não entenda muito sobre finanças estou conseguindo fazer boas economias.
    se eu não estiver errado as previdências privadas geralmente disponibilizam uma renda vitalicia de no máximo 15 mil reais. Sendo assim posso contratar mais de um plano, porem em diferentes bancos, ou seja um contrato por banco ??
    a propósito a Copa e as Olimpíadas estão para vir, é possível investir (sem muito conhecimento) em algo que atinja direta ou indiretamente esses eventos e possa trazer benefícios realmente rentáveis (algo como fundos de ações em infraestrutura talvez ) ?? Não querendo abusar, se for possível faça um post sobre esse assunto.

  • Abraão

    Rafael, gostaria de saber si existe alguma aplicação que renderia mensal mais ou menos 2%, numa única aplicação no valor de 50 mil.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Dentre as aplicações de renda fixa (baixo risco), não existe. Você pode conseguir isso em aplicações de renda variável (ex: ações), mas não há garantias.

      Abraço!

    • ANDERSON

      heheheh você é um fanfarrão Sr. Abraão!!
      esse percentual de média acho que nem com plantação de maconha rsrsrsr

  • Rudson

    Olá tenho 6 Mil e queria abrir alguma coisa sei que é pouco dinheiro mas preciso urgente pois eu e minha mulher estamos desempregados, oque eu poderia fazer? abraço

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Serei bem sincero contigo: dificilmente você conseguirá abrir algo com esse valor. Além disso, a última coisa que você deve fazer é mexer nesse dinheiro, pois ele é seu fundo para emergência.

      Minha sugestão é que vocês procurem emprego e, enquanto isso, utilizem essa reserva para se manter. É melhor que fazer algo no desespero e ser enganado por alguém.

      Abraço e boa sorte!

  • RodrigoK

    Tenho 16 anos, e queria fazer um investimento à médio (?) prazo. Alguma coisa que dê pra retirar daqui uns 5 até uns 7 anos. Tenho R$ 2500 pra começar, e mais R$ 100 por mês. Andei lendo bastante aqui no blog e “decidi” colocar R$ 2000 no tesouro direto, NTNB ou NTNB Principal. Aí R$ 500 eu separaria, pq ainda tenho que estudar um pouco mais, mas eu estava pensando em investir em ações, aos poucos.
    O que eu achei estranho, é que no site do tesouro direto, tem uma espécie de curso virtual bem rapidinho que mostra um pouco sobre o investimento, e lá mesmo tem um simulador, onde você coloca a quantidade inicial, quantidade por mês, taxa do agente de custódia, e ele compara com a poupança. Li em muitos lugares que o TD é bem mais rentável que a poupança, mas no simulador, em alguns casos, a poupança fica na frente, ou às vezes fica para trás por bem pouco.
    O que você acha?
    Agradeço desde já! =)

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Quais os parâmetros que você colocou na calculadora? Pode ser que tenha informado algo com erro. Na situação atual (Selic em 12% a.a.), qualquer título é melhor que a caderneta de poupança, mesmo por prazos curtos.

      Abraço!

  • camilo lopes

    olá Rafael,
    realmente sem disciplina não chegamos a lugar algum. Eu passei por algo parecido no ano de 2011, apesar que eu não definir exatamente o valor que ia colocar mensalmente, apenas o percentual. Definir que no minimo 30% ia para poupança, pois era o unico tipo de investimento que conhecia, como ainda n tinha conhecimento de outros e n gosto de me arriscar no que não conheço, preferir colocar na poup, mesmo com rendimento pouco, mas era melhor que deixar na c/c. E por incrivel que pareça meus custos não ultrapassam 50% do meu orçamento e conseguir atingir a meta.
    Excelente post, simples, curto e objetivo. Parabéns, por manter muitos posts assim rafael.
    abracos,

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Obrigado pelo ótimo depoimento, Camilo.

      Abraço!

  • Marcio

    Olá Rafael, vi seu site pela primeira vez hoje e realmente é de grande valor para nós, leigos, um site-guia como este na internet. Entretanto, tenho uma duvida. Estou prestes a receber uma heranca de familia na venda de um apartamento, num momento em que estou realmente necessitando de capital para quitar dívidas e respirar ao fim do mes. Com isto, ja estou separando a quitacao do veiculo e o alguns ajustes em minha residencia, mas o que fazer com a quantia restante uma vez que o imóvel vendido quando locado era parte integrante fundamental em meu orcamento? Queria um investimento que me trouxesse o mesmo retornomensal daquele aluguel, pois do contrario, mesmo em um CDB este dinheiro ira se esvair pelo constante resgate de valores. Deu pra entender? Tem alguma dica para me ajudar?

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Marcio,

      Deu sim para entender. Tenho duas sugestões.

      A primeira delas é investir em títulos públicos, pelo Tesouro Direto. Trata-se de uma ótima opção de investimento para obter boa rentabilidade com baixo risco. Para mais detalhes, sugiro a leitura do artigo: “10 respostas sobre o Tesouro Direto“.

      Outra sugestão é o eBook ‘Como Investir Dinheiro’. Recomendado por vários especialistas (inclusive Gustavo Cerbasi, autor de Casais Inteligente Enriquecem Juntos), o eBook Como Investir Dinheiro é um guia de investimento composto por quatro livros digitais e duas planilhas financeiras.

      Além desse material, você terá acesso ao e-mail exclusivo para entrar em contato comigo (autor do material) e tirar dúvidas.

      O investimento é baixo e o risco é mínimo, considerando que você tem 30 dias para avaliar o produto. Se não gostar, basta pedir seu dinheiro de volta.

      Para saber mais sobre o kit, acesse: http://comoinvestirdinheiro.com.br/

      Abraço e sucesso!

  • Luciano

    RAFAEL, parabéns pela iniciativa, tenho lido seus artigos e estou “fussando” o site.
    Minha atividade profissional tem problema com fluxo de caixa, estou preparando estratégia e planejamento pra investir, vc poderia me indicar alguma literatura/site/blog que me ajudades a entender a formação dos juros compostos.

  • Lucaszeraik

    Rafael!!! leio muito seus artigos, ja li varios livros de auto ajuda financeira e confesso que enfim estou aprendendo, estou pensando muito mais a longo prazo, hoje tenho duas previdencias privadas, poupança, uma aplicação em renda fixa e dois titulos de capitalização. Espero em beve ter conhecimentos suficientes para aplicar em ações e em titulos publicos, ja consultei no banco sobre aplicar em tesouro direto porem ainda não estou seguro em relação a isso, mas o que vale é que estou aumentando meu patrimonio liquido mes a mes, aplico uma renda ja estipulada de acordo com o meu salario e quando faço horas extras ou recebo bonus na empresa, reforço ainda mais essas aplicações, pois aprendi que o que se ganha não é tão importante quanto o que se faz com o dinheiro. Minha primeira meta é 100 mil em 3 anos fiz ate um cartaz bem grande com as cifras dos 100 mil e colei na parede do meu quarto ou seja acordo e durmo pensando nos 100 mil, esta funcionando dia apos dia me aproximo mais da minha meta. Abç e obrigado pela lições apresentadas, o meu futuro te agradece.

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Fico muito feliz em saber disso, Lucas.

      Desejo-lhe muito sucesso!

      Abraço!

  • Rafaela Molas

    Olá Rafael,
    Tenho apenas 19 anos, e comecei agora a me interessar por finanças.
    Acho que um ótimo período, porque quanto mais jovem, mais tempo para investir !
    Porém, estou aplicando apenas na poupança comum, a juros de 0,5% , por falta de conhecimento de outros planos de investimentos, como CDB, Tesouro Direto, Ações, e muito mais.
    Sempre fui curiosa a respeito dos vários tipos de aplicação e investimentos que posso fazer, porém, não entendo muito deles.
    Gostaria que você me indicasse algum site, ou artigo, ou até mesmo livros ( porque aprendo melhor lendo do que alguém me explicando ) em que eu pudesse entender como funciona cada tipo de aplicação.

    Obrigada

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Rafaela,

      Escrevi o livro digital “Como Investir Dinheiro” justamente para ensinar os princípios da Educação Financeira e apresentar as principais aplicações disponíveis no mercado.

      Dá uma olhada: http://www.comoinvestirdinheiro.com.br/

      Abraço!

  • Miguel

    Amigo voçe e a pessoa serta deveria ter conhecido a muito tempo ainda não tenho nada para te perguntar mas aguarde preciso da sua ajuda j li o livro os segredo da mente milionário que você recomenda muito bom a dois a anos atrás eu estava com dívida nos bancos e mais de15 mil hoje depois de ter lido este livro li outros e hoje pagei todas minhas dívida e gastei muito dinheiro em coisas sem iportacia por causa da minha mulher mas acabei de me separar ehoje estou com meu nome sem retrações e com a 20 mil na conta então preciso da sua ajuda um abraço

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Tenho duas sugestões.

      A primeira delas é investir em títulos públicos, pelo Tesouro Direto. Trata-se de uma ótima opção de investimento para obter boa rentabilidade com baixo risco. Para mais detalhes, sugiro a leitura do artigo: “10 respostas sobre o Tesouro Direto“.

      Outra sugestão é o eBook ‘Como Investir Dinheiro’. Recomendado por vários especialistas (inclusive Gustavo Cerbasi, autor de Casais Inteligente Enriquecem Juntos), o eBook Como Investir Dinheiro é um guia de investimento composto por quatro livros digitais e duas planilhas financeiras.

      Além desse material, você terá acesso ao e-mail exclusivo para entrar em contato comigo (autor do material) e tirar dúvidas.

      O investimento é baixo e o risco é mínimo, considerando que você tem 30 dias para avaliar o produto. Se não gostar, basta pedir seu dinheiro de volta.

      Para saber mais sobre o eBook, acesse: http://comoinvestirdinheiro.com.br/

      Abraço e sucesso!

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Tenho duas sugestões.

      A primeira delas é investir em títulos públicos, pelo Tesouro Direto. Trata-se de uma ótima opção de investimento para obter boa rentabilidade com baixo risco. Para mais detalhes, sugiro a leitura do artigo: “10 respostas sobre o Tesouro Direto“.

      Outra sugestão é o eBook ‘Como Investir Dinheiro’. Recomendado por vários especialistas (inclusive Gustavo Cerbasi, autor de Casais Inteligente Enriquecem Juntos), o eBook Como Investir Dinheiro é um guia de investimento composto por quatro livros digitais e duas planilhas financeiras.

      Além desse material, você terá acesso ao e-mail exclusivo para entrar em contato comigo (autor do material) e tirar dúvidas.

      O investimento é baixo e o risco é mínimo, considerando que você tem 30 dias para avaliar o produto. Se não gostar, basta pedir seu dinheiro de volta.

      Para saber mais sobre o eBook, acesse: http://comoinvestirdinheiro.com.br/

      Abraço e sucesso!

  • Jony

    Bom Dia,gostaria de sua opinião sobre os fundos órama,se é uma boa alternativa investir neles?

  • Jony

    Bom Dia,gostaria de sua opinião sobre os fundos órama,se é uma boa alternativa investir neles?

  • Edelena vieira

    Olá Rafael Seabra, hoje foi surpreendida por minha filha de apenas sete anos,quando me perguntou qual curso deveria fazer para ser empresária, claro que ganhe muito dinheiro. Diante desta pergunta fiquei sem resposta afinal só tenho ensino médio não entendo de educação financeira. Fiquei intrigada pensado o que fazer pra ajuda-la. Temos algumas cabeça de boi em Rondônia que fica a meia, que não e tão lucrativo apenas pra segurar.Então pensei se eu vender devo levantar uns 6.000 e aplicar fazer um investimento sera que seria bom? Mais depois eu não teria como investir regularmente. O que podes me dizer?
    desde já obrigada!

  • Isabela Vieira

    Estou aplicando 1.000,00 reais, todo mês em CDB pré fixado, com o objetivo de 2 anos. Mas não estou gostando do rendimento. Devo continuar aplicando ou migrar para poupança?

  • luciana

    Rafael, qual é melhor, investir em poupança ou uma outra aplicação, ou
    comprar um apartamento para alugar?Tenho 200.000,00. Seria interessante aliar a aquisição de um imóvel à uma rentabilidade mensal?