Entenda o preço dos títulos públicos

50 Flares Facebook 14 Twitter 27 Google+ 5 50 Flares ×

Preço dos títulos públicosQuem já investe em títulos públicos, pensa em investir ou simplesmente teve a curiosidade de consultar a página de preços e taxas dos títulos disponíveis para compra, deve ter tomado um susto quando se deparou com os preços dos títulos.

Falo em susto porque aparentemente é complicado entender o preço dos títulos públicos. Por que uma NTN-B que vence em 2035 custa R$ 2.215,92 e uma NTN-B Principal, com vencimento no mesmo ano, custa apenas R$ 559,72? Ou por que a LTN fica mais barata à medida que a data de vencimento aumenta? Ou ainda por que a LFT tem o mesmo preço, independente do vencimento?

O propósito deste artigo é responder essas perguntas, explicando cada componente do preço dos títulos públicos e como o preço é formado.

Componentes do preço

Como já vimos em outros artigos, os títulos ofertados no Tesouro Direto tem diferentes características, podendo ser indexados a índices de preços, à Selic ou títulos prefixados. Além disto, podem fazem pagamentos (cupons) semestrais ou não.

Veja a seguir uma tabela-resumo com todas as características dos títulos:

Componentes dos preços dos títulos públicos

Vamos agora entender cada componente.

Tipos de títulos

Os títulos podem ser prefixados ou pós-fixados.

  • Prefixado: A taxa de rentabilidade é pré-determinada no momento da compra. Ela é dada pela diferença entre o preço de compra e pelo preço no momento do vencimento. O fluxo não é corrigido por nenhum indexador.
  • Pós-fixado: O valor do título é corrigido pelo seu indexador. Assim, a rentabilidade do título depende tanto do desempenho do seu indexador, quanto do deságio pago no momento da compra (taxa de juros real ou prêmio).

Taxas de juros

A taxa de juros indicada para os títulos pode ser nominal ou real.

  • Nominal: A taxa de juros informada para estes papéis não considera o efeito da inflação sobre o valor do título.
  • Real: A taxa informada reflete a rentabilidade acima da inflação ao qual o título será remunerado.

VNA (Valor Nominal Atualizado) e Data-base

Como alguns títulos são indexados, foram criados VNA (Valor Nominal Atualizado), calculado a partir de uma data-base.

  • VNA: O VNA facilita o acompanhamento da evolução dos indexadores. Nas suas datas-base os VNA tinham como valor R$1.000,00. Desde então, eles vêem sendo atualizados conforme a evolução dos seus indexadores. Assim, a variação dos VNA entre duas datas indica qual a variação do indexador ao qual ele se refere.
  • Data-base: Indica a data de início da atualização do VNA.

Cupom

Alguns títulos fazem pagamentos periódicos (cupons) ao longo da sua existência.

  • Cupom: São pagamentos feitos ao longo da existência dos títulos. Geralmente, são pagos semestralmente. O seu valor é calculado como sendo o percentual de cada título (ex: NTN-B tem 6,00% ao ano, ou 2,96% ao semestre) vezes o VNA calculado para aquela data. As datas de pagamentos de cupons são retroativas ao vencimento. Assim, para uma NTN-B com vencimento em 15-08-2006, os cupons serão pagos em 15-08-2006, 15-02-2006, 15-08-2005 e assim sucessivamente.
  • Bullet (sem cupom): Título que não paga cupom. O único valor pago é o valor do principal na data de vencimento (geralmente R$1.000,00 ou R$1.000,00 corrigido pelo VNA).

Conclusão

A metodologia de cálculo dos preços é complicada, mas o entendimento dos preços não é. Caso você queira aprender a calcular o preço dos títulos, sugiro que dê uma olhada na metodologia de cálculo.

Mas, como disse anteriormente, o entender o preço de cada título é simples. Já adianto que todos os títulos estão, de alguma forma, relacionados com o valor R$ 1.000,00. Para confirmar, explicarei cada um deles:

LTN: O valor do título na data de vencimento será R$ 1.000,00. O preço dele no momento da compra equivale a R$ 1.000, descontado pela taxa de compra. Ou seja, se você aplicar a taxa de compra sobre o valor do preço da compra, terá no final do prazo, exatamente R$ 1.000,00.

NTN-F: O valor no vencimento também será R$ 1.000,00. A diferença para a LTN é que a taxa de desconto é bem menor (o preço é bem mais próximo de R$ 1 mil), já que ele paga anualmente 10,00% em cupons.

NTN-B: O preço de compra equivale a R$ 1.000,00, atualizado desde a data-base pelo IPCA. Como a variação do IPCA entre 15/07/2000 a 30/09/2011 foi de 106,69%, o preço do título seria R$ 2.066,87. A diferença entre NTN-Bs com vencimentos diferentes é a taxa de compra em relação ao cupom anual (6,00%). Como atualmente as taxas estão menores que o cupom, eles precisam ser vendidos acima do VNA, para dar esse desconto.

NTN-B Principal: Mesma explicação acima para chegar ao preço de R$ 2.066,87. A diferença é que, como não paga cupons, a taxa de compra tem que ser descontada do preço para, no final do prazo, o investidor receber exatamente o VNA na data de vencimento. Por isso que, assim como a LTN, quando maior o prazo, menor o preço.

LFT: Ainda mais simples que a NTN-B. O preço de compra equivale a R$ 1.000,00, atualizado desde a data-base pela Selic. Como a variação da Selic entre 01/07/2000 a 30/09/2011 foi aproximadamente 390%, o preço do título seria próximo a R$ 4.900,00. Como não paga cupom ou prêmio, o preço é exatamente o mesmo, independente do vencimento.

Assine (é grátis)

Cadastre seu email e receba gratuitamente as atualizações do Quero Ficar Rico!


Atingiu a liberdade financeira e quer ajudar outras pessoas a alcançarem o mesmo objetivo. Continue lendo aqui!

  • RenanH.

    Olá, eu tenho uma duvida sobre os titulos com cupons semestrais, por exemplo, caso eu compre um titulo com vencimento de 3 anos, daqui a 6 meses eu recebo o 1o cupom, esse cupom vai ser taxado no IR no valor de 20%(6 meses tem mais de 180 dias) como se eu estivesse vendendo os titulos? e no caso do 3o cupom sofreria um desconto de 17,5%? obrigado

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Independente do vencimento do título, se o cupom for pago em menos de 180 dias, você pagará 22,5% de IR. A mesma lógica vale para os demais cupons.

      Para entender a tribução sobre os títulos públicos, recomendo a leitura do artigo:

      Tributação do Tesouro Direto

      Abraço e valeu pela participação!

      • Tatsuo

        Continuo confuso co sua resposta. O IR sempres será de 22,5%? Ou irá diminuir conforme passa o tempo em relação a data de compra do título?

        • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

          Vai diminuir conforme passa o tempo em relação à data de compra do título.

          Abraço!

  • http://hcinvestimentos.com/ Henrique Carvalho

    Ótimo artigo Rafael!

    Esta é uma dúvida muito comum e que diversos investidores poderão se beneficiar ao entender a metodologia de cálculo do TD de forma simples.

    Abraços!

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Obrigado, Henrique.

      Este artigo foi bem simples e não tem a pretensão de explicar a metodologia do cálculo, mas de mostrar como os preços dos títulos são definidos.

      Para entender de fato a metodologia do cálculo de cada título e até aprender a fazer esses cálculos, recomendo visitar o site do TD, na página que trata dessa metodologia.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Rosana

    OI, Rafael

    Gostei muito do seu artigo!
    Agora entendi porque somente os títulos pré-fixados valem 1000,00 no vencimento e porque os outros não.
    Abraços e sucesso!

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Obrigado, Rosana.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Marilda M. M.

    OIa, gostei muito do artigo sobre preço dos títulos públicos, está ótimo mas acabei ficando com uma dúvida: como saber se os títulos estão sendo negociados com ágio ou deságio?
    Afinal, os títulos sao comprados e vendidos antes do vencimento para obter lucro conforme a variaçao de preço no mercado, como as açoes, nao é?

    Grata

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Certamente é possível especular com títulos públicos, mas não é tão comum, como é com ações, por exemplo.

      A grande diferença é que o preço dos títulos públicos é definido basicamente pela expectativa da Selic. Se a Selic está subindo, as taxas de juros ficam mais altas. Se a Selic está caindo (como no momento em que estamos), as taxas ficam menores.

      Não há muito o que se falar em ágio e deságio no preço dos títulos públicos. O título nunca está “barato” ou “caro”. Ele sempre está marcado a mercado.

      No mercado de ações, podemos dizer que uma ação está cara ou barata, justamente pelo preço dela ser definido pelos investidores. Já o preço dos títulos é estipulado pelo Tesouro Direto e geralmente não varia (ou muda apenas uma vez) ao longo do dia.

      A especulação, no caso dos títulos públicos, estaria relacionada com acreditar num movimento da Selic diferente da expectativa do mercado.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Dterribilli_med91

    Olá Rafael, estou na burocracia da compra de títulos… abri uma conta no banif para poder fazer as operações no Tesouro… eles dizem que nao cobram nada por isso…porem, há bancos que cobram ate 4%… posso confiar nele mesmo assim? outra coisa… vc sabe c tem problema em realizar as transaçoes pelo site da banif ao inves de pelo tesouro?

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Sempre utilizei a Banif e nunca tive problemas.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Henrique

    Rafael, primeiramente parabens pelo blog. Conheci faz pouco tempo mas venho acompanhando regularmente agora…
    Nunca investi em tesouro direto mas estou para comecar, ja dei uma boa estudada no assunto.

    voce poderia indicar a corretora com txs de adm. mais baixa do mercado e obviamente com bom respaldo?

    apesar de haver a possibilidade de perder dinheiro dependendo do titulo devido as variacoes dos indices de inflacao, selic, etc acho que mesmo nas piores das hipoteses ainda fica mais atrativo que a poupanca nao? pergunto isso porque vou alocar os recursos que tenho atualmente na poupanca em um titulo de curto prazo com vencimento em jan/13.

    obrigado

  • Henrique

    e mais uma duvida….

    é possivel ultilizar TD como previdencia privada? pergunto pq faco aportes mensais para a mesma PP que tenho no banco.
    ex: caso eu sempre invista na mesma NTNB com aportes mensais em diferentes datas no periodo de 10 anos. como ficaria o pagamento dos dividendos na data de liquidacao?

    obrigado!!

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Para fazer isso, recomendo primeiramente investir num título que não paga cupons (NTN-B Principal) durante o período inicial, para acumular dinheiro.

      Após esses 10 anos, você investiria em NTN-B, pois esse título paga cupons semestrais. Se investir em títulos com vencimentos diferentes (maio e agosto), você receberia rendimentos a cada três meses.

      Abraço!

  • Sérgio

    Prezado Rafael,

    No artigo você faz a seguinte afirmação:NTN-B Principal: Mesma explicação acima para chegar ao preço de R$ 2.066,87. A diferença é que, como não paga cupons, a taxa de compra tem que ser descontada do preço para, no final do prazo, o investidor receber exatamente o VNA na data de vencimento. Por isso que, assim como a LTN, quando maior o prazo, menor o preço. Fiquei em dúvida, no vencimento o investidor receberá o VNA da data do vencimento (variação entre a data da compra e do vencimento) acrescido da taxa contratada acima da inflação, certo? Ou seja, no momento da compra você tem apenas a definição da parte prefixada, ficando a aposta na variação do IPCA, que se subir fará com haja um ganho maior, ou o contrário, se cair.

    Excelentes os seus artigos. Conseguem realmente explicar o TD de forma clara e simples. Parabéns!

    Sérgio Peixoto MG

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Sérgio,

      No vencimento, o investidor receberá apenas o VNA (valor nominal atualizado pelo IPCA). Os juros (parte fixa) já foram embutidos no preço de compra, que vem com um belo desconto em relação ao VNA na data da compra.

      Abraço e valeu pela participação!

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Sérgio,

      No vencimento, o investidor receberá apenas o VNA (valor nominal atualizado pelo IPCA). Os juros (parte fixa) já foram embutidos no preço de compra, que vem com um belo desconto em relação ao VNA na data da compra.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Marcella

    Rafael, aplico meu dinheiro na poupança e gostaria de mudar. Mas confesso que não entendi praticamente nada sobre esse Tesouro Direto, você poderia me explicar melhor? Obrigada, Marcella

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Para entender melhor, tenho duas sugestões. O Tesouro Direto é uma ótima opção de investimento para obter boa rentabilidade com baixo risco. Para mais detalhes, sugiro a leitura do artigo: “10 respostas sobre o Tesouro Direto“.

      Outra sugestão é o eBook ‘Como Investir Dinheiro’. Recomendado por vários especialistas (inclusive Gustavo Cerbasi, autor de Casais Inteligente Enriquecem Juntos), o eBook Como Investir Dinheiro é um guia de investimento composto por quatro livros digitais e duas planilhas financeiras.

      Além desse material, você terá acesso ao e-mail exclusivo para entrar em contato comigo (autor do material) e tirar dúvidas.

      O investimento é baixo e o risco é mínimo, considerando que você tem 30 dias para avaliar o produto. Se não gostar, basta pedir seu dinheiro de volta.

      Para saber mais sobre o eBook, acesse: http://comoinvestirdinheiro.com.br/

      Abraço e sucesso!

  • Duvida

    Rafael, uma duvida.

    Caso ao final do periodo em um titulo indexado o indexador seja negativo, corro o risco de ter prejuízo?

    • http://www.queroficarrico.com.br Rafael Seabra

      Não existe a menor possibilidade da Selic ficar negativa. Já a inflação, pode até ser em algum mês específico, mas nunca por um período maior.

      Abraço!

  • Nicolas Santana

    Ainda sim acho muito complicado, seria interessante fazer uma conta simples para exemplificar o que eu tenho que fazer. leio leio leio os artigos e continuo sem saber quanto tenho que investir por quanto tempo e quanto vou ganhar, nem onde eu farei essas transações, nem por onde meu dinheiro vai passar e por onde vou saca-lo, e como vou pagar IR. e tem mais, aquela calculadora do TD me mostrou que eu perderia dinheiro se eu investisse

    http://i.imgur.com/NJ19L.png

  • Milton Costa

    onde encontro essas variações de IPCA e SELIC desde 2000?

  • Paulo Brito

    Fiquei com uma duvida sobre os Pré-fixados, caso eu compro um título agora por R$779, no vencimento eu irei receber R$1000 ? é isso ?

    • Tatsuo

      Para efeito de cálculo, sim. Mas na prática isso não importa tanto. Avalie a taxa de rendimento, custódias, taxas de operação (DOC, TEC …), inflação e IR. Nem sempre os pré-fixados são os melhores.