O REAL VAI MUDAR: CONHEÇA AS NOVAS CÉDULAS

O REAL VAI MUDAR: CONHEÇA AS NOVAS CÉDULASO Banco Central do Brasil lançou esta semana as novas cédulas do real. Você já viu?

As novas notas são mais seguras contra falsificação e seguem padrão internacional.  Há quem diga até que elas ficaram a cara do “Euro“.

Felizmente, as características mais populares das notas, como a cor, os bichos e a face da efígie simbólica da República. Mas algumas novidades chamaram bastante atenção, como os tamanhos – diferentes para cada nota – e o material – que garantirão uma vida útil 30% maior do que as notas antigas.

Conheça as notas e outras novidades!

Novas notas do Real

As novas notas deverão substituir as atuais naturalmente. Até 2012 teremos todas as cédulas novas em circulação e a estimativa é que em 2014 consigamos subtituir completamente as notas “antigas”. Até lá, não precisa ter pressa pois o seu dinheiro ainda vale normalmente!

PRINCIPAIS NOVIDADES

  • Para cada valor, um tamanho diferente.
  • A frente da cédula ficou mais limpa e os números são maiores e destacados;
  • Ainda na frente, a nota recebeu um desenho que representa o habitát natural de cada animal.
  • Os animais são os mesmos, mas a foto tem mais detalhes e a posição mudou.
  • Aquela faixa prateada que já existe nas notas de 20, também vão estar presentes nas notas de 50 e 100.
  • As notas ganharam também vários novos itens de segurança.
  • A marca d’água foi redesenhada, de forma a facilitar a identificação pela população.
  • As novas marcas em alto-relevo vão facilitar o manuseio das notas pelos deficientes visuais.

A nota de R$1,00, que já havia saído de circulação – substituída pela moeda – não ganhou face nova. E as notas de R$ 50 e R$ 100 já começam a circular neste primeiro semestre de 2010. Depois virão as notas de R$ 20 e 10, em 2011, e as de R$ 5 e R$ 2, em 2012.

POR QUE MUDAR?

Principalmente para garantir mais segurança contra falsificação. Segundo dados do governo, só de 2008 pra cá o Brasil gastou mais de R$50 milhões para eliminar os prejuízos da falsificação.

A única coisa estranha neste processo é que o projeto da nova cédula custou R$1,15 bilhão no nosso bolso, mas a expectativa é que ela diminua significativamente a falsicicação no longo prazo, até valer a pena. Isso significa que se a falsificação for completamente eliminada, dentro de pouco mais de (apenas!?) 50 anos o investimento será recuperado!

A pergunta é: se em 15 anos de plano real a cédula já foi alterada, será que a nova cédula passará esse tempo todo sem mudar novamente?

Mais informações em: UOL Economia

Assine (é grátis)

Cadastre seu email e receba gratuitamente as atualizações do Quero Ficar Rico!