10 Hábitos para Obter Sucesso e Estabilidade Financeira


Como qualquer outro objetivo, alcançar a estabilidade financeira e se tornar financeiramente bem-sucedido requer o desenvolvimento de bons hábitos financeiros.

Os principais pontos a serem desenvolvidos são: eliminar suas dívidas, aumentar sua capacidade de poupar dinheiro e aumentar a segurança financeira da sua família.

O objetivo deste artigo é compartilhar com você 10 hábitos que devem ser trabalhados para aumentar sua tranquilidade financeira, em busca da estabilidade financeira.

10 Hábitos para Obter Sucesso e Estabilidade Financeira

Como Alcançar a Estabilidade FinanceiraAqui estão eles (a ordem é irrelevante, pois todos são importantes):

Hábito #1: Poupe automaticamente

Esta deve ser sua prioridade, especialmente se você ainda não tem um sólido fundo de emergência. Você deve poupar – pelo menos – 6 vezes o valor das suas despesas mensais. Se seu gasto médio mensal é de R$ 2.500, você deve guardar R$ 15 mil.

Faça desse objetivo a primeira “conta” a ser paga sempre que você receber seu salário. É possível até programar essa transferência automaticamente.

Nem pense sobre essa transação. Apenas se assegure que ela ocorreu, todos os meses e no dia que você recebeu seu pagamento.

Hábito #2: Controle os gastos por impulso

Certamente o maior problema para todos nós (pelo menos para a maioria).

O consumo por impulso (comer fora, compras no shopping ou compras online) é o maior ladrão de nossas finanças. Grande parte dos orçamentos é quebrado por ele, além de ser uma receita “certeira” para entrar em apuros financeiros.

O sétimo hábito apresenta um sistema que pode ser muito útil para controlar seu impulso.

Hábito #3: Analise seus gastos

Se você nunca registrou seus gastos e montou um orçamento, já passou da hora de fazê-lo.

Durante um mês, tome nota (num caderno ou planilha financeira) de absolutamente todos os seus gastos. Todos mesmo.

Então avalie como você está gastando seu dinheiro e observe o que pode ser cortado ou, pelo menos, reduzido. Decida se cada gasto é absolutamente necessário, e então elimine o que for supérfluo.

Você se surpreenderá com quanto gasta em coisas que podem ser facilmente cortadas.

Hábito #4: Invista no seu futuro

Se você é jovem, provavelmente não pensa muito sobre a aposentadoria. Mas é importante. Mesmo que você pense que pode planejar depois, faça isso agora.

O crescimento de seus investimentos ao longo do tempo será impressionante se você começar o mais cedo possível. Para um exemplo prático, recomendo a leitura do artigo sobre juros compostos.

Se você trabalha numa empresa que oferece um plano de previdência e dobra seu aporte até determinado valor, poupe o máximo que for possível. Este seguramente é o melhor investimento possível.

Além disso, invista em títulos públicos e fundos de índice.

Qualquer que seja sua opção, comece agora!

Caso decida começar agora, recomendo o Como Investir Dinheiro, livro eletrônico oficial do blog Quero Ficar Rico.

Hábito #5: Mantenha sua família segura

O primeiro passo (já mencionado no primeiro hábito) é montar um fundo de emergência. Assim, se algum imprevisto surgir, você estará protegido.

Se você é casado e/ou tem filhos, considere a possibilidade de fazer um seguro de vida o quanto antes. Muita gente esquece disso ou acha “mórbido”, mas é possível que você seja a principal (ou a única!) fonte de renda da sua família. E se algo acontecer, eles estarão assegurados.

Hábito #6: Elimine e evite dívidas

Se você possui cartões de créditos, empréstimos, financiamentos ou qualquer outra dívida, precisa iniciar um plano para quitar suas dívidas.

Faça uma lista com todas as suas dívidas e organize-as da maior para a menor taxa de juros. Geralmente cartões de crédito e cheque especial possuem as maiores taxas de juros.

Economize o máximo que puder e priorize as dívidas do topo da lista. À medida que uma dessas dívidas é paga, comemore!

Então utilize o mesmo montante que estava alocado no pagamento da dívida anterior e repasse para a próxima dívida.

Continue esse processo até você saldar todas as suas dívidas. Isso pode levar vários anos, mas é um processo muito gratificante, e extremamente necessário.

No final, lembre-se o quanto foi díficil se livrar de todas elas e evite novas dívidas.

Hábito #7: Use o “sistema do envelope”

Trata-se de um simples sistema para acompanhar com precisão quanto você vai gastar com cada despesa presente no seu orçamento.

Digamos que separe as despesas de seu orçamento em três partes: alimentação, combustível e lazer. Faça um saque do valor total para cobrir essas despesas e coloque o dinheiro separado em três envelopes.

Desse modo, você pode facilmente controlar quanto ainda resta de cada um desses gastos, e assim que o dinheiro acabar, você saberá imediatamente.

Assim que o dinheiro daquele montante acabar, pare de gastar. Se o dinheiro de determinado montante acaba rápido demais por vários meses, reveja seu orçamento. É possível que você tenha sido duro demais com determinada categoria de despesa.

O envelope é apenas uma metáfora, mas nada impede que seja literalmente utilizado.

Hábito #8: Pague suas contas imediatamente

Um bom hábito é pagar suas contas assim que elas chegarem. Além disso, sempre que possível, coloque suas contas em débito automático.

Dessa forma, todas as despesas recorrentes do seu orçamento (plano de saúde, cartão de crédito, conta de telefone e energia…) estarão resolvidas.

Hábito #9: Leia sobre educação financeira

A simples leitura deste artigo já é mais um passo para melhorar sua educação financeira. Mas não deve ser o único. Existem ótimos sites, blogs e – principalmente – livros sobre o tema.

Quanto mais conhecimento você tiver, melhor estará sua saúde financeira.

Hábito #10: Aumente seu lucro

Faça o que for possível para aumentar seu lucro mensal, seja por reduzir suas dívidas, aumentar sua capacidade de poupar, aumentar sua renda, ou todas essas opções.

Procure por novas formas de ganhar dinheiro, ou de receber mais pelo que você já faz.

Ao longo dos meses, se você calcular seu lucro mensalmente (diferença entre todas as receitas e despesas), verá que ela cresce. E a sensação é fantástica!

Lembre-se que ganhar mais dinheiro não é a única forma de aumentar seu lucro. Se você ganhar a mesma quantia, mas diminuir suas dívidas ou gastar menos que no mês anterior, sobrará mais dinheiro no final do mês.

E para acelerar essa conquista, aprenda a investir. Recomendo o Como Investir Dinheiro, livro eletrônico oficial do blog Quero Ficar Rico.

Como sempre, tenho uma pergunta para você…

Qual(is) desses hábitos você já coloca em prática? E em qual(is) deles você tem mais dificuldade?

Compartilhe sua experiência e deixe sua opinião sobre este assunto.

Até a próxima!

Imagem de shutterstock.com.

Assine (é grátis)

Cadastre seu email e receba gratuitamente as atualizações do Quero Ficar Rico!


Conquistou a independência financeira e quer ajudar outras pessoas a alcançarem o mesmo objetivo. Continue lendo aqui!

  • thiaog

    Concerteza uma meta que quero atingir só agora para poder me tornar uma pessoa melhor realizada financeiramente e saldar todas a dividas. O que esta muito perto de acontecer.

    • Thiago,

      Desejo-lhe muito sucesso nessa caminhada.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Guru da Grana

    Rafael, ótimas dicas.

    Coloco praticamente todos estes hábitos em prática. O mais importante, na minha opinião, é o 1#, também conhecido como “Pay yourself first” ou “Pague-se primeiro”. Este pensamento me ajudou muito no começo, para acostumar-se ao hábito de investir, pois soa como um baita incentivo para a mente. Isto diminuirá a dificuldade de poupar no começo e ao longo do tempo.

    • Shirley Gomes

      Também acho importante, porém antes disso deve-se ter um objetivo, porque sem ele ficamos desmotivados e fica mais fácil de cair nas tentações.

      • Shirley,

        O simples fato de montar um fundo de emergência para se proteger de imprevistos financeiros já deveria ser um baita incentivo 🙂

        Abraço e valeu pela participação!

      • Guru da Grana

        Bem lembrado Shirley. A definição de objetivos também é uma ótima e importante motivação aliada do “Pague-se primeiro”.

      • Guru da Grana

        Bem lembrado Shirley. A definição de objetivos também é uma ótima e importante motivação aliada do “Pague-se primeiro”.

    • Muito obrigado, Guru.

      Concordo contigo. Apesar de não existir uma ordem nessa listagem, também considero este o mais prioritário.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Alessandro Souza Souza

    Rafael parabéns pelas seus posts esclarecedores e de incentivo financeiro .

    • Muito obrigado, Alessandro.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Alessandro Souza Souza

    Rafael parabéns pelas seus posts esclarecedores e de incentivo financeiro .

  • Nelson

    Olá Rafael!
    Ótimas dicas! Porém, tem casos que a gente tem que ser muito duro e disciplinados com nós mesmos, no meu caso que ganho em média 2.000 mensais, gasto 1.000 só com despesas de faculdade (mensalidade, livros etc). Ainda assim consigo poupar ao menos 500 reais e investir em fundos.
    Confesso que é uma vida de merda, mas seguimos devagar e sempre e rumo a independência financeira!

    • Muito obrigado, Nelson.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Nelson

    Olá Rafael!
    Ótimas dicas! Porém, tem casos que a gente tem que ser muito duro e disciplinados com nós mesmos, no meu caso que ganho em média 2.000 mensais, gasto 1.000 só com despesas de faculdade (mensalidade, livros etc). Ainda assim consigo poupar ao menos 500 reais e investir em fundos.
    Confesso que é uma vida de merda, mas seguimos devagar e sempre e rumo a independência financeira!

  • NEYDEMAR FERREIRA

    Olá Rafael, pratico quase todas as dicas, apenas uma me falta, o seguro para a família, pois sempre achei que não seria interessante, pois na hora de receber é uma burocracia e entendi que o seguro só é bom pra quem vende, pois quando precisamos nunca nos atende como gostaríamos. Gostaria de mais esclarecimentos sobre o assunto.
    Que tipo de seguro está falando? O seguro não gera uma despesa anual? Quais os benefícios? Quais as desvantagens?
    No aguardo e obrigada pela atenção.

  • NEYDEMAR FERREIRA

    Olá Rafael, pratico quase todas as dicas, apenas uma me falta, o seguro para a família, pois sempre achei que não seria interessante, pois na hora de receber é uma burocracia e entendi que o seguro só é bom pra quem vende, pois quando precisamos nunca nos atende como gostaríamos. Gostaria de mais esclarecimentos sobre o assunto.
    Que tipo de seguro está falando? O seguro não gera uma despesa anual? Quais os benefícios? Quais as desvantagens?
    No aguardo e obrigada pela atenção.

    • Neydemar,

      Falo especificamente do seguro de vida, caso você sua renda seja a principal (ou única) fonte de renda da família.

      Abraço e valeu pela participação!

    • Paulo Maneira

      Oi Neydemar, sou corretor de seguros a 21 anos e penso que sua visão sobre os seguros são equivocadas. Procure um profissional da área e peça a ele informações sobre o seguro de vida, seguro residencial. Um grande problema dos seguros em geral são os feitos em agencias bancarias , pois os bancários não são especialistas em seguros. Cumprem metas do banco.

      • Paulo,

        É isso aí. Roubada é fazer seguro através do Banco se não tiver seguro (desculpem o trocadilho) do que realmente quer.

        http://www.ricodinheiro.com.br

      • Concordo, Paulo.

        Corretores de seguro são especialistas atuariais. Já os gerentes de banco (em sua maioria) são apenas vendedores de produtos bancários, muitas vezes desconhecendo do que se trata o produto.

        Abraço e valeu pela participação!

        • Daniel

          Seguro de vida é essencial para uma Familia, ainda mais quando existe apenas um pilar de renda. Infelizmente o que é oferecido em bancos na maioria das vezes o banco não cobre quando é necessário utilizar, pois existe a lei 769, na maioria das vezes não é informada pelos gerentes de banco. Procure por um seguro de vida completo, que possa oferecer uma blindagem do seu maior patrimônio (sua vida) e ainda uma garantia no futuro do seu dinheiro devolvido, corrigido e livre de imposto de renda. Receba um corretor de seguros em sua casa e deixe ele apresentar o verdadeiro seguro de vida. Abraços Daniel

  • raphael

    Poderia ter sido mencionado trocar dívidas caras por dívidas com juros menores. Saber fazer essa portabilidade já pode dar um “respiro” no orçamento. Investir sempre, mesmo que um pouco todo mês, é o diferencial. E sempre estar adquirindo conhecimento. Eu recomendo o uso da planilha de orçamento pois traz uma visão real do seu consumo.

    • Sem dúvida, Raphael. Sua observação é bastante pertinente.

      Não só a portabilidade, mas também é possível fazer um único empréstimo (com juros mais baixos) para pagar todas as dívidas, ficando assim com essa única dívida. Isso é chamado consolidação das dívidas.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Zenaide

    Gostei muito das dicas . e fiquei feliz em percber e muitas delas já faz parte da minha vida financeira.bom final pra mim estou no caminho certo , devo colocar as outra em pratica .
    valeu Rafael
    um abraço

    • Muito obrigado, Zenaide.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Saulo Campos

    Fiquei muito feliz ao perceber que já faço quase tudo isso, preciso diversificar meus investimentos e arrumar uma nova fonte de renda para acelerar meu plano de independência financeira…estou a caminho!

    • Excelente, Saulo. Esse é o caminho.

      Abraçoe valeu pela participação!

  • Carlos Henrique

    Rafael, valorizo muito o seu trabalho e acho extremamente importante me manter informado sobre os artigo do Quero Ficar Rico. A minha dúvida é a seguinte: Eu li o livro pai rico e pai pobre e lá tem um parte que fala, primeiro você gasta o dinheiro em você e depois paga suas dívidas. No hábito #8 menciona que eu deveria quitar logo minhas dívidas. Como eu poderia tirar um consenso do que eu deveria fazer analisando essas duas linhas de pensamento?

    • Carlos, veja o conselho #1 do Rafael! Esse é o que o Kiyosaki explica em Pai Rico Pai Pobre. Sua primeira “despesa” deve ser sua poupança (me refiro ao hábito de economizar).

      Contudo, se está endividado, primeiro quite suas dívidas. É improvável que consiga rentabilizar seu patrimônio há uma taxa de juro superior ao da sua dívida.

      http://www.ricodinheiro.com.br

      • Carlos Henrique

        Obrigado Kleber, me esclareceu aqui 😉

    • Carlos,

      Na verdade, quando o Kiyosaki fala em “pagar-se primeiro”, ele quer dizer que você deve poupar parte do dinheiro antes de gastar.

      Mas ele se refere aos gastos mensais, e não às dívidas. As dívidas devem ser priorizadas por uma simples razão: a taxa de juros delas é muito maior que a rentabilidade de qualquer aplicação.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Pois é. Coisas simples mas que não fazemos.

    Viver dentro de suas possibilidades financeiras é a chave para o sucesso financeiro.

    O planejamento financeiro passa, sem sombra de dúvida, por um planejamento de toda sua vida, hábitos, prioridades, valores…

    http://www.ricodinheiro.com.br

    • Isso mesmo, Kleber.

      O segredo é super simples: gastar menos que ganha.

      Abraço e valeu pela participação!

  • vinicius salino

    Boa tarde Rafael,depois que comecei a acompanhar seu blog comecei a me organizar melhor,enfim aprendi a me pagar primeiro,guardo uma porcentagem todos os meses,o dificil e ter coragem para pagar as dividas maiores,no meu caso de um carro que financiei,sofri um acidente e deu perda total.

    • Vinícius,

      Por isso que só devemos adquirir bens que caibam no nosso orçamento. E não apenas a prestação.

      Ao adquirir um automóvel, temos que pensar também na manutenção, impostos, revisões e – não menos importante – o seguro.

      Por mais que alguns considerem o seguro como um gasto, é na verdade uma proteção contra imprevistos como esse que você vivenciou.

      Apesar de ter aprendido a lição da pior forma possível, certamente você tem totais condições para superar esses problemas, organizar sua vida financeira e conquistar tudo que almeja.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Rodrigo

    Excelente artigo, venho colocando ele em pratica e tem dado certo na minha vida. Gostaria de acrescentar no passo nº 8 (pagar contas imediatamente) é que a comodidade do débito automático as vezes nos leva ao erro, aconteceu comigo de colocar a conta de telefone, que é também de internet, em débito automático. Aconteceu uma vez de estar pagando um valor x e ao olhar preços da operadora na minha região, o valor que eu pagava mensalmente no plano de internet ser maior que o cobrado no site. Entrei em contato com a operadora e fui informado que ja haviam quatro meses que aquele valor era praticado e que foi erro do sistema não terem feito adequação automática (ou eu não ter me manifestado anteriormente) e se comprometeram a me reembolsar o valor pago a mais na forma de desconto.

    • Muito obrigado, Rodrigo.

      O importante é que qualquer erro referente ao débito automático é reembolsado. Então não é – necessariamente – um problema.

      Abraço e valeu pela participação!

  • francisca

    Ótimas dicas! Não vejo a hora de poder começar colocar em prática algumas delas; haja vista que a minha situação está caótica…. mas estou confiante que mesmo a longo prazo eu conseguirei! Parabéns por estar sendo usado como instrumento de luz!!

    • Muito obrigado, Francisca.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Vinicus Salino

    Boa tarde Rafael,depois que comecei a acompanhar seu blog comecei a me organizar melhor,enfim aprendi a me pagar primeiro,guardo uma porcentagem todos os meses,o dificil e ter coragem para pagar as dividas maiores,no meu caso de um carro que financiei,sofri um acidente e deu perda total.

  • Emanuela Albuquerque

    Para mim a meta nº 1 é a mais difícil, pois sou consumista de ter 3 empréstimos,financiamento e gosto muito de comprar é claro que muitas vezes por impulso eu confesso! Mas de uns meses para cá estou tentando mim organizar porque também estava no cheque especial. Mas o último consegui liquidar, agora é só liquidar as dívidas. Acho que a longo prazo conseguirei mantendo o objetivo de ter uma estabilidade financeira. Parabéns ao blog e ao artigo, pois tenho lido quase todos por conta do tempo. Um abração e que Deus continue lhe inspirando a escrever tão bem esses artigos!

    • Muito obrigado, Emanuela.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Ana

    Obrigada Rafael por compartilhar conosco tantas informações importantes. Tenho aompanhado com muita atenção seu blog e por conta disto minha vida financeira já está bem melhorada. Parabéns.

    • Eu que agradeço, Ana.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Ana

    Obrigada Rafael por compartilhar conosco tantas informações importantes. Tenho aompanhado com muita atenção seu blog e por conta disto minha vida financeira já está bem melhorada. Parabéns.

  • Maria

    Aprendi tudo isso com aminha Mãe; uma mulher simples que não sabia o que é fundo de índice nem títulos públicos; que teve toda sua poupança confiscada pelo governo mas sempre foi previdente e prudente com seu orçamento doméstico e familiar. Ensinava-me que se ganhasse 100 deveria viver com 90; nunca gastar mais do que ganha. Obrigada Dona Carmem a melhor professora de finanças que conheci!

  • Maria

    Aprendi tudo isso com aminha Mãe; uma mulher simples que não sabia o que é fundo de índice nem títulos públicos; que teve toda sua poupança confiscada pelo governo mas sempre foi previdente e prudente com seu orçamento doméstico e familiar. Ensinava-me que se ganhasse 100 deveria viver com 90; nunca gastar mais do que ganha. Obrigada Dona Carmem a melhor professora de finanças que conheci!

    • Ela está certíssima. E você também em segui-la 🙂

      Abraço e valeu pela participação!

  • Marlos

    A pior prática é a de poupar, parece que nunca vai sobrar, mas estou começando hoje e vendo essas dicas vai me ajudar bastante…

    • Comece a colocar em prática e o resultado certamente vai aparecer.

      Abraço!

  • Kimy Oliveira

    eu utilizo o método do caderninho, separo minhas contas mensais em: contas fixas, gastos extras, combustivel e alimentação, faço isso desde quando me vi numa situação de desespero porque nao sabia para onde estava indo meu dinheiro, hoje lendo esse post fiquei feliz que pelo menos isso estou fazendo, apesar de nao está livre totalmente de minhas dividas, mas ja aliviou um bocado, obrigada Rafael pelas dicas, adoro abrir meu email e ver que tem atualizações do seu blog.
    grande abraço

    • Eu que agradeço, Kimy.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Evandro Gomes da Silva

    o artigo é ótimo tenho tirado muito proveito parabéns

    • Muito obrigado, Evandro.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Reginaldo

    Esse artigo foi muito esclarecedor para mim. A partir de agora vou começar a ler mais sobre o assunto, e colocar em prática essas dicas. Obrigado, Rafael.

    • Eu que agradeço, Reginaldo.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Fábio

    Aumentar o lucro está difícil, já tem um tempo que estou lendo sobre educação financeira.

  • Marco Aurelio

    Rafael, você pode citar um ou dois bons livros sobre educação financeira? Um abraço e obrigado.

    • Marco Aurelio,

      Minha primeira recomendação sempre será Pai Rico, Pai Pobre.

      Depois dele, se você se interessar por aplicações financeiras, recomendo meu eBook (Como Investir Dinheiro).

      Abraço!

  • jorge

    bacana essas dicas obg, o dificil e quardar seis vezes o que voce gasta tou comecando com dez porcento. obg cara

    • Obrigado, Jorge.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Dulce Nunes

    Eu tenho mais consciência do meu dinheiro hoje. E percebi ainda q comprava muitos produtos de outras pessoas, cosmeticos, roupas, então coloquei em prática um plano… comecei a vender semi joias, um produto que ninguém dos meus amigos, funcionários ou colegas vendem. Assim tenho uma renda extra para investir e poupar. Quem sabe ainda abro minha boutique de joias e acessórios… Abraços

    • Ótimo depoimento, Dulce.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Alan Goes

    Olá Rafael, seus posts sempre me fazem revisitar meus cálculos e falar com a gerente de meu banco de tempos em tempos.
    O compartilhamento de seu conhecimento é super útil para mim e para minha família, sucesso é o que desejo à você!

    • Muito obrigado, Alan.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Rogério

    Em relação ao hábito #2 (controle os gastos por impulso), uma dica que eu deixo é: Quer comprar algo? Pesquise, veja os preços, decida o que você quer e então ESPERE UMA SEMANA. Se você ainda quiser comprar e tiver condições, compre mas vocês verão que irão desistir da compra na maioria das vezes.

    • Ótima dica, Rogério.

      Muitas vezes, a vontade passa no mesmo dia. Nem precisa esperar uma semana 🙂

      Abraço e valeu pela participação!

  • alexandre

    Prezado Rafael, pretendo seguir todos os passos assim que conseguir saldar todas as dividas e comecar a investir o dinheiro venho novamente aqui agrdeçer e dizer que conseguir me livrar das dívidas

    • Alexandre,

      Desejo-lhe muito sucesso nessa caminhada.

      Abraço!

  • Priscila Perrone

    Muitas das suas dicas já faço, exceto a previdência privada, mas o meu maior desafio é com o meu marido, ele faz tudo ao contrário de suas dicas e já está bem endividado. Não sei como desperta lo para a realidade!!!

  • Eduardo

    Nossa, os gastos por impulso com certeza podem destruir nossa orçamento. Aprendi do jeito mais difícil, pois mês passado eu gastei tanto com supérfluos, saídas para comer fora e entretenimento q eu tive que fazer 2 saques da minha poupança que eu nunca havia tirado dinheiro antes. Foi muito cruel pra mim, mas agora eu aprendi a lição. Gostei do artigo, muito bom mesmo!

    • Muito obrigado, Eduardo.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Anderson

    Boa Tarde,

    Gostei muito das dicas irei lutar para que eu possa coloca-las em praticas mais existe mesmo uma dificil para mim a questão do lazer gosto muito de curtir um pouco não com bebedeiras, mulheradas ou coisas parecidas, mais passear mesmo, comer coisa diferente e isso muita das vezes me custa bem caro mais vou lutar!

    Obrigado pelas dicas!

    • Muito obrigado, Anderson.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Francisco Do Carmo

    Cada leitura blog, é uma viagem de aprendizado! Valeu Rafael pelas 10

    • Muito obrigado, Francisco.

      Abraço e valeu pela participação!

  • rafael

    Pratico todos graças a deus

  • marcus

    Poupo sempre, operava opções no mercado mas o alto risco e o stress não o justificam, hj construo pequenas moradias para aluguel, fiquei fã desse investimento, uma espécie de renda automática e infinita, por enquanto ainda atuo no mercado de trabalho mas em 9 anos vou me aposentar.

    Excelente artigo, pena que poucos seguirão e dos poucos um ou outro continuará a seguir com o tempo…

    E vc Rafael Seabra, a quanto tempo segue tais dicas?

    • Muito obrigado, Marcus.

      Pratico-as desde antes de receber minha primeira bolsa de estágio, pois sempre soube dar valor ao dinheiro dos meus pais 🙂

      Abraço e valeu pela participação!

    • Muito obrigado, Marcus.

      Pratico-as desde antes de receber minha primeira bolsa de estágio, pois sempre soube dar valor ao dinheiro dos meus pais 🙂

      Abraço e valeu pela participação!

  • Cassia Cristina da Silva

    Nossa Rafael muito bom suas dicas,porém tenho algumas dúvidas,no caso eu tenho 22 anos e já possuo minha poupança,gostaria de saber o valor exato,e quantos anos eu teria que ter uma rentabilidade maior,gostaria de saber quanto é o valor exato pra mim ter o valor de 50,000 reais grato

  • Alex

    Rafael ficou SHOW parabéns pelas seus posts esclarecimento de incentivo financeiro rumo a independência financeira.

    • Muito obrigado, Alex.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Raphael

    Boa noite Rafael,

    Mais uma vez, parabéns pelo blog! Tem me ajudado bastante e sempre que possível o indico para meus amigos.

    Tenho uma dúvida: meus investimentos estão aplicados no tesouro direto com proporção aproximada de 60% para LFT, 20% para LTN e 20% para NTN-B Principal. Você acha que diante do momento atual do mercado, com alta da SELIC e da inflação, vale a pena aumentar a proporção dos títulos LTN e NTN-B Principal para 25%?

    Abraço!

    • Muito obrigado, Raphael.

      Na minha opinião, a proporção ideal é 50% – LFT, 25% – LTN e 25% – NTN-B Principal.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Marina

    Gosto sempre de ler os seus artigos, acho-os interessantes e proveitosos.No entanto creio que temos que ser felizes sempre e se vc não souber balancear não só seus gastos mas também a sua meta de poupar e começar a se privar de tudo que gasta muito . a velhice chega e vc percebe que deixou de aproveitar ou fazer alguma coisa, só pra não gastar. E creio que poderá ser tarde………

    • Muito obrigado, Marina.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Pedro Henrique

    Olá, Rafael. Posso colocar esse artigo no meu blog com a devida referência ao seu? grato.

    • Sem problemas, Pedro. No entanto, evite publicar o texto integralmente. Coloque um trecho (até 50%, por exemplo) e deixe um link para que o leitor continue a leitura aqui. Outra possibilidade é escrever, com suas palavras, um artigo baseado neste.

      Abraço!

  • Átila Martins

    Rafael,
    Minha situação era a seguinte:
    Pagava todas as minhas contas em dia, Ainda ficava com uma certa quantia para passar o restante do mês. (Lazer)
    Mas nunca investia no futuro, Sempre gastava tudo e contando com o próximo salário.
    Lendo as suas postagens, mudei totalmente de idéia, já estou investindo no futuro, Poupando o máximo possivel, Fiz a planilha de gasto, Percebi que gastava grande parte do meu dinheiro Desnecessariamente.

    Está de parabéns.
    Muito Bom

    • Muito obrigado, Átila.

      Abraço e valeu pela participação!

  • SOCORRO SILVA

    O DA PLANILHA FINANCEIRA EU JÁ COLOCO EM PRATICA , MINHA CONTAS ESTÃO CONTROLADAS , SÓ ESTOU TENDO DIFICULDADES PARA POUPAR. NÃO FALTA DINHEIRO PARA MINHAS DESPESAS , MAIS TAMBÉM NÃO ESTÁ SOBRANDO. ME PRÓXIMO DESAFIO É APRENDER A POUPAR.

  • Miroel Jose Junior Santana

    Sensacional essa sua forma de ler o mundo das finanças. eu particularmente tive que aprender a poupar na marra, hoje eu ganho 3 vezes menos do que no meu emprego anterior, mas posso garantir que vivo melhor hoje do que antes, simplesmente pelo fato de ter aprendido a fazer o dinheiro trabalhar por mim.

    • Muito obrigado, Miroel.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Isabella Melo

    Boas dicas. Algo que eu aplico na minha administração financeira são tabelas. Tenho uma planilha de quanto eu consegui polpar a cada mais, quanto saiu, pra que fins eu usei esse dinheiro. E objetivo arrumar meios para investir e ampliar meu capital.

    • Muito obrigado, Isabella.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Papo Furado

    Olá. Já sigo praticamente todos esses passos, mas, sinceramente, fiquei assustado com a proporção de 6 pra 1 que você colocou no ítem 1. Acho praticamente impossível que alguém haja desta maneira. A não ser que estajamos falando de Sílvo Santos, Eike, Setúbal…
    Abs!

    • Como assim? Acho que você entendeu errado.

      Não é para poupar na proporção “6 pra 1”, mas para acumular na poupança um montante que equivalha a 6 vezes suas despesas mensais.

      Se você gasta R$ 2 mil por mês, tem que acumular R$ 12 mil (obviamente não em um único mês). Pode até levar anos para atingir o montante necessário. Mas aí você estará protegido.

      Abraço e valeu pela participação!

      • Papo Furado

        Ah bom! É que, como vc não estipulou o prazo, deu a entender que era mensalmente…

  • O comendador

    Com certeza é um comentário extremamente imbecil e sem fundamento até matemático financeiro dizer que é possível poupar 6 vezes o valor de seus gastos, ao menos que o bobo esteja falando para um executivo de alto escalão, o que seria pior ainda, me faça essa matemática então com aquele que recebe 1 salário mínimo, parece absurdo mas representa comete 60 % dos aposentados e pensionistas do INSS neste país, agora me apresente uma forma racional para tal feito, se achar complicado mostre então essa teu sistema revolucionário então com quem ganha 3 S M. É possível mostre os gastos básicos, saúde, alimentação, moradia, transporte. Pra mim isso é uma fraude.

    • Como assim? Acho que você entendeu errado.

      Não é para poupar na proporção “6 pra 1”, mas para acumular na poupança um montante que equivalha a 6 vezes suas despesas mensais.

      Se você gasta R$ 2 mil por mês, tem que acumular R$ 12 mil (obviamente não em um único mês). Pode até levar anos para atingir o montante necessário. Mas aí você estará protegido.

  • luan

    ótimas dicas me ajudaram bastante,vou ser uma pessoa financeiramente diferente a patir de agora !

    Valeww mesmo,

    Luan batista

    • Muito obrigado, Luan.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Ricardo

    Todas os hábitos são importantes.
    Acho que o hábito 3 é o mais trabalhoso e o mais importante. Em minha opinião.

    • Ricardo,

      Concordo que todos são importantes. Ao colocar qualquer um desses em prática, a vida financeira já melhora quase que imediatamente.

      Abraço e valeu pela participação!

  • Jeremias

    Rafael no meu caso sobre as dívidas atuais é questão de tempo para quitá-las. Porém possuo um empréstimo e gostaria de saber se há uma estratégia para liquidar este rapidamente ou simplesmente continuo pagando até o final do prazo. Obrigado.

  • Vinícius

    Com certeza a poupança automática é a melhor solução para quem ainda não sabe gerir suas finanças.
    Estou programando minha poupança agora mesmo.

    Valeu pelas dicas de sempre.

  • Karl

    Gostei das dicas. São hábitos que sigo na minha vida e , sem dúvida, representam uma maturidade no trato com o dinheiro. Dentre elas, a economia mensal e o pagar as contas assim que elas chegam (e não quando vencem) são para mim , as mais importantes pelo impacto psicológico que causam : “Tenho dinheiro e me sobra” . Parabéns pelo blog.

  • raphael

    ler e entender e reler tudo sobre educação financeira. isto estou fazendo ja a um ano e estou aprendendo bastante e mudando bastante.

  • raphael

    ler e entender e reler tudo sobre educação financeira. isto estou fazendo ja a um ano e estou aprendendo bastante e mudando bastante.

  • Josias Damacena Francisco

    Rafael, boa tarde!

    Quero agradecer por transmitir seus conhecimentos e compartilhar as melhores formas para melhorar a saúde financeira.

    Apesar de ser formado na área de TI, tudo que estou lendo no seu blog é
    novidade para mim, apesar de algumas coisas serem bastante obvias e que não enxergamos se não pararmos para observar, principalmente os detalhes de como o dinheiro vai embora…

    Agora eu tenho mais objetivo e metas para cumprir a curto (eliminar pequenas pendencias financeiras) e em longo prazo (ter uma renda através de investimentos e similares, que não seja do meu trabalho formal)…

    Muito obrigado! 😀