Eike Batista: o homem mais rico do Brasil

Eike Batista: o homem mais rico do BrasilEike Batista (mineiro, 56 anos) foi eleito pela revista Forbes o oitavo mais rico do mundo e mais rico do Brasil em 2010. Desde muito cedo, Eike desenvolveu visão global de negócios, fruto, em grande parte, da própria experiência de vida.

O propósito desse artigo é falar um pouco mais da biografia desse grande empreendedor brasileiro, contando algumas histórias bem interessantes, falando um pouco sobre suas empresas e, por fim, apresentando um vídeo extraordinário que encontrei no portal do Instituto Endeavour, organização sem fins lucrativos que incentiva o empreendedorismo.

O início

Depois de passar a infância no Brasil, foi morar, no início da adolescência, em locais como Genebra (Suíça), Düsseldorf (Alemanha) e Bruxelas (Bélgica), acompanhando a família, que se mudou para a Europa por conta da carreira profissional do pai. Em 1974, iniciou o curso de Engenharia Metalúrgica na Universidade de Aachen, na Alemanha. Ainda em meio à faculdade, começou a vender apólices de seguro de porta em porta na cidade para garantir uma renda pessoal e se manter de forma independente.

De volta ao Brasil, no início dos anos 80, começou a empreender no setor mineral. Fluente em cinco idiomas – português, alemão, inglês, francês e espanhol – foi intermediário entre produtores na Amazônia e compradores em grandes centros do Brasil e da Europa.

Na mesma década, implementou a primeira planta aurífera aluvial mecanizada na Amazônia, criou o próprio grupo e tornou-se o principal executivo da canadense TVX Gold – empresa listada no Canadá e que propiciou o início do relacionamento com o mercado de capitais global. Eike criou e colocou em produção oito minas de ouro no Brasil, Chile e Canadá, entre 1980 e 2000.

As empresas

Desde 2000, o empreendedor passou a focar nas necessidades do Brasil, nos setores de recursos naturais e infraestrutura. Com esse objetivo, entre 2004 e 2010, o empresário criou, estruturou e abriu o capital das empresas MMX (mineração), MPX (energia), OGX (petróleo), LLX (logística) e OSX (indústria offshore).

Ao todo, Eike levantou recursos de mais de US$ 8 bilhões com a venda de ativos e de US$ 10 bilhões junto a investidores brasileiros e estrangeiros no mercado de capitais para suportar os empreendimentos em curso. Colocou em operação três minas de minério de ferro e iniciou a construção de empreendimentos nos setores de recursos naturais e infraestrutura.

Atualmente, o grupo opera minas de minério de ferro e sondas de prospecção de petróleo. Em 2011, entrarão em funcionamento empreendimentos nas áreas de petróleo, energia e logística. E, em 2012, será a vez do início da operação na indústria offshore.

Eike por Eike

Bem melhor que ler muitos textos e relatos sobre a história do Eike é ouvi-lo falar, contando suas experiências e fazendo uma auto-definição. Para tanto, encontrei um ótimo vídeo com ele. Apesar de longo (o vídeo tem 37 minutos), asseguro que vale a pena assistir, pois cada minuto gasto será recompensado com essa aula de empreendedorismo e de como assumir riscos e avaliar investimentos. Apreciem sem moderação:





Assine (é grátis)

Cadastre seu email e receba gratuitamente as atualizações do Quero Ficar Rico!


Conquistou a independência financeira e quer ajudar outras pessoas a alcançarem o mesmo objetivo. Continue lendo aqui!