Qual o melhor título público para investir?

Para os leitores do Quero Ficar Rico, não é nenhuma novidade que o investimento em títulos públicos, através do Tesouro Direto, é uma ótima escolha dentre as opções de baixo risco. Tanto que já escrevi diversos artigos explicando conceitos e tirando várias dúvidas sobre esse assunto e criei uma categoria exclusiva para o Tesouro Direto.

O intuito desse artigo é ajudá-lo na escolha do melhor título a ser adquirido dentre as três opções existentes (prefixado, indexado ao IPCA e indexado à Selic), comparando a rentabilidade desses títulos baseando-se nas expectativas de mercado do Banco Central para esses índices.

Títulos disponíveis no Tesouro Direto

Existem disponíveis atualmente três tipos de título: os prefixados (LTN e NTN-F), onde você já sabe antecipadamente quando receberá de rendimento no vencimento do título; o indexado pela Selic (LFT, que acompanha a taxa SELIC definida pelo Copom); e os indexados pelo IPCA (NTN-B e NTN-B Principal, que acompanham a inflação medida pelo IPCA). O título indexado ao IGP-M (NTN-C, que acompanha a inflação medida pelo IGP-M) não está mais à venda.

Estimativas para IPCA e Selic

Após saber os títulos disponíveis para compra, o passo seguinte é encontrar uma fonte confiável de expectativa para esses índices. Minha sugestão é utilizar o excelente Focus – Relatório de Mercado, emitido pelo Banco Central do Brasil.

O Focus é atualizado semanalmente e pode ser baixado clicando aqui e escolhendo a data mais recente. Dentre as várias informações disponibilizadas, tais como índices de inflação, taxa de câmbio, crescimento do PIB, entre outros, estão lá a estimativa do IPCA e da Selic para o ano atualano seguinte.

Apenas para exemplificar e utilizar como base para os cálculos nesse artigo, o IPCA estimado para 2011 é 5,05% e a taxa Selic média no período é 11,59%. Esses valores foram retirados do relatório do dia 12/11/2010.

Algumas considerações importantes

Agora que já sabemos quais os títulos disponíveis e quais as expectativas do mercado para os índices utilizados na correção dos títulos pós-fixados, vamos fazer algumas simulações.

Entretanto, é muito importante fazer algumas considerações. A primeira é quanto à confiabilidade das estimativas. Apesar do relatório ser elaborado por uma instituição séria, nada garante que vá se concretizar. Como o próprio nome diz, trata-se apenas de uma estimativa.

O segundo ponto é quanto ao prazo. A grande maioria dos títulos são de longo prazo, mas as estimativas aqui citadas são para o ano seguinte. Então eles servem apenas para dar uma ideia da rentabilidade.

Calcule e compare a rentabilidade dos títulos públicos

Para tentar se aproximar da realidade, escolhi três títulos com prazo mais curto. Os títulos escolhidos foram NTNB 151812, LTN 010112 e LFT 070313, utilizando como base as cotações do dia 18/11/2010. Para saber a cotação atual, clique aqui.

NTN-B promete uma rentabilidade de 5,66% + IPCA. A LTN oferece 11,77%. E, por fim, a LFT remunera a Selic. Todas os percentuais apresentados são anuais.

Assim sendo, utilizando como base o IPCA para 2011, a NTN-B renderia 5,66% “+” 5,05%. Aqui cabe uma explicação quanto ao “mais”. Apesar dessa rentabilidade ser representada com esse sinal, na verdade o cálculo é feito da seguinte forma: (1 + 0,0566) * (1 + 0,0505) = 1,0566 * 1,0505 = 1,1100 ou 11,00% a.a. Percebam que esse resultado é diferente da soma. Já a LFT renderia, de acordo com a estimativa da Selic para 2011, 11,59% a.a.

Como a LTN renderia 11,77%, ela será a melhor escolha nesse caso. Em segundo lugar viria a LFT, com 11,59% e, por último, a NTN-B, com 11,00%.

Conclusão

Quando o prazo é curto, fica até fácil tomar algumas decisões com razoável precisão. Mas para prazos maiores é bem mais complicado. Tive um professor que dizia que “estimativas para 1 ano são razoavelmente precisas, para 3 anos são até aceitáveis, mas para 5 anos são chutes”.

Não quero entrar no mérito dessa discussão, pois é bem controverso, mas a verdade é que quanto maior o prazo, maior a quantidade de variáveis que devemos lidar e muito mais difícil será o cálculo. Uma única variável que não sair como previsto pode arruinar toda estimativa.

Para saber como fazer as contas para investimento em títulos a longo prazo, sugiro a leitura do artigo “Compensa mais investir a curto ou longo prazo?“.

Caso tenha alguma dúvida, ou queira compartilhar sua opinião, crítica ou elogio, deixe um comentário, que eu e os demais leitores terão prazer em respondê-lo(a)!

Assine (é grátis)

Cadastre seu email e receba gratuitamente as atualizações do Quero Ficar Rico!


Conquistou a independência financeira e quer ajudar outras pessoas a alcançarem o mesmo objetivo. Continue lendo aqui!

  • Mario

    todo esse calculo pressupõe q o titulo só será resgatado no vencimento. E se eu precisar do $$ antes e resgatar o titulo antes do vencimento? com fica o calculo da chamada “marcação a mercado”? há periodos em que é melhor resgatar o título mesmo antes do vencimento?

    • Não dá pra saber, Mario. Dependendo da demanda pelo título no momento da venda, ele pode ser vendido com ágio (bom pra você) ou deságio (ruim pra você).

      Certamente há períodos que pode ser vantajoso resgatar o título antes do vencimento, mas geralmente é melhor mantê-lo até o final, principalmente os que têm rentabilidade composto por percentuais prefixados, como LTN (totalmente prefixada) e NTN-B (parcialmente prefixada). Como a tendência é que esses percentuais caiam, se você vender o título, dificilmente conseguirá outro no mesmo nível.

      Abração e valeu pela participação!

      • Mario

        o problema é que os títulos de curto prazo (2, 3, cinco anos) estão desaparecendo. Vc arriscaria comprar um título que vence em 2045?
        abço!

        • Claro que arriscaria! 6% + inflação daqui a alguns anos será uma fortuna. Podem escrever! Entretanto eu penso que esses títulos mais longos devem ser utilizados como previdência privada. Eles são ideais para quem está começando agora a trabalhar e quer uma previdência complementar.

          Abração e valeu pela participação!

          • roberta

            so compro esse titulo e deixo la parado,tipo por 10 anos?ou tem q ser mensalmente?

          • roberta

            so compro esse titulo e deixo la parado,tipo por 10 anos?ou tem q ser mensalmente?

    • Um bom momento para vender títulos antes do vencimento é quando a taxa começa a cair fortemente. A decisão depende do preço pago, da data da compra (por causa do IR), do mercado e do cenário futuro (para comparar com alternativas de recompra).
      Sobre a alta prevista para a Selic, achamos que LTN 2013 disponível hoje a 12,43% ao ano seguirá sendo melhor que SELIC que pode subir de 10,75% para 11,25% ou pouco mais.

  • Rosana

    Rafael,
    Gostei muito do texto e da frase do seu professor.
    Eu acho que a remuneração da LFT merece uma informação a mais: os juros pagos serão os juros vigentes no vencimento dos papéis. Ou seja: se hoje você comprou e os juros estavam em 12%aa e no vencimento estiverem em 8%, você receberá a remuneração total sobre os 8%.
    Correto?

    Abraços,

    • Rosana,

      Eu achava que não era assim e dei uma lida na metodologia de cálculo da rentabilidade da LFT e confirmei que não é isso.

      O valor nominal do título é corrigido diariamente pela Selic diária. Ao final do período, você receberá a rentabilidade média, e não a final.

      Deixa eu exemplificar, pro entendimento ficar mais fácil:

      Digamos que eu comprei uma LFT com vencimento para 19/11/2012 (exatamente após dois anos) e a Selic rendeu 12% no primeiro ano e 8% no segundo ano, até o final, a rentabilidade total do título será de 20,96% ou 9,98% ao ano. É assim que funciona!

      Acredito que seja assim e foi o que entendi ao ler a metodologia.

      Abração e valeu pela participação!

  • Rosana

    Oi, Rafael

    Agradeço pela resposta, você está certo.
    “Sua remuneração é dada pela variação da
    taxa SELIC diária registrada entre a data de liquidação da compra e a data de
    vencimento do título, acrescida, se houver, de ágio ou deságio no momento da compra.”
    Após eu ler algo sobre o que falei, me desanimei em relação as lft’s mas lendo a metodologia vi que é um título bem interesante.
    Peço desculpas pela confusão que fiz e por ter tomado seu tempo com isso.
    Abraços,

    • Não precisa se desculpar. Muitos leitores podiam pensar a mesma coisa e seu comentário ajudou a saná-la.

      Sempre que achar necessário, deixe um comentário e tentarei responder quando estiver ao meu alcance.

      Abração e valeu pela participação!

      • anderson alves

        Eu tenho adquirido algumas préfixadas com juros acima de 12% com vencimento em 01012013, pelo cenário acredito que parece uma boa escolha por ser com um prazo de apenas 2 anos.

        • anderson alves

          Aliás Rafael parabéns pela marca atingida de 1000 seguidores, quando comecei entrar aqui era de pouco mais de 550 seguidores em outubro.

  • Ótimo investimento, Anderson! Pode até ser que a Selic alcance esse valor no próximo ano pra segurar a inflação, mas na média ficará abaixo disso. Para o prazo em questão (2 anos), foi uma boa escolha.

    Quanto aos elogios aos números do Twitter, muito obrigado! Estamos trabalhando muito pra continuar crescendo e o resultado tem sido acima do esperado!

    Abração!

    • anderson alves

      a previsão é de 11.75% para o ano que vem, ainda um pouco abaixo dos 12%, mas acredito que em 2012 deva baixar, se a Dilma não nos trouxer surpresas.

  • Essas previsões são controversas mesmo. Eu por exemplo espero selic acima de 12%a.a. para o final de 2011 e se chegar a 13% não ficarei surpreso.

    Abcs,

    • Por esse motivo que defendo a grande dificuldade em fazer previsões, principalmente a longo prazo. Por isso que é importante diversificar seus investimentos.

      Abração!

  • Rafael

    Rafael,

    Estou pensando em iniciar a partir do ano a compra de TD como uma forma de previdência privada ou reservas para o futuro, penso na seguinte estratégia:

    A ideia inicial seria investir mensalmente uma quantia “aproximada” de R$ 250,00 (todos os meses) no NTN-B Principal – IPCA com vencimento em 2035.

    Porém estou com duvida, vale a pena comprar todo o mês ? ou comprar em períodos, 2 em 2 meses , 3 em 3, 6 em 6 meses etc… Isso influencia no rendimento final?

    Abraços

    • Não investir mensalmente influencia sim no rendimento final. Entretanto a perda será maior, caso você tenha que pagar DOC para transferir recursos para sua corretora.

      Imagine que o custo do DOC seja R$ 7,90 para transferir esses R$ 250,00. Você já perderia, de cara, 3,16%.

      Recomendo que você acumule pelo menos R$ 1.000,00 para então efetuar a transferência.

      Ressalto que essa consideração só valeria caso você tenha que pagar por esse DOC. Se sua corretora for no seu próprio banco ou você tiver direito a pelo menos um DOC gratuito por mês, invista mensalmente!

      Abração e valeu pela participação!

      • Rafael

        Obrigado pela resposta!

        Rafael, estava pensando em criar uma caderneta de poupança com o valor necessário para que os juros dela fossem suficientes para pagar o valor do DOC que eu faria todo mês para a minha corretora na compra dos títulos públicos. O que você acha dessa estratégia?

        • anderson alves

          A melhor saída é você negociar pelo menos um DOC por mês de graça, não é nada difícil conseguir isso com seu banco. Tem que insistir com seu gerente até ele concordar e se não concordar procurar outro banco para negociar, terá mais barganha diante de uma possível migração de banco.

        • Olha só, é melhor que “tirar do bolso”, mas ainda assim você estaria perdendo um montante que poderia ser investido, mesmo que baixíssimo.

          Uma opção é fazer o que falei, colocando mensalmente o dinheiro na poupança e quando atingisse algo em torno de R$ 1.000,00, investiria.

          Mas, sem sombra de dúvidas, o melhor a ser feito é seguir a sugestão do Anderson. Tente negociar com seu gerente um DOC por mês. Fiz isso com sucesso e aparentemente Anderson também conseguiu.

          Abração e boa sorte!

          • anderson alves

            No meu caso foi até mais fácil pois os dois bancos em que sou correntista operavam a folha de pagamento da empresa em que trabalho e emissão de doc e ted foi um dos ítens negociados, porém um dos bancos quando deixou de operar nossa folha de pagamento (Itau), quiz modificar isso porém como eu já tinha o outro banco me posicionei e eles voltaram atrás, hoje tenho isenção de qualquer quantidade de doc e ted nos dois bancos. É só barganhar, se o banco abre exceção para um, pode abrir para outro, ele só tem a ganhar com nossas movimentações, principalmente no cartão de crédito. Temos que aproveitar para reduzir ao máximo essas taxas, ainda mais com a possibilidade da CPMF voltando.

  • Eduardo

    Olá Rafael,
    Entendo que o cálculo que você realizou é uma estimativa. Mas imagino que os títulos públicos que pagam cupons semestrais tendem a ser piores que os que não pagam, considerando que para cada cupom semestral pago, você teria um imposto descontado (a principio seria de 22.5%, com redução). Essa idéia procede ou não?
    Um abraço e obrigado pelo artigo.

    • Acredito que o imposto incidiria apenas sobre o cupom. E nos semestres seguintes o imposto diminuiria até atingir 15%, após 2 anos.

      Mas eu realmente prefiro títulos que não pagam cupons, pois dispensam inclusive o trabalho de ter que reinvestir o dinheiro semestralmente.

      Abração e valeu pela participação!

      • anderson alves

        Quando simulamos no site do tesouro, a alíquota média de IR para títulos que pagam cupons, é maior que 15%, tem uma simulação muito boa no site que mostra os impostos e os cupons detalhadamente, eu também prefiro os que não pagam cupons.

      • anderson alves

        Rafael os títulos públicos hoje deram uma subida forte, provalvelmente com a notícia da possibilidade da saída do presidente do banco central, eu resgatei algum dinheiro em poupança para investir será que devo esperar para ver o que acontece ou aproveitar essa subida?

        • Muito bem observado, Anderson! Olha só, não tenho a menor ideia se vai subir ainda mais ou se vai cair, mas uma coisa é certa: as taxas disponíveis para hoje estão sensacionais!

          A LTN 01012013 estava abaixo dos 12% a.a. e hoje está em 12,52% a.a. E esse é apenas um exemplo. Acredito que valha muito a pena.

          Abração e valeu pela dica!

          • anderson alves

            ok, vou comprar, servirá como experiência também.
            Eu tenho acompanhado e normalmente quando a ntnb principal chega a pagar próximo de 6,20% começa a cair depois.

          • Rodrigo

            Rafael, desculpe a ignorancia, o que quer dizer essas taxas, pensei que fosse a rentabilidade, depois vi que não é, obrigado.

  • Rodrigo,

    Essas “taxas” são exatamente a rentabilidade oferecida por determinado título. É que o pessoal já conhece um pouco mais e termino utilizando alguns termos um pouco mais técnicos. Desculpe-me!

    Abração!

  • Rosana

    Anderson,

    “Eu tenho acompanhado e normalmente quando a ntnb principal chega a pagar próximo de 6,20% começa a cair depois.”
    Eu não tinha reparado isso, é uma excelente dica, obrigada por ter postado aqui.
    Abraços,

    • anderson alves

      Só reforçando Rosana isso não é uma regra, foi o que eu percebi nas últimas 3 subidas girando em torno de 6,20% que caiu.

      • Rosana

        Anderson,
        Mesmo não sendo uam regra é um bom parâmetro a ser considerado. Vou começar a reparar mais também.
        Abraços,

        • anderson alves

          ok, boa sorte e muito sucesso nas escolhas. Percebendo alguma tendência vamos manter o contato para troca de experiências, acho fundamental para o aprendizado e sucesso em nossos investimentos canais como esse blog.

  • Alexandre

    Olá Rafael, bem, eu gostaria de entender mais sobre os impostos que seriam cobrados pelo governo nas aplicações no Tesouro Direto, se existem quais seriam?

  • Adonay

    Rafael, você esqueceu de dizer que os titulo NTXX pagam cupom semestral, e os NTNB-Principal pagam apenas a rentabilidade cheia no fim do exercicio. Não consegui ler todos os comentários, mas vou deixar alguns ensinamentos que tive nesses 4 anos que invisto no TD.
    1 – Fixe alguns papeis, como na bolsa de valores, e os acompanhe diariamente, basta ir no TD e ver quanto estão pagando, nem veja o preço do titulo, se estiver a contento compre
    2 – Não vale a pena comprar todo mês, só compre se estiverem pagando o que você espera receber – no meu caso mais de 6% + IPCA
    3 – Não ligue para prazos.

    abc,
    Adonay (do CIN mesmo)

    • anderson alves

      Só não dá para comprar títulos com prazos inferiores a dois anos para não pagar uma alíquota mais alta de IR, eu tenho acompanhado e investido na NTNB principal com vencimento em 2015 e nas LTN com vencimento em 2013 e mantenho um objetivo de 6% + IPCA e um valor fixo maior que 12%. No momento é o que tem me agradado em relação a rentabilidade e vencimento, aproveitei um aumento que teve nessa terça comprando uma ntnb principal com 6,23% e uma LTN com 12,52%, acredito que foi uma boa escolha.

      você tem focado em quais títulos e percebe alguma tendência de aumento em algum dia como por exemplo na quarta-feira onde há recompras ou em dias próximos a anuncios do mercado como a meta da selic pelo copom ou outro dia / época?

      • anderson alves

        Ou seja, tentar trocar experiências para afinar cada vez mais uma estratégia que aproveite os momentos de maiores tx de juros e que configure em uma boa escolha de vencimento e rentabilidade.

        • anderson alves

          Uma dúvida que sempre tenho ao comprar títulos é se é mais inteligente esperar para comprar a tarde ou logo pela manhã.

    • Fala cara! Na verdade, essa questão dos cupons foi explorada em outros artigos, como por exemplo em Títulos públicos indexados à inflação. Aqui o foco foi exclusivamente na rentabilidade. Mas valeu pela dica!

      Quanto às outras sugestões, concordo contigo. São boas práticas a serem seguidas.

      Abração e valeu pela participação!

      • anderson alves

        Boa noite, gostaria de saber porque os títulos públicos ntnb principal com vencimento em 2015 subiram forte hoje saindo de 6,20% para 6,30%?

        • Porque o Banco Central elevou a estimativa de inflação para esse ano. Por esse motivo, está cada vez mais claro a necessidade de elevação da taxa de juros Selic para segurar o crescimento e frear a inflação.

          Quando a Selic está com perspectiva de alta, tanto a taxa de juros fixa da NTN-B quanto a LTN sobem. É por isso.

          Abração!

          • anderson alves

            ok obrigado.

      • Paulo

        Rafae:tou começando agora,aonde devo investir

  • Rosana

    Rafael,
    Vi você comentando algumas vezes sobre as vantagens de se comprar títulos com vencimentos para 24, 35 e 45.
    Os preços até que são convidativos mas tenho uma dúvida: a economia estável e a democracia brasileira não são fatos de tão longa data.
    E se acontece algo e de repente o governo resolve confiscar novamente como aconteceu em 1990?
    Sobre a democracia, apesar de não ser um regime ditatorial, será que temos mesmo uam democracia? Já começa pelo voto obrigatório…
    Às vezes penso em comprar títulos com prazos mais longos mas o fato do Brasil não ser um país sério (leia-se impunidade, corrupção em níveis absurdos, altíssima carga tributária), a recente estabilidade da moeda e da implantação da democracia me deixam muito receosa de fazer compras tão a longo prazo. Digo recente pois nenhum dos 2 fatos tem mais de 50 anos e precisamos ver até quando isso vai durar. Será que é algo que realmente está se solidificando ou estão começando a aparecer as fissuras, imperceptíveis agora, mas que daqui a 2 décadas se tornarão um verdadeiro caos?
    O que acha?
    Muito obrigada,
    Rosana

    • Rosana,

      Essa é uma discussão política e quase que filosófica! Mas posso te garantir uma coisa: eles só estão por preços tão convidativos justamente porque muitos ainda têm receio desses títulos. Se a procura fosse muito maior que a oferta, certamente as taxas prometidas seriam menores. Você estaria ganhando mais agora por aceitar um risco que alguns ainda não querem correr.

      Deixando o blá blá blá de lado, eu confio nesses títulos. E não acredito que o governo descumpriria esses acordos. O investimento estrangeiro em títulos públicos é um fortíssimo indicador de segurança. E esse investimento tem crescido cada vez mais.

      Se o governo resolver dar um calote nos investidores, isso representaria uma grande pancada na economia e em muitas outras frentes (grau de investimento, confiabilidade adquirida pelo pagamento da dívida com FMI, entre outros).

      Por esses e muitos outros motivos, não acredito nesse problema.

      E ainda tem outra vantagem: como a tendência de longo prazo é que os juros caiam, os títulos comprados agora ficam ainda mais atrativos, podendo ser vendidos antes do vencimento por taxas de juros bem maiores que as prometidas atualmente. Depois explico melhor esse assunto num artigo.

      Abração!

      • Rosana

        Rafael,

        Agradeço por seu comentário.
        Ontem, ao ler sua resposta, eu até estava começando a ficar interessada em comprar títulos com vencimentos mais longos.
        Mas olha o que eu encontrei:

        “Mantega quer expurgar índice de inflação para baixar taxa de juros”
        http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20101126/not_imp645439,0.php

        Tudo bem que é um novo índice mas para fazer uma substituição não custa muito para um governo tão preocupado com números convenientes e com um superávit primário irreal.
        Minha maior dúvida é por não termos um governo transparente e honesto. Sinceramente, não sei se dá para confiar…

        Aguardo o artigo que você falou!

        Abraços e sucesso,

        • Do ponto de vista dos títulos públicos atualmente ofertados, essa notícia (por sinal, muito interessante) não muda nada. A NTN-B é atrelada ao IPCA e não ao título que o governo usa como meta de inflação.

          Caso o governo opte por acompanhar outro índice, o NTN-B atual continua indexado à inflação. O que pode ocorrer é esse título deixar de ser oferecido, como aconteceu com o NTN-C, indexado ao IGP-M.

          Quanto à confiança, realmente depende da crença de cada um e são muitos fatores a serem considerados. Mas saiba que qualquer mudança radical nos títulos públicos ou descumprimento de prazos, siginificaria uma enorme pancada na economia nacional, e o governo fará de tudo para que isso não aconteça.

          Abração!

          • Rosana

            “siginificaria uma enorme pancada na economia nacional, e o governo fará de tudo para que isso não aconteça.”
            Espero muito que você esteja certo.
            Prestarei mais atenção ao que acontecerá com os títulos caso esse novo índice seja realmente criado e quem sabe daqui a alguns anos eu me sinta segura para investimentos mais longos.
            Lembro que em um artigo você falou que devemos nos sentir confortáveis em relação aos investimentos. Hoje, se eu investisse em títulos para 24 me sentiria meio insegura, então, acho que ainda não é o meu momento.
            Vou aguardar o que acontecerá nos próximos anos pois existem opções de 3 a 5 anos, e nessas eu tenho mais segurança por enquanto.
            Agradeço por sua resposta mais uma vez!
            Abraços e sucesso,

          • Você está certíssima!

            Não é a toa que existem tantas opções e prazos para investimento, pois certamente há perfis para cada uma delas. Só devemos investir caso estejamos seguros quanto ao investimento ou confortáveis com o risco que estivermos correndo, em troca do retorno esperado.

            Abração!

  • Paulo

    Boa Tarde Rafael,
    Como faço para comparar um titulo do tesouro (NTNB Principal) com vencimento para 15/05/2015 com a poupança? o valor a ser aplicado é algo em torno de R$12000.00.

    Já tenho papéis do tesouro e em janeiro vencem alguns, gostaria de reaplicar isso e acrescentar mais algum dinheiro que tenho sobrando na poupança. è dificil achar esse comparativo, nem falo com meu banco, pois eles nem sabem da existência desse tipo de investimento (leia-se CEF).

    Obrigado pela ajuda

  • Rosana

    Paulo,

    Para você comprar títulos no Tesouro você precisa transferir o valor para a conta da corretora e isso geralmente é através de Doc ou transferência entre contas corrente. Desconheço a possibilidade de usar a conta poupança para essa finalidade.
    Espero ter ajudado.
    Abraços,

    • Paulo

      Oi, obrigado pela resposta, mas já conheço o Tesouro e também já tenho conta para efetuar compras e vendas dos titulos, o que preciso é de um comparativo entre um título do tesouro ( já mendionado) e a poupança mesmo, a pergunta correta seria:
      Qual dos dois é mais vantajoso R$ 12000 na poupança até 15/05/2010 ou o mesmo valor aplicado num titulo NTNB Principal com vencimento em 15/05/2015?

      desculpa a falha

      • Sem dúvidas, eu aplicaria na NTN-B Principal, entre essas duas opções. O rendimento anual da poupança é menor que 7%, enquanto o NTN-B Principal deve render acima de 11%. Mesmo com a incidência do IR sobre títulos públicos, a vantagem é inquestionável.

        Abraço!

        • Paulo

          Obrigado pela ajuda.

          tinha esse guardado esse endereço em algum lugar, esquecido e por acaso achei ele, dei uma olha e gostei muito.

          Tem muita coisa interessante, bem diferente de outros comentaristas economicos e mais fáceis de entender o que se fala.

          Parabens

  • Celso

    Rafael

    Os juros das NTNBs mais longas cairam bastante nos ultimos meses. Você acha que eles podem voltar para um patamar de 6% ou mais em curto prazo? O que pode fazer aumenta-los?

    Abs

    • Pode ser que voltem, mas apenas quando a inflação (IPCA) voltar a cair. O IPCA deve fechar 2010 próximo a 6% a.a., valor muito alto em se tratando de inflação.

      Como o governo já tomou medidas para controlar a inflação (mexeu no compulsório e nos financiamentos de longo prazo), é possível que o IPCA já comece a cair nos primeiros meses de 2011. Isso pode elevar a taxa de juros nominal da NTN-B.

      Abração!

      • anderson alves

        pretendo investir nesse mês em títulos, só que diante dessa possibilidade de subida da selic em janeiro ( se não me engano será em janeiro) fico um pouco sem saber o que fazer, esperar até janeiro ou aplicar em titulos atrelados a selic. Qual seria sua opnião a respeito?

        Outro ponto, me parece que quando aplicamos pela primeira vez num determinado título será descontado 0,3% na primeira aplicação independente de quando é feito isso no ano, ou seja, se eu aplico em dezembro já será descontado 0,3% do ano todo e não rateado pelos dias que faltam para acabar o ano, estou certo desse comentário ou enganado? pois se eu estiver não seria melhor esperar janeiro para aplicar?

  • Moacyr

    Rafael,
    Para aqueles que pretendem comprar a NTN-B, é interessante que a inflação (IPCA) aumente ou diminua nos próximos anos? Além disso, caso o investidor desejar comprar esse título regularmente (todo mês), é mais vantajoso que o seu valor esteja alto ou baixo no momento da compra?
    Grande abraço!

    • O aumento do IPCA é indiferente para esses investidores. O investimento em NTN-B serve justamente para se proteger da inflação, garantindo ganhos reais (acima da inflação) fixos. Se a inflação subir, a rentabilidade nominal sobe, mas a real permanece a mesma. A grande vantagem é que quando a inflação sobe, os títulos prefixados perdem rentabilidade real.

      Onde você escreveu “mais vantajoso que o seu valor”, seu = inflação ou seu=título? Se for inflação, é indiferente. Se for do título, quando mais baixo, melhor.

      Abraço!

  • Moacyr

    Rafael,
    Seu = título
    Desculpe por não ter explicado corretamente.
    Dessa forma, meu entendimento é que convém comprar o título sempre nos momentos de baixa do seu valor (similar à compra de ações). Caso não queira (ou não possa) comprar todos os meses, seria então uma estratégia interessante monitorar periodicamente o título e fazer a compra somente quando este estiver em um valor que eu considerar baixo?

    Obrigado e abraços!

    • Exatamente! Geralmente nos últimos dias de cada mês os títulos ficam mais atrativos. Isso não é uma regra, mas vários leitores já observaram e reportaram esse comportamento dos preços.

      Abração!

  • Débora Havinny

    Então quando eu compro um título ele vem tipo com uma data de validade… Ele vai ser meu por um determinado tempo pré estabelecido, vamos supor… 1 ano… ai somente após 1 ano eu poderei “pegar” o dinheiro. É isso? E existe alguma chance desse título não render nada e ainda me fazer perder o dinheiro investido?

    Obrigada.
    Beijos ;*

    • Olha só, o vencimento dele é pré-determinado. Se você esperar até o vencimento, receberá exatamente aquilo que foi acordado no momento da compra do título.

      Mas nada impede que você venda antes da data de vencimento. O problema é que, nesse caso, você poderá ganhar mais (ou até mesmo menos) do que o valor prometido.

      Mas essa possibilidade de não render nada ou até mesmo perder é praticamente impossível. Nem se preocupe quanto a isso. Mas o ideal é esperar até o vencimento do título, para não ter surpresas.

      Abraço!

  • paulo

    como q faco pra invetir em titulos:

  • Gilvan

    Olá Rafael,

    Eu tenho no momento R$ 30.000,00 reais na caderneta de poupança, estou pensando em investir em algo com uma rentabilidade melhor, estou com dúvida se faço um investimento a longo prazo ou a curto prazo, se eu optar por o de longo prazo estava pensando en investir no tesouro direto NTN-B com vencimento para 2024, ou se eu opatar por o de curto prazo estou pensando em aplicar em CDB, andei pesquisando um pouco e um banco me enviou a seguinte proposta:

    Valor inicial: R$ 30.000,00
    Taxa cdb em 28/12/2010: 12,80% a.a
    Prazo: 721 dias

    Investimento R$ 30.000,00
    Prazo 721 dias
    Taxa bruta 12,80% aa
    Taxa bruta período 27,2809 aa
    IR 15%
    Taxa líquida período 23,1888%
    Rendimento R$ 6.956,64

    Operamos com CDB apartir de 30 dias até 721 dias.
    O valor mínimo para abertura de conta é R$ 1.000,00 e pode sim fazer aportes semanais , quinzenais, mensais… dentro da sua disponibilidade.

    Obs: fora os R$30.000,00 que ja citei disponho de mais R$1.500,00 mensais para investimento.

    Agradeço desde ja a sua atenção!

    • Nos moldes apresentados, me parece um ótimo investimento. Boa rentabilidade para um CDB (certamente não é indexado ao CDI).

      Além disso, tem todas as vantagens de um CDB: não possui taxa de administração nem custódia e não é necessária pagar TED para transferência de recursos.

      Por sinal, de que banco se trata?

      Abraço!

      • Anônimo

        Relamente, está bom investir nesse CDB. Por sinal, de que banco se trata? [2]

  • Luciano

    Prezado Rafael, comparando os titulos NTNB 150515 que rende 6,09% + IPCA e LTN 010115 que rende 12,07%, qual vc aconselha? O meu proposito é de fazer poupança para longo prazo para escola de meu filho, daqui uns 15 anos. Ou vc recomenda outro titulo? É vantajoso adquirir NTNB devido aos juros semestrais para reaplicar ou LTN, visto que não pago tx de operações na corretora.
    Abraços e muito obrigado pelos esclarecimentos.

    • Rosana

      Luciano,
      Você fez uma observação muito importante na qual, apesar de óbvia, eu ainda não havia pensado: taxas da corretora na reaplicação dos títulos.
      Qual corretora você utiliza?
      Abraços,

      • Luciano

        Rosana, a Banif, Spinelli, Socopa e Pax não cobram. Segue link do tesouro com relação de corretoras: http://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro_direto/download/ranking/ranking_taxas.pdf

        • Rosana

          Luciano,

          Agradeço por sua resposta. Já entrei em contato com a Banif e se eu não conseguir desconto com a GF, vou trocar sim.

          Rafael,
          Vou tentar desconto com a GF, vamos ver o que dá.

          “Posso te dizer apenas que eu prefiro títulos indexados à inflação para prazos maiores que 2 anos.”
          Eu penso exatamente com você. Acho meio arriscado títulos pré para prazos maiores, embora eu já os tenha comprado quando não sabia muito bem quais títulos comprar.

          Abraços,

    • Não gosto de fazer recomendações. Posso te dizer apenas que eu prefiro títulos indexados à inflação para prazos maiores que 2 anos.

      Se não houver necessidade de mexer nesse dinheiro, prefiro títulos que não pagam cupons.

      Abraço!

  • Rosana

    Rafael,
    É possível conseguir desconto ou isenção na taxa cobrada pela corretora no Tesouro Direto?
    Estou pensando em conversar com meu assessor sobre isso (será que vale a pena tentar?) ou então mudar para a Banif. Mas antes preciso negociar com o meu banco ao menos um doc gratuito por mês.
    Obrigada!

    • Não tenho a menor ideia, mas acredito que autalmente quase tudo é negociável. Tente negociar essa taxa ou o doc mensal e veja o que será mais vantajoso.

      Abraço!

  • Leonardo

    Rafael, por favor…

    É comum o TD deixar poucos títulos à venda? Como hoje 19JAN2011, há apenas o LFT. Os outros eles tiram por que acabou ou é estratégia após a reunião do COPOM por que os outros estavam se valorizando?

    • Suspensão temporária de negociação de LTN, NTN-F, NTN-B e NTN-C (Copom)

      “Devido à realização da reunião do Copom de quarta-feira, dia 19 de janeiro, a venda e a recompra de LTN, NTN-F, NTN-C, NTN-B e NTN-B Principal estarão suspensas a partir das 17h da referida data até as 9h de quinta-feira, dia 20 de janeiro.”

      Retirado do site do Tesouro Direto.

      Abraço!

  • Boa tarde a todos…
    Pretendo investir um valor aproximado de 2000,00/mes porém temo ocorrer algum imprevisto e necessitar de dinheiro da noite pro dia..
    Qual dos investimentos irei ganhar menos (ou até mesmo perder menos) caso eu retire o $$ antes.. Existe uma regra para isso?
    Obrigado.

    • Não há regras, mas dificilmente você perderá. Recomendo apenas que faça um fundo de emergência e só depois invista no Tesouro Direto. O dinheiro para imprevistos deve ser separado do dinheiro para investimentos.

      Abraço!

      • Paulo

        Bom dia, que tal fazer um artigo sobre como definir fundo de emergência, já li diversos artigos, desde 6 meses de gastos até 20 salários minimos, a quantidade de informações são grandes.

        Obrigado

  • Rodrigo

    Boa noite,
    Onde vou para investir nesses títulos públicos e tesouro?
    Corretoras? Bancos? Investimento de 5 mil à 8 mil. Qual seria melhor opção para investir a longo prazo? 5-10 anos.
    Teria uma rentabilidade de quantos% ao ano?
    Conheci seu blog ontem, li alguns artigos, achei muito interessante!

  • Kelly Rodrigues

    Bom Dia, Rafael!
    Gostaria de compreender mais a respeito desses investimentos, uma vez que me interessei pelo assunto porém não sei por onde começar. Ao ler os artigos comecei a ter idéias a respeito desse ”negócio’, mas como iniciar esse processo? posso começar a investir um valor de R$100,00 mês? em quanto tempo e valor terei retorno? Você poderia me auxiliar? Abraços!

  • Almir Olioveira

    Boa tarde! Meu nome é Almir,

    Eu tenho R$ 10.000 para iniciar e vou investir R$ 1.000,00 mensal em um prazo de 12 meses para compra de um carro, que custa 30.000,00.

    Qual titulo investir para que nesse curto prazo de tempo eu consiga comprar op carro tão desejado e contiunuar investindo?

  • Amorim

    Rafael, Bom dia.
    Possuo R$ 140.000,00 aplicados em caderneta de poupança.
    Não pretendo usar este numerário pelo menos até 2014.
    Como faço para aplicar no tesouro direto e qual seria o melhor título no momento?
    Desde já agradeço.
    Amorim

  • Samuel

    Eai rafael blz cara?, poxa o teu blog mudou o meu modo de pensar sobre investimentos, tinha em minha cabeça investir na poupança para comprar a minha casa, mas existem investimentos melhores.
    Antes eu queria investir 3000 mil todo mês na poupança durante 5 anos, agora to afim de investir no Tesouro Direto, mas fiquei com duvida, tipo quanto vai render mais ou menos os 3000mil nos 5 anos de tesouro, porque na poupança seria uns 180.000mil sem taxa 0,5, daria mais de 250.000mil.

  • Paulo Otavio

    Com as taxas atualmente praticadas qual o melhor titulo que voce acha que é melhor para o longo prazo (acima de 5 anos) ?

    Grato,
    Paulo Otavio

    • Paulo,

      Para prazos acima de 5 anos, meu preferido são os títulos indexados ao IPCA (NTN-B e NTN-B Principal), pois eles garantem a manutenção do poder de compra e ainda uma rentabilidade real.

      Abraço!

  • Geraldão

    Menor de idade pode investir em titulo ???? Com meu CPF ???

  • Gustavo

    Rafael, a respeito de qual título investir a longo prazo, tenho notado que muitos optam pelo NTN-B por conta da correção da inflação, porem, vale lembrar que o pré-fixado ele garante a rentabilidade no momento da compra, isso é fato. Isso quer dizer que, “com a crise na Europa, por exemplo”, o governo tende a diminuir os juros e com isso o rendimento ficar acima do valor pré-fixado, ao contrário se o juros subir, você já está garantido com o valor pré!? Correto?

    • E se você comprar agora (taxa aproximada de 10% a.a.) e tivermos um pico inflacionário? É provável que você perca dinheiro. Os títulos prefixados só são bons se a inflação estiver sob controle.

      Como nosso poder de compra é determinado pela inflação, eu considero os títulos indexados ao IPCA os mais seguros, mesmo que variem bastante seus preços.

      Abraço!

      • Gustavo

        Rafael, obrigado pelas informações!
        Abraço!

  • Gustavo Silveira

    Olá Rafael, parabéns pelo site!

    Tenho 8 mil para investir no TD. Qual a melhor opção de TPF para longo prazo?

    • Gustavo,

      Para prazos longos, prefiro títulos indexados a índices inflacionários, com a NTN-B e NTN-B Principal.

      Abraço!

  • Diego

    Pretendo começar a investir em tesouro, mas tenho uma dúvida. Entre dois títulos (ex. NTN-B) que pretendo adquirir e vender antes do vencimento. Devo comprar um com vencimento mais próximo, que apresenta a taxa do dia menor, ou comprar um com vencimento mais distante com taxa maior?

  • Mário do armário

    aê, vou investir td minha grana só em lft. como o governo irá quebrar com a copa, a taxa de juros vai subir, e eu vou ganhar X
    como ele vai quebrar ainda mais com as olimpîadas, os juros vão subir 2Y
    e além de tudo, o inchaço do funcionalismo público, o envelhecimento da população e a previdência, minhas lfts vão valer ZZZZZ.
    ahauahauhahuauh. desculpem aí, mas axo que acabo de ficar milionário.

    • Mesmo que ele não “quebre”, todos esses fatores de risco podem sim elevar a Selic.

      No final das contas, sua “brincadeira” pode ser uma boa aposta 🙂

      Abraço!

  • Márcia

    Oi, Rafael descobri agora o tessouro publico. Gostaria de orientações sobre como iniciar meus investimentos. Como e onde começar o investimento?
    Desde já agradeço a atenção. Márcia.

  • Smagalhaes2

    Rafael, para se investir em Tesouro direto é necessário contratar uma agencia de custodia, onde as taxas reduzem bastante estas rentabilidades e possuem inumeras exigencias, não é? O que o senhor sugere?

  • Josivan

    Rafael, comprei um titulo LFT com taxa de juros ao ano de -0,06 e selic de 7,89%,e vencimento em 07/03/2017.
    você acha que fiz um mal negócio? quanto vai me render esse titulo?, é melhor investir em LTN? se poder me ajudar agradeço.

  • Bom dia Rafael Seabra,
    Sou leigo quando falasse em investimentos, estou com dúvidas em relação ao IPCA e a SELIC. Gostaria de saber qual seria a influência da variação dessas taxas no título adquirido ? E qual seria titulo mais interessante para compra.
    Obrigado.

  • roberta

    ola,to com muitas duvidas,qro investir R$100/mes em algum titulo que renda uma % ja ouvi falar em 8 ou 6% me ajuda pf

  • Eric de Paula

    Rafael, boa tarde.
    Tenho hoje maior parte do investimento em TD aplicados em NTNB, isso desde 2012 quando tiveram bons ganhos, agora tudo perdido.
    Amanham é dia de venda, você acha recomendado sacar esses valores do NTNB e aplicar na LFT? Eu penso em deixar conforme sugestão sua de carteira, 50% LFT, 25% NTNB, 25% LTN, tudo com prazo de até 5 anos a frente.
    Grato.

[Grátis]
[Grátis]